Quem vai tentar vaga em universidade pública pelo Sisu em 2019 precisa estar por dentro de algo muito importante: o sistema dá várias chances para os interessados!

Além da seleção regular, temos a lista de espera e, mais tarde, outra seleção para as vagas remanescentes – aquelas que vão surgindo ao longo do processo seletivo.

Acontece que recentemente o Ministério da Educação (MEC) encontrou milhares de vagas completamente ociosas em universidades públicas por todo o país.

Para resolver esse problema, os técnicos do MEC resolveram pensar numa forma mais inteligente de ocupar essas vagas – e assim surgiu o Sisu Transferência, que facilita o ingresso no ensino superior público!

Quer saber como conseguir uma vaga remanescente do Sisu 2019? Fique ligado que a gente explica num minuto!

Como conseguir uma vaga remanescente do Sisu 2019

O Censo da Educação Superior apontou que o Brasil tem cerca de 170 mil vagas ociosas em universidades públicas por todo o país – e que 70% delas (o que dá quase 120 mil) nunca serão ocupadas.

É um baita desperdício de recurso público e de oportunidades para milhares de brasileiros, já que muita gente poderia estar estudando de graça numa instituição de qualidade.

Para diminuir o problema, será criado um novo processo seletivo em 2019, já batizado de Sisu Transferência, que deverá estar disponível nos próximos meses.

Como vai funcionar? Ninguém sabe ao certo ainda, mas a expectativa é que tenha uma sistemática parecida com a do Sisu atual.

O MEC deve divulgar o edital do Sisu Transferência 2019 com todos os detalhes da seleção somente poucas semanas antes da abertura das inscrições – que também não têm data definida para acontecer, nem se vão rolar mais de uma vez por ano.

A expectativa é que cada universidade pública coloque quantas vagas remanescentes quiser à disposição (algumas preferem fazer mini processos seletivos para distribuir suas vagas). Estudantes matriculados em faculdades particulares também poderão participar.

Uma das grandes causas dessa enorme quantidade de vagas remanescentes, segundo os especialistas, é a facilidade que os candidatos têm para trocar de curso atualmente. Muitos começam uma graduação em um ano, fazem outro Enem, passam em outro curso e desistem da anterior. Aí a vaga fica em aberto durante todo o curso – um desperdício.

Vaga remanescente ou vaga regular do Sisu 2019?

Não há qualquer garantia de que vá ser mais fácil tentar uma vaga remanescente pelo Sisu Transferência do que pelo Sisu regular.

Nem que haverá vaga disponível naquela graduação que você tanto quer.

A verdade é que o Sisu Transferência ainda é uma grande incógnita.

No seu lugar, em vez de esperar pelas remanescentes, a gente preferiria investir pesado nos estudos e disputar vaga pelo Sisu tradicional!

Em 2019, o Sistema de Seleção Unificada vai abrir inscrições no final de janeiro, com milhares de oportunidades em cursos de todas as áreas do conhecimento. Haverá também uma segunda edição do Sisu no meio do ano.

O desafio maior do Sisu é mesmo a concorrência, invariavelmente alta na maioria das graduações. Mas quem alcançar uma boa nota no Enem vai ter grandes chances de se dar bem.

Vagas remanescentes pela lista de espera do Sisu 2019

A lista de espera do Sisu funciona como uma espécie de segunda chance para os milhares de participantes que se inscrevem no programa todos os anos.

Quem não for aprovado na chamada regular poderá se inscrever na lista e começar a torcer para ser chamado.

A lista é, na verdade, uma forma de ocupar vagas remanescentes imediatas – aquelas que ficam disponíveis logo nas primeiras semanas depois da realização do Sisu.

Isso acontece por diversos motivos: desistência, não cumprimento dos prazos para matrícula, aprovação em outro processo seletivo e por aí vai.

Na primeira edição do Sisu em 2019, as inscrições para a lista de espera abrem no dia 29 de janeiro e se encerram no dia 5 de fevereiro. As chamadas começam no dia 7 de fevereiro e podem se alongar por várias e várias semanas. Por isso é importante ficar sempre ligado no site oficial do Sisu e checar frequentemente o e-mail informado no cadastro.

E se não rolar vaga remanescente do Sisu 2019?

Se você não conseguir passar no Sisu regular, na lista de espera ou no processo de vagas remanescentes, não se preocupe: tem outras formas de entrar na faculdade ainda em 2019!

Pelo ProUni, por exemplo, dá para tentar bolsa de estudos em faculdade privada usando a nota do Enem. Quem fez a edição mais recente, tirou pelo menos 450 pontos na média das provas, não zerou a redação e ainda se encaixa em alguns critérios de renda familiar e formação escolar pode entrar na disputa. A sistemática é parecida com a do Sisu: quanto maior a nota, maiores as chances de passar. As bolsas valem por todo o curso.

Pelo FIES, quem fez qualquer Enem a partir de 2010 e atende às exigências de renda familiar e desempenho nas provas pode tentar um financiamento estudantil a juros baixos e prazo longo para fazer um curso superior com mais tranquilidade. Aqui também vale a lógica da nota: quanto maior, mais chances.

E se você não estiver a fim de passar por um processo seletivo cansativo, pode ainda optar pelo ingresso direto. Basta escolher uma boa faculdade particular, verificar se ela aceita a nota do Enem e, em caso positivo, informar a nota das provas. A vaga passa a ser sua quase que imediatamente (basta atingir a pontuação exigida).

Quer saber onde você pode tentar vaga pelo ProUni, pelo FIES ou pelo ingresso direto? Basta clicar nos links abaixo:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) - no Distrito Federal

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Faculdade das Américas (FAM) – em São Paulo

Veja também:

Descubra como entrar no ProUni com a nota do Enem

E aí, vai esperar por uma vaga remanescente ou tentar a seleção principal do Sisu em 2019? Conte para a gente!