O curso de Gastronomia tem crescido muito no Brasil e já pode ser visto em dois tipos de graduação: bacharelado e tecnológico.

O bacharelado em Gastronomia tem a duração média de 4 anos e o tecnológico pode ser feito em até 2 anos. Os dois diplomas são de ensino superior e o que os diferencia é que o curso tecnológico é totalmente voltado ao mercado de trabalho, concentrando a sua maior parte na prática.

Hoje é possível ingressar em um curso superior de Gastronomia com a nota do Enem. Então, separamos para você os processos seletivos disponíveis para esse curso e a nota mínima exigida para a inscrição.

Como usar a nota do Enem para entrar em Gastronomia?

Existem várias formas de usar a nota do Enem para ingressar no curso de Gastronomia, veja:

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) dispõe de vagas em diversas universidades públicas do país, sendo o primeiro processo seletivo após o resultado do Enem e o mais concorrido. Para participar do processo, é necessário ter feito o último Enem e não ter zerado a redação.  

O curso de Gastronomia não é oferecido em todas as universidades públicas, o que o torna muito concorrido. A nota mínima para ingressar nesse curso pelo Sisu fica na média de 630 pontos, mas já teve edições nas quais o mínimo foi de 762 pontos, dificultando muito a entrada.

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudo parciais e integrais para estudantes de baixa renda. Para participar do processo, é necessário ter feito o Enem, obtido no mínimo 450 pontos e não ter zerado a redação. Além disso, o candidato precisa obedecer aos requisitos de renda, de acordo com o tipo de bolsa escolhida.

O curso de Gastronomia é disponibilizado em cerca de 260 faculdades particulares. Com isso, fica mais fácil conseguir uma bolsa pelo ProUni, já que todas as faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) podem participar do processo.

A nota mínima para ingressar no curso de Gastronomia pelo ProUni já chegou a ser entre 450 e 700 pontos. Houve essa grande variação, pois as notas alteram de acordo com a faculdade escolhida, turno, modalidade, campus e tipo de concorrência (ampla ou cotas).

No ProUni, o estudante tem acesso a essas pontuações no segundo dia de inscrições. Por isso, ele deve ficar sempre atento às observações, já que ele poderá alterar seu cadastro até o último dia deste período.

FIES

O Financiamento Estudantil (FIES) é uma boa opção para quem não conseguir sucesso no Sisu e ProUni. Nele o estudante financia toda a sua graduação e paga apenas após se formar.

Qualquer curso presencial pode ser financiado pelo FIES. Porém, para se inscrever, é necessário ter feito alguma edição do Enem, desde 2010, ter obtido, no mínimo, 450 pontos e não ter zerado a redação.

Na Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) a distância, o mínimo exigido para ingressar no curso de Gastronomia, em uma edição recente, foi de 455 pontos. Na mesma edição, a maior nota de corte para Gastronomia foi de 630 pontos.

Ingresso direto em faculdades particulares

Muitas faculdades já oferecem esse tipo de processo seletivo, o que facilita a vida dos estudantes que não se enquadram nas regras dos programas do governo ou que não conseguiram obter uma vaga.

Nesse tipo de processo, o estudante só precisa ir ao site da instituição escolhida e seguir as instruções para se inscrever no processo seletivo. Feito isso, é só aguardar o resultado.

Esse processo é livre de burocracia e não tem nenhuma nota mínima exigida. Após o resultado, basta o estudante ir à faculdade realizar a sua matrícula e começar a estudar. A maioria dessas faculdades dispõe de bolsas de estudo e financiamentos sem burocracia.

Onde estudar Gastronomia com a nota do Enem

Existem muitas faculdades particulares que oferecem o curso de Gastronomia. No entanto, antes de se matricular, deve ser verificado se a instituição é reconhecida pelo MEC, pois só assim terá o seu diploma válido.

Para te ajudar, separamos algumas instituições que oferecem esse curso, são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC:

Vale lembrar que além de participarem dos programas do governo federal, essas faculdades oferecem bolsas e financiamentos próprios sem burocracia,  sendo mais fácil começar os seus estudos.

Veja também:

Veja as melhores faculdades de Gastronomia do Brasil

Vai usar a nota do Enem para ingressar na faculdade de Gastronomia? Conte pra gente aqui nos comentários!