Quem procura o curso de Engenharia Naval deve ter grande interesse por navegação e pelas diferentes atividades econômicas realizadas nos oceanos e rios: transporte de cargas, exploração de petróleo e cruzeiros marítimos são alguns exemplos.

Este profissional não precisa trabalhar embarcado, mas o contato com navios, portos e plataformas flutuantes fará parte do seu dia a dia.

O curso de Engenharia Naval é de bacharelado e dura cinco anos. A modalidade de ensino é presencial, ou seja, os alunos devem se deslocar até as cidades onde existe a oferta desta formação. Apenas sete universidades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) oferecem este curso. Mas o esforço para se tornar um engenheiro naval é recompensado.

O salário deste profissional é um dos mais altos da área de Engenharia. O mercado de trabalho vem crescendo bastante e a expectativa é que esta tendência se mantenha por muito tempo.

Conheça melhor o curso de Engenharia Naval, onde estudar e as principais atividades deste profissional que tem espaço garantido no mercado!

O curso de Engenharia Naval

Os alunos do curso de Engenharia Naval aprendem a projetar diversos tipos de embarcações, plataformas de petróleo e equipamentos utilizados nestas estruturas. Também estudam sobre gestão de operações marítimas, fluviais e portuárias, como fazer o controle do tráfego de embarcações e desenvolver tecnologias para a exploração submarina.

Sobre as disciplinas vale lembrar que, como em todas as Engenharias, os dois primeiros anos são dedicados a matérias das Ciências Exatas, como Matemática e Física. Depois de adquirir os conhecimentos básicos da área, os alunos têm acesso a conteúdos específicos da Engenharia Naval, como Hidrodinâmica, Máquinas Marítimas e Transporte Aquaviário.

Há muitas aulas práticas em laboratório. Nestas atividades, os alunos constroem e testam modelos e maquetes estruturais, não só de embarcações, mas também de submarinos e robôs subaquáticos.

Ao final da graduação é obrigatória a realização do estágio e do Trabalho de Conclusão de Curso (TTC).

O que se estuda no curso de Engenharia Naval?

O currículo do curso combina disciplinas das Ciências Exatas com conhecimentos específicos da área de Engenharia Naval. Confira algumas das principais disciplinas:

  • Álgebra Linear
  • Análise Estrutural de Navios e Plataformas
  • Cálculo Diferencial e Integral
  • Cálculo Numérico
  • Física Geral e Experimental para Engenharia
  • Fundamentos de Controle
  • Geometria Gráfica para Engenharia
  • Gestão e Estratégia na Indústria do Petróleo e do Gás Natural
  • Hidrodinâmica Portuária
  • Instalações de Máquinas Marítimas
  • Introdução à Computação
  • Introdução à Economia
  • Introdução à Engenharia
  • Introdução à Mecânica dos Sólidos
  • Laboratório de Física para Engenharia
  • Métodos Computacionais para Engenharia
  • Princípios de Gestão da Produção e Logística
  • Princípios Gerais do Projeto de Veleiros
  • Projeto de Plataformas
  • Química Tecnológica Geral

O que faz um engenheiro naval?

Embora este profissional entenda tudo sobre navegação, a maior parte do seu trabalho acontece em terra. Ele coordena e supervisiona as atividades de construção e manutenção de navios em estaleiros e portos. Também pode atuar em escritórios, com o suporte de sistemas informatizados. Conheça algumas de suas principais atividades:

  • Projeção e construção de embarcações e plataformas flutuantes.
  • Manutenção de embarcações e equipamentos.
  • Pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias para exploração submarina.
  • Coordenação de sistemas e projetos de empresas de transportes fluviais.
  • Supervisão de operações da indústria de petróleo (transporte, ancoragem, interligação submarina).
  • Exploração de recursos minerais em alto-mar.
  • Exploração de recursos marinhos, como pesca e criação de animais.
  • Desenvolvimento de atividades de lazer e esporte náuticos.

Os estaleiros empregam cerca de 80 mil profissionais no Brasil e estão entre os principais locais de trabalho dos engenheiros navais. Nesses estabelecimentos são construídos, por exemplo:

  • Embarcações para a Marinha do Brasil
  • Módulos para plataformas
  • Navios de apoio marítimo
  • Navios para transporte de grãos
  • Navios petroleiros, de produtos e gaseiros
  • Navios porta-contêineres
  • Plataformas de produção
  • Rebocadores portuários e de reparos
  • Sondas de perfuração

Mercado de trabalho para quem faz Engenharia Naval

O engenheiro naval é um dos profissionais mais procurados do Brasil na área de Engenharia. São poucos com essa formação no mercado de trabalho e a demanda é crescente. Segundo o Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), o Brasil é o quinto maior produtor mundial de embarcações e a tendência é que se mantenha nesta posição de destaque.

Confira onde o engenheiro naval encontra emprego com facilidade no País:

  • Estaleiros de construção e reparo naval
  • Marinha do Brasil
  • Portos e hidrovias
  • Plataformas costeiras
  • Indústria de petróleo
  • Órgãos de fiscalização e controle naval
  • Polos náuticos

Onde estudar Engenharia Naval?

Existem sete cursos de Engenharia Naval no Brasil reconhecidos pelo MEC. Eles estão localizados nas cidades de Recife (PE), Joinville (SC), Belém (PA), Manaus (AM), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Rio Grande (RS). Todos os cursos são oferecidos por universidades públicas. Veja a lista das instituições:

Veja também:

Engenharia

Ficou interessado em estudar Engenharia Naval? Conte para a gente nos comentários!