Quem faz o Enem trava uma batalha maluca contra o tempo.
Entre a aplicação de provas e a divulgação do resultado são dois meses de espera agoniada, que mais parecem dois anos!
Por outro lado, no dia das provas parece que o relógio anda mais rápido e quando a gente vê já está na hora de entregar o cartão de respostas.
São aproximadamente três minutinhos para resolver cada uma das 180 questões – e ainda tem a redação.
Por isso, planejamento é fundamental. E para se planejar é preciso saber exatamente quanto tempo você vai ter disponível.
Descubra agora mesmo quantas horas de prova tem o Enem!

Duração da prova do primeiro dia do Enem

No primeiro dia do Enem, a prova começa pontualmente às 13:30 e termina às 19:00 (horário de Brasília).
São cinco horas e meia para:
• Resolver 45 questões de Linguagens e Códigos
• Resolver 45 questões de Ciências Humanas
• Preencher o cartão de respostas
• Elaborar a redação sobre o tema solicitado
• Passar a redação a limpo
• Entregar o cartão de respostas e a folha de redação para o fiscal de sala
Se considerarmos o tempo de revisar todas as questões e passar as respostas para o cartão, ficamos com menos de 3 minutos para resolver cada pergunta objetiva e uma hora para fazer a redação e ainda passar o texto a limpo.
Não dá nem para piscar!

Duração da prova do segundo dia do Enem

No segundo dia o Enem também não dá muito alívio. A boa notícia é que houve um pequeno acréscimo de tempo adotado nas edições mais recentes do exame.
São cinco horas para:
• Resolver 45 questões objetivas de Matemática
• Resolver 45 questões objetivas de Ciências da Natureza
Com isso, temos três minutos por pergunta, se reservamos um tempinho rápido para passar as respostas a limpo no cartão. Aqui, vale lembrar que as questões dessa prova costumam ter enunciados longos, que exigem bastante atenção e interpretação de texto, além da capacidade de resolver o problema.
No segundo dia o Enem também começa às 13:30, mas acaba meia hora mais cedo do que no primeiro dia, às 18:30 (horário de Brasília).

Quando sai o resultado do Enem

Como falamos anteriormente, se no dia da prova a gente corre contra o relógio, na espera até os resultados temos a impressão de que o tempo não passa nunca.
O boletim oficial só é liberado em janeiro do ano seguinte. Haja paciência!
Como usar a nota do Enem
Enquanto o boletim não chega, o melhor a fazer é traçar uma estratégia para fazer o melhor uso do seu desempenho no exame. Tem várias oportunidades, dependendo do seu objetivo. Vamos resumir:
Nota do Enem para entrar em universidade pública
Se você não zerou na redação do Enem mais recente vai poder participar do Sisu, sistema de seleção nacional que distribui vagas em mais de cem universidades públicas por todo o Brasil. A partir de 600 pontos o Enem já dá para conseguir entrar em alguns cursos.
Algumas instituições que ainda fazem o vestibular também aceitam a nota do Enem para complementar a pontuação. Vale dar uma olhada no edital do concurso em que você tem interesse.
Nota do Enem para financiar a faculdade particular
O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é uma super ajuda, um crédito educacional com condições bem facilitadas. Para concorrer ao benefício é preciso ter pelo menos 450 pontos na média das provas do Enem, sem ter zerado a redação. Além disso, o candidato deve se enquadrar no perfil de renda determinado para aquela edição. Com pouco mais de 450 pontos dá para encontrar algumas vagas. Com 600 pontos as chances aumentam bastante! Só participam do FIES faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, como a Anhanguera, por exemplo.
Nota do Enem para obter bolsa de estudos
Conseguir uma bolsa de estudos é ainda melhor do que o financiamento, já que não é preciso “devolver” nenhum valor depois. Entre os processos mais conhecidos e vantajosos podemos citar o Programa Universidade para Todos (ProUni), do governo federal.
A partir da nota do Enem, o ProUni distribui bolsas integrais e parciais em cursos presenciais e a distância de todo o Brasil. Para participar é preciso se enquadrar nos requisitos de formação, renda familiar e desempenho no exame. São duas edições por ano, que oferecem vagas em faculdades de qualidade, como a Unicsul e a Pitágoras de Minas Gerais, só para citarmos algumas.
Nota do Enem para ingresso direto, sem vestibular
Aqui, cada faculdade pode definir a pontuação necessária para passar. O bom é que muitas instituições privadas, muitas mesmo, adotaram esse sistema de ingresso sem burocracia. Alguns exemplos são a Unifran e a Unicid, mas a possibilidade existe em todos os estados, em faculdades presenciais e a distância. Vale a pena pesquisar!

Onde estudar com a nota do Enem

Conheça agora algumas faculdades onde você pode usar a nota do Enem para ingresso direto, bolsas e financiamento:
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 
Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) – no Distrito Federal 
Universidade de Franca (UNIFRAN)
Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Veja também:
Passou o Enem, e agora? O que fazer?
E aí, o que você achou da duração das provas do Enem? É suficiente ou precisaria ter mais tempo? Conte para a gente aqui nos comentários!