O FIES é um programa de financiamento estudantil em que fundos constitucionais e de Desenvolvimento ou bancos privados participantes financiam o valor dos seus estudos. Quando você finalizar a faculdade e estiver empregado, começa a pagar esse valor em parcelas que cabem no seu bolso.

Tudo isso é muito bom, mas a dúvida que muitas pessoas têm é: para fazer FIES, preciso estar matriculado na faculdade? A resposta é simples: não é necessário estar matriculado na faculdade para concorrer a uma vaga e conquistar seu tão sonhado financiamento!

Duas vezes por ano, o FIES abre inscrições para candidatos que queiram participar possam se inscrever no processo seletivo. É exigido que o interessado tenha renda mensal per capita de 3 a 5 salários mínimos e tenha obtido pelo menos 480 de pontuação na prova do Enem, além de não ter zerado a redação. Porém, não há exigências em relação a estar matriculado em uma faculdade.

É importante ressaltar que a aprovação no programa também não garante a sua vaga na universidade. Para isso, você precisará fazer o Enem ou o vestibular. A disputa no FIES garante apenas o financiamento do curso.

É possível solicitar o FIES após estar matriculado na universidade?

Se você não solicitou o financiamento antes de ingressar do ensino superior, mas percebeu que o FIES será de grande ajuda para você, ainda dá tempo de solicitar o benefício. Nesse caso, você deve verificar as vagas disponibilizadas e encontrar uma que tenha as mesmas características do curso que está fazendo. As informações da vaga devem corresponder à universidade, período do curso e unidade em que você estuda.

Caso você não encontre uma vaga disponível para financiamento com as mesmas características, pode entrar em contato com a sua faculdade e verificar a possibilidade de trocar de turno, por exemplo. Se a vaga corresponder ao curso que você faz, mas estiver disponível em outra universidade, é mais complicado. No entanto, há a alternativa de solicitar transferência.

Como solicitar o financiamento

Os candidatos que preencherem todos os pré-requisitos devem acessar o site do FIES e se inscrever no processo seletivo. O critério utilizado para selecionar os aprovados é a nota do Enem.

Existem duas modalidades do programa: o P-FIES e o FIES. Confira abaixo como funciona cada uma.

FIES

Essa modalidade é exclusiva para candidatos com renda mensal per capita de até 3 salários mínimos. O financiamento é feito, na maioria das vezes, por bancos do governo, como Caixa Econômica e Banco do Brasil e com juros zero.

Após concluir a faculdade, o estudante paga esse valor assim que conquistar um emprego e com mensalidades que se adequem a sua renda mensal.

P-FIES

Até 2017, apenas candidatos com renda mensal per capita de até três salários mínimos podiam solicitar o financiamento. Com essa nova modalidade, aqueles com renda de até 5 salários mínimos também podem concorrer a uma vaga.

A principal diferença entre as duas modalidades é que, no P-FIES, os juros do financiamento são a partir de 3% + variação monetária. O valor também é pago após a formação do aluno e o início da sua vida profissional.

Além das exigências específicas de cada modalidade, conforme já informado acima, também é necessário tirar pelo menos 480 pontos nas provas objetivas do Enem e não zerar a redação.

O que fazer se eu não passar no FIES

O FIES é muito concorrido. Estudantes de todo o Brasil podem participar e as vagas oferecidas pelas universidades são limitadas, não sendo possível atender a todos. No entanto, desanimar para iniciar a graduação não é uma opção. Afinal, competir no mercado de trabalho é igualmente concorrido e, para se destacar, é importante ter uma formação.

Se você não conseguiu entrar na faculdade pelo FIES, existe ainda a possibilidade do ingresso direto em uma instituição particular. Para isso, você precisará contatar a faculdade e informar a sua nota do Enem. Se a nota for suficiente para você ingressar no curso, basta realizar a matrícula e aguardar o primeiro dia de aula.

Sabemos que você gostaria de ser aprovado no FIES, justamente para não ter que arcar com as altas parcelas da universidade. Mas e se eu te falar que muitas faculdades possuem mensalidades mais acessíveis?

Parece brincadeira, não é mesmo? Mas não é! Existem faculdades muito bem avaliadas pelo MEC que oferecem cursos com mensalidades que cabem no seu bolso. Não acredita? Então, confira abaixo algumas opções! Todas são reconhecidas pelo MEC, aceitam a nota do Enem como forma de ingresso e oferecem cursos nas modalidades presenciais e EAD.

Aliás, estudar a distância é uma possibilidade de pagar ainda mais barato. Nos cursos a distância, a faculdade não precisa arcar com uma série de gastos relacionados à infraestrutura física. Sendo assim, a sua mensalidade sai mais em conta.

Veja também:

O que é FIES?

P-FIES

Viu como existem várias formas de ingressar na faculdade? E não precisa mais ficar em dúvida se, para fazer FIES, preciso estar matriculado na faculdade. Mesmo que você ainda não esteja cursando a graduação, já dá pra agilizar esse processo do financiamento, certo? Aproveita e comente abaixo qual curso pretende fazer!