O dentista é o profissional que cuida da saúde bucal das pessoas. Ele atua na prevenção, diagnóstico e tratamento de problemas relacionados aos dentes, maxilar e gengivas.

Segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), o Brasil é o país com o maior número de dentistas do mundo – 220 mil profissionais em atividade!

Por incrível que pareça, ainda precisamos de gente talentosa na área, principalmente em cidades do interior do País.

Se você está pensando em seguir a carreira de dentista, fique com a gente! Vamos contar como é a profissão, o mercado de trabalho e o curso de Odontologia!

O que faz um dentista

Quando pensamos na profissão de dentista, normalmente vem à cabeça aquele profissional que trata de cáries ou coloca aparelhos. Mas você sabia que na área de Odontologia há diversas especializações? Vamos dar uma olhada em algumas delas:

Endodontia: É o ramo da Odontologia que cuida do diagnóstico e tratamento das doenças que afetam a polpa e a raiz dentária (o temido tratamento de canal).

Estomatologista: Especialização que atua no diagnóstico e tratamento de doenças bucais como um todo, desde o câncer de boca e doenças sexualmente transmissíveis até enfermidades de origem viral, bacteriana, fúngica e imunológica.

Implantodontia: Área que cuida da fabricação e colocação de implantes dentários.

Odontogeriatria: Especialização que trata da saúde bucal de idosos, prevenindo e tratando problemas comuns a essa faixa etária.

Odontologia do Trabalho: A principal atividade desse ramo é identificar fatores que possam contribuir para a deterioração da saúde bucal no ambiente de trabalho, bem como instruir, criar campanhas e assessorar gestores e colaboradores sobre a prevenção de riscos e seus tratamentos.

Odontologia Legal: Cabe ao especialista dessa área averiguar as causas físicas, biológicas, químicas e psíquicas que podem ter lesionado o ser humano, a partir do estudo de seu maxilar e arcada dentária. É muito útil na identificação de cadáveres e na área criminal, em que o profissional elabora autos, laudos, pareceres, relatórios e atestados, bem como na área civil e trabalhista.

Odontopediatria: Cuida da saúde bucal de bebês, crianças e adolescentes. Tem como objetivo o diagnóstico e tratamento das doenças relacionadas a essa faixa etária e a prevenção de problemas futuros por meio de tratamentos contínuos.

Odontologia do Esporte: Uma área recente e com grande potencial de crescimento. Aqui o dentista é responsável por avaliar a saúde bucal de atletas. Há um grande campo no desenvolvimento de protetores bucais para a prática de esportes.

Periodontia: Especialidade da Odontologia que previne e trata doenças relacionadas às gengivas.

Radiologia Odontológica: Trata-se de captação, por raio X, de imagens dos dentes e maxilar que posteriormente serão utilizadas em diagnósticos dentários.

Restauração Estética: Realiza procedimentos para clarear e corrigir a estética dos dentes.

Mercado de trabalho e remuneração na área de Odontologia

O mercado de trabalho é bastante amplo para os que querem seguir carreira na área odontológica. Como vimos acima, há uma quantidade muito grande de especializações. Além de abrir a própria clínica particular, o dentista pode atuar em hospitais, trabalhar para outros dentistas, adquirir uma franquia de tratamentos bucais ou ainda atuar em sistema de home care (indo à casa dos pacientes).

O profissional também pode atuar no serviço público, como funcionário de órgãos governamentais ou em unidades públicas de saúde que atendam à população em geral. Os concursos de acesso a esses cargos tendem a ser bastante acirrados, mas as vantagens são interessantes: salário estável, benefícios trabalhistas e a possibilidade de conciliar o serviço público com o consultório particular, aumentando ainda mais a renda mensal. É uma área em alta, principalmente por causa dos programas e incentivos governamentais que visam a aumentar o acesso da população carente a tratamentos dentários.

Uma terceira vertente que atrai muitos profissionais é a área acadêmica e de pesquisa. Se você é realmente apaixonado por estudar, por que não considerar essa possibilidade?

Outra área de atuação que também vem crescendo bastante é a indústria, que contrata profissionais formados em Odontologia para desenvolver e divulgar produtos odontológicos. É um campo bastante atraente, principalmente porque as empresas oferecem bonificação por metas e planos de carreira.

É importante frisar que a especialização é essencial para ter competitividade no mercado. Também é interessante sempre se manter informado sobre as novidades da área por meio de congressos, palestras, cursos e publicações especializadas.

Agora você deve estar se perguntando quanto ganha um dentista. De acordo com o Sine (Site Nacional de Empregos), a remuneração média do profissional no Brasil varia entre R$ 4.000 e R$ 6.000, dependendo do porte da empresa ou consultório, chegando a R$ 10.000 se o profissional tiver bastante experiência. No entanto, é comum dentistas terem mais de uma fonte de renda ou serem autônomos. Isso significa que os rendimentos desse profissional podem ser bem mais altos.

Os concursos públicos oferecem remuneração entre R$ 3.000 a R$ 10.000, dependendo do número de horas de trabalho, da localização e da entidade.

Como se tornar um dentista

A profissão é regulamentada pela Lei nº 5.081, de 24 de agosto de 1966. Para atuar como dentista, é obrigatório cursar Odontologia em uma instituição de ensino autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) e estar registrado no Conselho Regional de Odontologia (CRO) de seu estado.

O curso de Odontologia

O curso de Odontologia é um bacharelado com duração de cinco anos. A grade curricular inclui disciplinas da área da Saúde e Ciências Biológicas. Conheça alguns exemplos:

• Anatomia

• Anestesiologia

• Cirurgia Buco-Maxilo Facial

• Estomatologia

• Farmacologia

• Imunologia

• Materiais Dentários

• Periodontia

• Prótese Dentária

• Radiologia

• Traumatologia Buco-Maxilo Facial

A partir do segundo ano, o aluno é iniciado em procedimentos como restaurações e limpezas dentárias, utilizando manequins odontológicos. No terceiro ano da graduação, já pode praticar com pacientes reais na clínica da faculdade.

O estágio é obrigatório e geralmente acontece a partir do quinto semestre da graduação, quando já se tem uma formação clínica básica. As principais atividades do estagiário incluem armazenar exames e materiais, realizar a manutenção e esterilização dos instrumentos, preparar a sala para o atendimento e dar apoio às funções administrativas, além de observar todo o processo de atendimento ao paciente.

Para obter o diploma é obrigatório apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Onde estudar para se tornar um dentista

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Odontologia:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Centro Universitário do Distrito Federal (UDF)

Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

Faculdade Unime (UNIME) – na Bahia

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais  

Veja também:

Quanto ganha um dentista?

Está interessado em seguir carreira em Odontologia? Conte para a gente nos comentários!