O objetivo de um currículo é chamar a atenção de recrutadores para uma entrevista. Por isso,  primeiro passo na hora de buscar uma vaga no mercado de trabalho é preparar um bom CV. Ele é uma ferramenta essencial para você comunicar as suas habilidades, experiências e mostrar como a sua competência profissional pode contribuir para aquela empresa.

Aparentemente, fazer um documento com seu histórico profissional e formação não é a coisa mais complicada do mundo, mas na hora de preparar o CV podem surgir muitas dúvidas.

Descubra o que você precisa saber para fazer um currículo eficiente, que trabalhe a seu favor e aumente suas chances de ser chamado para a entrevista de emprego!

O que faz um currículo ser eficiente

O currículo eficiente é aquele que, de forma clara e objetiva, consegue mostrar as competências do candidato para a vaga em questão. Por isso, o currículo não deve ser genérico, sem foco, mostrando apenas uma lista burocrática de empregos e cursos, como se fosse uma “ficha corrida”.

Um currículo eficiente deve:

  • Estar direcionado para uma oportunidade específica.
  • Destacar os seus pontos fortes.
  • Ser curto e objetivo.
  • Ser agradável de se olhar.
  • Ser verdadeiro.

O primeiro passo para elaborar um bom currículo é ter uma boa dose de autoconhecimento, ou seja, estar consciente do que você sabe fazer.

Outro passo é identificar o que você quer fazer e se realmente está apto para isso.

Por último, conheça bem a vaga para a qual está se candidatando. Assim, o seu currículo poderá mostrar que as suas experiências fazem de você o melhor candidato para aquela posição.

O que colocar no currículo?

Existem muitos modelos de currículo, mas de forma geral as informações podem ser organizadas nos seguintes tópicos:

1. Informações pessoais

Registre seu nome completo, sem abreviações. O nome será o título do seu currículo (não é necessário escrever “currículo” ou “curriculum vitae” no topo da página). Informe seus dados de contato, como endereço, cidade, telefone e e-mail. Se for o caso, coloque o link para o seu blog, portfólio online ou seu perfil em sites profissionais, como o Linkedin.

2. Objetivo

Informe qual é o seu objetivo profissional. Seja focado e coloque apenas uma área/departamento onde quer atuar na empresa, como por exemplo: Administração: Compras. A ideia é que todas as outras informações do currículo demonstrem que você está preparado para atingir este objetivo. Caso esteja se candidatando a mais de uma vaga diferente, especialistas recomendam fazer um currículo específico para cada objetivo profissional.

3. Qualificações

Liste brevemente suas realizações profissionais, conquistas e habilidades que possam estar relacionadas ao seu objetivo. A ideia é mostrar do que você é capaz. Use frases curtas e diretas, que possam ser organizadas em uma lista, começando pelas experiências mais importantes.

4. Experiências profissionais

Esta é a área que deve ter o maior destaque no seu currículo. É onde o recrutador irá procurar as evidências de que você tem experiência para o cargo. Por isso, além de registrar os empregos, faça uma breve descrição de sua posição, dos projetos mais relevantes de que participou, das principais conquistas e, especialmente, quais foram os resultados mensuráveis.

Comece sua lista a partir do emprego mais recente até o mais antigo. Informe o nome da empresa, localização (somente a cidade, não é necessário informar o endereço completo), o período trabalhado e sua função.

Você não precisa fazer toda a descrição do cargo ou registrar empregos anteriores que não tenham relação com aquela vaga. Se você ainda não tem experiência profissional, pode colocar no título “Experiências Relevantes”, e listar projetos e atividades dos quais participou.

5. Formação

Registre todos os cursos relevantes na área, organizados por ordem de importância (pós-graduação, graduação, etc.).

Escreva o nome da instituição de ensino e, na linha de baixo, o nome do curso junto com o ano de conclusão. Se ainda estiver cursando aquela formação, informe apenas o ano inicial, como por exemplo: “2014 - Presente”.

Registre os certificados de cursos que você concluiu e que tenham relação com a vaga que você deseja, mas não é necessário anexar esses documentos.

6. Idiomas

Informe o idioma e o seu nível de conhecimento. Se este for um requisito para o cargo, saiba que você provavelmente será testado durante a entrevista ou em uma etapa posterior do processo seletivo. Assim como no restante do seu currículo, seja verdadeiro!

7. Informações adicionais

Registre nesta área experiências como viagens profissionais ou educacionais, trabalhos voluntários e outras que tenham  contribuído para sua formação profissional. Utilize esta área para informar sobre os programas de computador com os quais sabe trabalhar, caso isso seja relevante para o cargo.

O que não colocar no currículo

Tão importante quanto saber o que colocar em um currículo eficiente é saber o que não colocar. Seguem algumas coisas que você deve deixar de fora do seu CV:

  • Título “Curriculum Vitae” ou “Currículo”
  • Pretensão salarial
  • Fotos
  • Número de documentos
  • Nome dos pais
  • Data que você elaborou o currículo
  • Siglas sem explicação
  • Expressões rebuscadas
  • Nome das escolas onde você concluiu os ensinos fundamental e médio.

Como formatar o currículo

Para ser eficiente, o seu currículo deve ser organizado e atrativo. Por isso, invista um tempo na formatação do documento:

  • Opte por um formato comum, como o A4. Se for imprimir, escolha um papel de qualidade, branco e liso.
  • Escolha uma fonte (tipo de letra) fácil de ler, como Arial, Helvética, Verdana ou Times New Roman. Dependendo da fonte, utilize tamanho 11 ou 12. Imprima um teste e verifique a legibilidade.
  • Utilize a fonte em negrito com parcimônia. Uma quantidade grande de texto em negrito acaba deixando o visual mais carregado e difícil de ler.
  • Restrinja o uso da fonte em itálico para termos em língua estrangeira.
  • Coloque as informações por ordem de relevância. Se o seu forte for a experiência profissional, coloque-a em primeiro lugar. Se este é o seu primeiro currículo, você pode apresentar primeiro a formação escolar/ acadêmica.
  • Identifique o arquivo salvando-o com seu nome, por exemplo: “CV_fulano-de-tal.doc”.
  • Lembre-se: organize o currículo para que fique em no máximo duas páginas. Isso demonstra que o candidato tem  capacidade de priorizar as informações.

Por último, releia seu currículo e peça para outra pessoa fazer uma revisão, para que não tenha erros de digitação ou de Português.

Veja também:

Como fazer um currículo

E então, tudo pronto para começar a fazer o seu currículo? Conte pra gente!