As inscrições para o Sisu 2019 já começam em janeiro, mas diversos estudantes têm bastante dúvidas em relação ao processo seletivo. O programa foi criado pelo Governo Federal para unificar o processo de seleção de estudantes da maior parte das instituições públicas do país.

O programa foi criado em meados de 2010 com o objetivo de facilitar o processo de ofertas de vagas em faculdades e universidades públicas. O Sisu é administrado pelo Ministério da Educação e abre inscrições duas vezes ao ano: em janeiro e junho.

Você quer ingressar em uma faculdade pública e precisa de mais informações sobre o Sisu 2019? Então continue a leitura deste post!

Entenda como funciona o Sisu 2019

As inscrições para o Sisu 2019, como em todas as outras edições, as inscrições para o processo seletivo são todas informatizadas. Não há necessidade de o candidato comparecer até a instituição a qual deseja concorrer a uma vaga, nem da realização de provas ou pagamento de taxas.

Tudo é feito pela internet mesmo, no site do programa e o estudante pode se inscrever no conforto de sua casa. No entanto, para participar do processo seletivo, é necessário que o candidato tenha feito a prova do Enem 2018 e tenha tirado uma nota maior que zero na redação.

O Sisu 2019 tem apenas uma etapa de inscrição, a qual o candidato pode escolher até duas opções de curso entre todas as vagas ofertadas pelo programa. Cada faculdade estabelece uma nota mínima de corte para os cursos disponíveis na instituição.

Por isso, durante o período de inscrições, o candidato pode trocar as opções de curso sempre que observar que a nota de corte está muito superior à sua pontuação no Enem e que, ele não terá chances naquela instituição ou com os cursos escolhidos.

Isso é possível porque a partir do segundo dia de inscrições, o Sisu já divulga a nota de corte e a posição de cada candidato em detrimento dos demais.

Cursos como Odontologia, Medicina, Engenharias e Direito são bastante concorridos e por isso, exigem que o candidato tenha uma boa pontuação no Enem para conseguir uma vaga.

Veja como será o cronograma de inscrições do Sisu 2019

O período de inscrições da edição do Sisu 2019 acontece entre os dias 24 e 29 de janeiro. No dia 30, são divulgados os resultados dos aprovados na primeira chamada do programa.

A boa notícia para quem não conseguir ser classificado na primeira chamada é que ele pode participar da lista de espera do Sisu. Essa lista existe para preencher as vagas que não foram preenchidas pelos candidatos selecionados na primeira chamada. Os períodos entre o dia 31 de janeiro e 10 de fevereiro são destinados às inscrições de quem deseja participar da lista de espera.

Entre os dias 03 e 07 de fevereiro, os candidatos aprovados na primeira chamada devem comparecer à faculdade na qual foram selecionados para efetivar a matrícula. Esse prazo pode ser estendido, de acordo com os critérios da instituição de ensino.

A partir do dia 16 de fevereiro começa a convocação dos candidatos inscritos na lista de espera do Sisu 2019.

O que fazer caso não seja selecionado no Sisu 2019

O Sisu é sempre muito concorrido, principalmente nas faculdades e universidades renomadas. Mas cursos como Engenharia, Odontologia e Medicina também recebem um alto número de candidatos e por isso, a disputa pelas vagas é acirradíssima.

Então, caso você não consiga sua tão sonhada vaga em uma faculdade pública, não desanime, pois há diversas instituições particulares que oferecem cursos de qualidade espalhadas pelo país.

O melhor de tudo é que se acontecer de você não ter condições de arcar com o valor das mensalidades, pode recorrer ao ProUni e conseguir uma bolsa integral ou parcial de 50%, dependendo de sua condição socioeconômica.

Outra opção é utilizar os recursos do Fies para financiar até 100% do valor do curso. Nesse caso, você paga sua graduação somente depois de formado e trabalhando. No mais, algumas instituições de ensino como a Anhanguera, que será citada a seguir, oferecem seus próprios programas de concessão de bolsas de estudo.

Então, não ser selecionado na edição do Sisu 2019 não é desculpa para ficar mais um ano sem estudar. Mas sem delongas, vamos conhecer algumas boas faculdades particulares reconhecidas pelo MEC que são opções para que não for selecionado em uma instituição pública?

O melhor de tudo é que todas as faculdades citadas acima aceitam a nota do Enem como forma de ingresso. Então, mesmo que você não seja selecionado para o Sisu 2019, sua nota no Exame do Ensino Médio ainda pode garantir uma vaga em uma boa faculdade.

Veja também

Saiba como conseguir uma vaga remanescente do Sisu 2019

25 Melhores Universidades e Faculdades Particulares

Então, você vai participar da edição do Sisu 2019? Conte nos comentários qual curso escolheu e onde pretende estudar.