O ensino a distância é tendência mundial e está em constante expansão no mercado brasileiro.

Em 2017, por exemplo, o MEC publicou a portaria que regulamenta o Decreto 9057/2017, que tem, entre seus objetivos aumentar a oferta de cursos de graduação na modalidade a distância. Além disso, o MEC flexibilizou os trâmites para abertura de polos.

Segundo o censo 2017 da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), por causa disso, o número de alunos na modalidade EAD marcou um recorde,

contabilizando  7,7 milhões.

Nesse cenário, amplia-se também a variedade de cursos. Os mais concorridos nas universidades já são oferecidos na modalidade a distância.

Direito está nessa lista dos mais disputados, mas será que também já pode ser feito online? Descubra agora.

Curso Direito EAD já é uma realidade?

Se seu sonho é fazer uma faculdade de Direito, e a modalidade a distância seria a opção perfeita, ainda não é desta vez.

Por enquanto não existe nenhum curso de Direito EAD, pois o MEC ainda não autorizou a criação desse curso. Além disso, há uma certa resistência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) com relação a ter oferta de curso de Direito nessa modalidade.

Não que a entidade seja contra o modelo, ela apenas se posiciona para que não seja disponibilizado 100% online, mas sim com complementos na modalidade a distância, funcionando  como um curso semipresencial. No entanto, isso ainda não é uma realidade.

Caso você encontre alguma instituição de ensino superior oferecendo essa opção, desconfie. Consulte a instituição no portal e-MEC, a fim de verificar sua idoneidade.

Lembre-se sempre que todos os cursos superiores devem ser autorizados e reconhecidos pelo MEC.

Portanto, por enquanto a única opção é cursar Direito na modalidade presencial, escolher em qual área quer atuar e brilhar na carreira.

As especializações em Direito

Após cursar, presencialmente, os 5 anos do bacharelado, o futuro profissional pode direcionar sua carreira para uma das áreas do Direito.

Há as opções tradicionais, como Direito Civil, Penal, Criminal, Trabalhista, Previdenciário e Tributário.

No entanto, diversas outras áreas têm se destacado em um novo cenário social e econômico. Conheça algumas:

Direito Internacional

Trata das relações entre os Estados, de acordo com as normas jurídicas internacionais, emendas, convenções e protocolos que norteiam elementos como tratados e acordos internacionais.

O Direito Internacional aborda as questões:

  • Econômicas: o comércio e as transações entre os países

  • Políticas: tratados e acordos internacionais

  • Sociais: a garantia de direitos humanos

Direito de Compliance

Trata do cumprimento das normas legais e regulamentares relacionadas aos negócios financeiros. Totalmente voltado ao meio corporativo, apesar de ainda pouco difundido, esse ramo do Direito é de extrema importância para as organizações.

Direito Desportivo

Todos conhecemos sobre os aspectos legais e a complexidade das relações atletas-clubes, assim como das negociações desses profissionais. É disso que trata este ramo do Direito, de garantir clareza e transparência em negociações e assuntos jurídicos, tendo como cliente tanto o atleta quanto o clube.

Direito da Internet (Ciberdireito ou Direito Digital)

Os delitos e crimes online já são um grande problema a ser resolvido. Nesse contexto atua o profissional de Direito da Internet, a fim de trabalhar na reparação de danos causados por acontecimentos online, como casos de pirataria, divulgação indevida de dados ou de fotos e vídeos íntimos etc.

Direito Societário

Aquisições e fusões de empresas são as principais atividades desta área do Direito. O papel do profissional é lidar com as relações e tratativas entre sócios, como o controle de participações, administração de conflitos e outras ocorrências.

Direito Eleitoral

Esta área cuida do acompanhamento de pessoas políticas, garantindo que atuem de acordo com a lei.

Com as condenações de políticos por causa das investigações contra a corrupção e o advento de leis como a Ficha Limpa, esse ramo se fortaleceu e está em franca ascensão.

Outras novas áreas são:

  • Biodireito

  • Direito Médico

  • Contencioso Civil

  • Arbitragem

  • Relações Institucionais

  • Ambiental

  • Direito da Tecnologia da Informação

  • da Energia

  • da Mineração

Esses são alguns exemplos de especializações que vão surgindo conforme novas tendências de mercado vão surgindo.

Onde fazer uma faculdade presencial de Direito

Enquanto o MEC não autoriza o curso Direito EAD, você pode fazê-lo na modalidade presencial.

As seguintes instituições oferecem o curso de Direito, autorizado e com diploma reconhecido pelo MEC:

Ao visitar o site dessas universidades, você poderá também consultar as opções disponíveis em bolsas de estudos, convênios, descontos e financiamentos.

Caso você não tenha disponibilidade de tempo para frequentar um curso de graduação presencial e também não queira arriscar esperar o Direito chegar na modalidade EAD, saiba que as instituições citadas acima têm muitas opções em cursos de graduação a distância.

Conheça cada um deles e faça a sua escolha. Estude do seu jeito, quando e de onde estiver.

Leia também:

Direito e advocacia: saiba mais sobre a profissão

Descubra quais são as melhores faculdades a distância

Agora queremos ouvir você! Já decidiu onde fazer a sua faculdade de Direito? Use o espaço dos comentários e conte pra gente sobre seus planos!