Conseguir uma bolsa de estudos pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) pode não ser tão difícil quanto você imagina.
Embora o programa seja de fato super concorrido, sempre dá para colocar em prática aquele “espírito investigativo” e sair em busca de uma vaga que comporte a sua nota no Enem.
Para se dar bem nesse processo, no entanto, é fundamental saber como funciona o sistema de seleção do ProUni e descobrir a pontuação necessária para entrar em diferentes cursos.
A gente trouxe todas as dicas para você logo a seguir – com um bônus especial: uma lista de faculdades de qualidade que participam do programa!

Pontos no Enem para conseguir o ProUni

O ProUni não é exatamente um processo seletivo tranquilo — afinal, quem não gostaria de estudar numa faculdade de prestígio com bolsa de estudos parcial ou integral?
A pontuação necessária para conseguir vaga no programa varia bastante de acordo com o curso desejado.
Graduações como Medicina, Engenharia e Direito, que já são muito procuradas nos vestibulares tradicionais, também aparecem no topo da lista das mais concorridas do ProUni.
Por outro lado, cursos de licenciatura, superiores de tecnologia aqueles oferecidos na modalidade a distância tendem a ser mais fáceis de entrar.
A gente traçou a seguir um panorama da pontuação necessária para conseguir vaga nos principais cursos do ProUni. Isso irá ajudar você a ter noção do quanto é preciso estudar para se dar bem na próxima edição do programa de bolsas.
Confira as pontuações tomando como base o ProUni mais recente:
  • Média de 700 pontos – Medicina, Design de Games e Engenharia de Materiais e Nanotecnologia
  • Média de 650 pontos – Engenharia Aeronáutica, Artes Cênicas, Engenharia Civil e Ambiental, Comunicação e Multimeios, Cinema, Ciências Aeronáuticas, Design Digital, Letras.
  • Média de 550 até 650 pontos – Enfermagem, Engenharia de Energia, Desenho Industrial, Engenharia de Produção, Odontologia, Biotecnologia, Pilotagem de Aeronaves, Desenvolvimento de Sistemas, Medicina Veterinária, Engenharia Biomédica, Estatística, Farmácia, Ciência da Computação, Direito, Nutrição, Biomedicina, Audiovisual, Engenharia de Software, Engenharia Química, Agronomia, Fisioterapia, Psicologia, Administração.
  • Média de até 550 pontos – Segurança no Trabalho, Gestão da Produção Industrial, Administração Pública, Pedagogia, Agronegócio, Turismo, Sistemas para Internet, Negócios Imobiliários, Gestão da Qualidade, Comunicação Empresarial, Biblioteconomia, Embelezamento e Imagem Pessoal, Ciência Econômica, Secretariado, Biocombustíveis, Radialismo.
Em uma pesquisa mais aprofundada, será possível encontrar vagas que exigem apenas a nota mínima do ProUni, que é de 450 pontos. E aqui, para nossa surpresa, aparecem graduações como Direito, Pedagogia, Enfermagem, Engenharia de Produção, Artes Visuais, Ciências Contábeis e Ciências Políticas.
Mas no geral, em grande parte dos cursos do ProUni dá para entrar com notas que variam de 550 a 650 pontos.  Entre os mais fáceis, com menos de 550 pontos, estão principalmente as graduações superiores de tecnologia, que têm um tempo de formação mais curto e um perfil voltado ao mercado de trabalho.

O que fazer para participar do ProUni

Para tentar bolsa pelo ProUni o candidato precisa ter feito o Enem mais recente e se encaixar em requisitos de renda e formação escolar.
As exigências são as seguintes:
• Pontuação de pelo menos 450 na média das provas do Enem mais recente (e só vale o mais recente mesmo).
• Ter tirado nota acima de zero na redação do Enem mais recente.
• Apresentar renda familiar mensal bruta de até 3 salários mínimos por pessoa para entrar na disputa por uma bolsa parcial (que paga metade do valor das mensalidades) e de 1,5 salário para quem busca uma bolsa integral.
• Ter feito todo o ensino médio em uma escola da rede pública ou, alternativamente, em escola particular como bolsista integral durante todo o período.
• Não ter diploma de nível superior.
São duas seleções por ano. A primeira ocorre pouco depois da divulgação dos resultados do Enem, entre o final de janeiro e o início de fevereiro, e é a que distribui a maior quantidade de bolsas. A segunda, mais enxuta, acontece entre o final de junho e o início de julho.
Para se inscrever, o interessado precisa acessar o site oficial do ProUni durante o período determinado e escolher duas opções de vaga.
Vamos entender melhor como esse processo funciona?
Dê uma olhada no tópico a seguir.

A maneira mais simples de assegurar sua vaga no ProUni

Cada opção disponível no ProUni tem uma nota mínima para entrar. Essa pontuação depende do nível dos candidatos que disputam uma mesma vaga (na mesma faculdade, unidade, curso, turno e modalidade de concorrência).
Quanto melhor for o desempenho dos concorrentes, mais alta a nota de corte vai ser.
Mas o ProUni dá muitas colheres de chá para quem busca uma bolsa.
Caso a vaga que você escolheu tenha notas de corte muito altas, dá para tentar outra opção.
Isso pode acontecer várias vezes no decorrer do processo. Sempre que a nota de corte impossibilitar sua entrada, dá para buscar outras opções em outras faculdades quantas vezes for necessário, até o encerramento das inscrições.
Essa dinâmica pode garantir a bolsa.
Dá para acompanhar a mudança das notas por meio do site oficial ou pelo aplicativo do ProUni, que pode ser baixado em celulares com Android ou iOS.

Faculdades que concedem bolsas pelo ProUni

Pode ter certeza: se está no ProUni, a faculdade é boa. O Ministério da Educação, por lei, só concede bolsas em instituições bem avaliadas, o que garante ao estudante uma formação de qualidade, com diploma reconhecido no mercado de trabalho.
A cada edição, são mais de mil instituições participantes.
Para não marcar bobeira, o ideal é chegar na disputa já com alguns nomes em mente. Quer conhecer alguns? A gente tem:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) – no Distrito Federal
Universidade de Franca (UNIFRAN)
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais
Unicesumar (a distância)

Veja também:
ProUni é de graça? 
Vai conseguir aquela tão sonhada bolsa de estudos com a sua nota do Enem? Conte para a gente!