O Sisu é o processo seletivo que distribui vagas em universidades públicas e institutos federais de educação por todo o país.

Garantir um lugar aqui é o sonho de quase todos os candidatos que fazem o Enem.

Ao contrário do que muita gente pensa, não é um sonho impossível: o programa tem duas edições por ano e isso faz subir bastante as chances de conseguir uma vaga.

Em 2019, a regra também está valendo. Quer saber como participar do Sisu do meio do ano? Confira aqui!

Como participar do Sisu do meio do ano de 2019

Participar da segunda edição do Sisu é bastante simples.

As inscrições do Sisu 2019 devem ficar disponíveis em junho (as datas ainda não estão definidas) e estão abertas a qualquer candidato que fez o Enem 2018 e não tirou zero na redação.

Para participar, basta acessar o site oficial do Sisu durante a abertura do processo seletivo, clicar no link correspondente e completar os passos a seguir:

•1. Informar o seu número de inscrição no Enem.

2. Digitar sua senha do Enem (caso tenha esquecido dá para recuperar no próprio sistema).

3. Escolher duas opções de curso (você pode fazer busca por instituições, cursos ou municípios).

4. Indicar se você vai tentar vaga por meio da ampla concorrência ou por ações afirmativas (cotas).

Depois, é só confirmar sua inscrição e acompanhar o desenrolar do processo seletivo (veja mais detalhes no próximo tópico).

Normalmente as inscrições abrem numa terça-feira e se encerram na sexta da mesma semana.

Mesmo que você já tenha tentado a sorte na primeira edição de 2019, ocorrida em janeiro, poderá concorrer novamente no meio do ano.

Ao contrário de outros programas do MEC, o Sisu não faz exigências de renda familiar, de desempenho ou de formação em escola pública. Basta não ter zerado na redação do Enem mais recente.

Como é a seleção do Sisu do meio do ano de 2019

Quando você se inscrever no Sisu, dentro do período de seleção determinado para o meio do ano de 2019, vai poder escolher duas opções de curso na lista disponível.

Para cada um dos cursos há uma nota mínima para entrar, que varia conforme vão chegando novos candidatos.

Se a nota ficar muito alta, os candidatos podem ir mudando de opção até encontrarem um curso que comporte a pontuação apresentada. Isso pode ser feito continuamente até o último minuto antes do encerramento das inscrições.

Pode parecer complicado, mas essa dinâmica amplia as chances de conseguir vaga em uma universidade pública.

O Sisu do segundo semestre tem uma chamada regular, com a relação dos nomes dos aprovados, e uma lista de espera para quem não passar de primeira.

Seleções alternativas ao Sisu que também ocorrem no meio do ano de 2019

Além de ser bastante concorrido, o processo seletivo do Sisu do segundo semestre oferece uma quantidade bem menor de vagas, se comparado à edição do início do ano.

Portanto, às vezes é preciso ter algumas alternativas à mão.

Por sorte, existem pelo menos três outros caminhos para entrar na faculdade com a nota do Enem.

São eles:

ProUni - Programa que oferece bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares de todo o país a quem fez o Enem. A participação, no entanto, é exclusiva para alunos e baixa renda, que se encaixem nos critérios socioeconômicos determinados pelo MEC. Os interessados precisam ter feito o Enem mais recente e obtido pelo menos 450 na média das provas, sem ter zerado a redação. O ProUni acontece duas vezes ao ano, e tem um modelo de classificação bastante parecido com o do Sisu.

FIES - O programa de crédito estudantil do governo federal permite financiar cursos superiores a juros baixos e prazo longo para pagamento da dívida. É uma boa alternativa para quem não conseguir entrar no Sisu ou no ProUni. Aqui a exigência é que o candidato tenha feito qualquer Enem a partir de 2010 (com pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter tirado zero na redação) e se encaixe nos critérios de renda familiar mensal bruta (que não devem ultrapassar os cinco salários mínimos por pessoa).

Ingresso direto - Modelo utilizado por um número cada vez maior de faculdades particulares, permite conseguir vaga só com a nota obtida no Enem, sem precisar fazer vestibular. Geralmente vale qualquer edição a partir de 2010, mas as condições variam de instituição para instituição.

Faculdades que oferecem vaga no meio do ano de 2019

O Sisu trabalha com mais de uma centena de universidades públicas pelo país. Esse número é um pouco menor na edição do meio do ano, mas ainda assim haverá uma lista considerável de opções a escolher.

Se você pensa em estudar em faculdade particular, a coisa muda bastante de figura. Aqui, mesmo os processos seletivos do segundo semestre trabalham com uma quantidade imensa de faculdades, distribuídas de Norte a Sul do país.

Nelas, você pode tentar vaga pelo ProUni, pelo FIES ou pelo ingresso direto sem grandes dificuldades.

A dica para se dar bem é: identifique as faculdades que combinam com você e têm o curso certo para as suas necessidades.

A gente separou algumas instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC onde você pode tentar vaga:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)

Cruzeiro do Sul Educacional (presencial)

Cruzeiro do Sul Virtual (a distância)

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Veja também:

Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu?

E aí, vai tentar o Sisu no meio do ano de 2019? Conte para a gente qual curso você gostaria de fazer!