Existem diversos programas de acesso ao ensino superior no Brasil. A maioria deles, tradicionalmente, contempla cursos presenciais.


Quem está pensando em fazer uma graduação no modelo EAD muitas vezes fica sem saber se pode ou não recorrer a alguma ajuda.

O ProUni, um dos programas que mais geram dúvidas, distribui bolsas de estudos em faculdades particulares – onde está a maior oferta de cursos a distância do país.

Será que o ProUni também inclui cursos a distância? Será que dá para estudar de casa, com toda a comodidade que o EAD oferece, e ainda ganhar uma bolsa de estudos?

Parece bom demais para ser verdade? Confira a seguir e descubra se o ProUni vale para EAD!

Tem ProUni para cursos EAD?

Dos três grandes programas de acesso ao ensino superior do governo federal (que incluem o Sisu e o FIES), o ProUni é o único que distribui vagas em cursos a distância.

O benefício pode ser utilizado em faculdades credenciadas de todo o Brasil e conta com cursos em todas as áreas do conhecimento.

Só que a bolsa não vem assim, de mão beijada.

Quem quiser fazer um curso a distância com a ajuda do governo federal terá que encarar um processo seletivo razoavelmente concorrido e ainda atender a todas exigências do Ministério da Educação (MEC) – a gente revela quais são no próximo tópico.

Todo esse esforço se paga mais adiante. Os aprovados ganham uma bolsa integral, que cobre todos os custos com mensalidades, ou parcial, que paga metade do valor.
O benefício vale durante toda a graduação.

Quer saber como participar? Se liga a seguir!

Quem pode participar do ProUni para EAD?

Para participar do ProUni é preciso atender a certas exigências do MEC.

O programa pede, por exemplo, que o candidato tenha feito o Enem mais recente, não tenha tirado zero na redação e ainda apresente desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas.

Quem tiver valor abaixo disso ou não tiver feito o Enem mais recente não poderá participar.

Mas não é só isso.

É preciso também provar que se encaixa no perfil de renda e formação escolar.

Os candidatos precisam ter renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos per capita para participar. Caso queiram uma bolsa integral, o limite é de 1,5 salário por pessoa.
O programa é destinado àqueles que fizeram todo o ensino médio em escola pública ou estudaram em uma instituição particular com bolsa integral.

Por último, só quem ainda não tem diploma de nível superior poderá participar.

Professores efetivos da rede pública e pessoas com deficiência têm condições facilitadas para entrar no programa.

Quando começa a seleção do ProUni para cursos EAD?

O ProUni abre inscrições duas vezes por ano. A primeira edição ocorre no início do ano, geralmente a partir da segunda quinzena de janeiro – pouco depois da divulgação dos resultados oficiais do Enem.

A segunda edição abre entre o finalzinho de junho e o início de julho.

O processo seletivo para vagas EAD e presenciais acontece simultaneamente, não há uma edição específica para bolsas em cursos a distância.

O processo é totalmente digitalizado e acontece por meio do site oficial do ProUni.

Para se inscrever, o interessado só precisa informar o número de inscrição e senha do Enem. Feito isso, ele poderá escolher até duas vagas entre as opções disponíveis.
O ProUni seleciona os bolsistas por meio da nota do Enem. Quanto mais alta, mais chances.

Outra vantagem interessante dos cursos a distância é que, normalmente, eles não têm uma nota de corte super alta, ao contrário de algumas graduações presenciais como Medicina, Direito ou Psicologia.

A nota média para conseguir entrar em uma vaga EAD varia de 450 a 600 pontos, dependendo da faculdade onde é oferecida.

Ao longo do período de inscrições, que dura aproximadamente quatro dias, os candidatos podem mudar suas opções quantas vezes quiserem.

Quais cursos EAD estão presentes no ProUni?

Existem centenas de opções interessantes de cursos EAD no ProUni.

Tem formação em nível de bacharelado, de licenciatura e de tecnólogo para você escolher até de olhos fechados.

A gente separou alguns exemplos retirados de edições recentes do programa. Conheça:
  • Humanas e Sociais – Publicidade e Propaganda, História, Ciências Contábeis, Estética e Cosmética, Produção Cultural, Ciências Econômicas, Design de Interiores, Design Gráfico, Geografia, Gastronomia, Jornalismo, Letras, Pedagogia, Processos Gerenciais, Relações Públicas, Serviço Social, Teologia.
  • Ciências Exatas - Arquitetura e Urbanismo, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia de Computação, Engenharia de Software, Gestão da Tecnologia da Informação, Matemática, Sistemas para Internet, Banco de Dados.
  • Biológicas e da Saúde - Ciências Biológicas, Nutrição, Educação Física, Enfermagem, Farmácia.
  • Gestão e Negócios – Logística, Comércio Exterior, Administração, Agronegócio, Gestão da Qualidade, Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos, Gestão da Produção Industrial, Marketing, Gestão Pública, Negócios Imobiliários, Gestão Financeira, Gestão Hospitalar.

Quais são as faculdades EAD que estão no ProUni?

Olha, não vai faltar faculdade a distância na próxima edição do ProUni.

Para se dar bem é preciso chegar preparado à seleção, com uma boa nota nas provas e sabendo exatamente onde quer estudar.

Isso ajuda o candidato a ter mais foco e, consequentemente, mais chances de conquistar uma bolsa.

Que tal investir alguns minutos em conhecer instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que estão sempre presentes no ProUni?
Confira nossas sugestões:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) – no Distrito Federal 
Universidade de Franca (UNIFRAN) 
Unicesumar (a distância)

Veja também:

E aí, animou de tentar bolsa em curso EAD pelo ProUni? Conte para a gente!