As plantas possuidoras de sementes são chamadas fanerógamas. Dentre as fanerógamas, temos dois grupos: as gimnospermas, que não possuem frutos, e as angiospermas, que formam frutos ao redor de suas sementes.

 

Logo, as gimnospermas são plantas que possuem sementes não envolvidas por frutos. As sementes são formadas por um tegumento, que as recobre, por uma reserva alimentar, o endosperma, e pelo embrião. As gimnospermas mais conhecidas são os pinheiros, ciprestes e sequóias. Geralmente, são árvores altas.

Além da semente, nas gimnospermas surgiram as flores. Porém, essas são diferentes das observadas nas angiospermas. Suas "flores" são os estróbilos, conhecidos como pinhas.

Em sua reprodução também observamos as duas fases, mas aqui a fase gametofítica encontra-se bastante reduzida, como podemos observar na figura da aula anterior. As árvores são a geração esporofítica. Dentro dos estróbilos masculinos produzidos pelas árvores, observamos estruturas produtoras de esporos (esporângios), que são os sacos polínicos.

Dentro desses sacos, são originados por meiose os esporos, chamados micrósporos, que "germinam" ainda ali dentro do estróbilo. O esporo se divide e origina o grão de pólen, que é o gametófito masculino (como o musgo e o protalo, nas criptógamas). Ao encontrar uma flor feminina, esse grão de pólen se desenvolve em um tubo polínico, onde se diferenciam dois núcleos gaméticos (gametas masculinos).

Já nas flores femininas há escamas, em cuja extremidade se encontram os óvulos (esporângio). Recoberto por um tegumento, há uma célula-mãe que, ao sofrer meiose, origina 4 células, sendo que 3 degeneram e 1 forma o esporo, aqui chamado megásporo.Assim como ocorrido com o micrósporo masculino, o megásporo se divide e forma o gametófito, feminino, que é o saco embrionário.

Dentro desse saco, há várias células, dentre elas os gametas femininos, ou oosferas. Assim, os gametas masculino e feminino se encontram após a formação do tubo polínico. Esse óvulo fecundado se desenvolve, formando a semente. O tegumento do óvulo origina o tegumento da semente; o corpo do saco embrionário forma o endosperma e os gametas unidos formam o embrião (que formará uma nova planta)! A semente será o pinhão, utilizado como alimento no sul do Brasil.

Logo, não é necessária a presença de água para a fecundação, o que simboliza total independência do meio aquático.

Estróbilo Masculino    Estróbilo Feminino

Esporófito=planta adulta

Esporângio=sacos polínicos à

Esporo= micrósporo à

Gametófito= grão de pólen à gametas     Esporófito=planta adulta

Esporângio=óvulo imaturo à

Esporo= megásporo à

Gametófito= saco embrionário à gametas

                   Fecundação! à Sementes!   

Exercícios:

1 – O que caracteriza o grupo das gimnospermas?

2 – Localize a descrição dos seguintes grupos: (a) algas, (b) fungos, (c) liquens, (d) briófitas, (e) pteridófitas, (f) gimnospermas e (g) angiospermas:

(  ) resultantes da associação entre algas e fungos

(  ) ausência de fruto cobrindo a semente

(  ) frutos contendo sementes

(  ) plantas vasculares sem flores e sementes

(  ) plantas terrestres avasculares

(  ) organismos heterótrofos

( ) organismos fotossintetizantes com indivíduos unicelulares e multicelulares.

3 – A quais estruturas correspondem, respectivamente, a pinha e o pinhão?

4 – As gimnospermas são plantas que:

- possuem uma fase gametofítica (n) muito reduzida

- pertencem ao reino da Angiospermae

- possuem sementes cobertas e caules lenhosos

- têm como exemplo o pinheiro e a bananeira

- possuem geração gametofítica livre

Por: Vestibular Cidadão