Nos últimos anos, o curso de Engenharia de Produção entrou para a lista das dez graduações com mais alunos matriculados no país, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior.

Considerando somente as engenharias, a de Produção fica atrás apenas da Civil. Tanto interesse assim tem seus motivos: o mercado de trabalho é favorável e as possibilidades de bons salários são altas.

A média geral das mensalidades de Engenharia de Produção fica em torno de R$ 1.000. Não é exatamente barato, mas há muitas chances de bolsas de estudo, descontos e financiamentos.

Confira agora os valores, conheça a possibilidade de estudar a distância e veja algumas dicas de como pagar menos para se formar em Engenharia de Produção!

Quais os preços das faculdades de Engenharia de Produção?

A maioria dos cursos de Engenharia de Produção ultrapassa o valor de R$ 1.000 por mês. Mas há também ótimas opções de universidades muito bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC) que cobram menos de R$ 900 pelas mensalidades.

A variação de preços pode ocorrer devido a fatores como o geográfico (há regiões em que as faculdades costumam ser mais caras), o de infraestrutura (se a faculdade conta com melhores instalações, bibliotecas e laboratórios, o preço da mensalidade tende a ser maior) e o do nível dos professores (quando há mais mestres e doutores no corpo docente a tendência é que o preço do curso seja mais elevado).

É possível encontrar variações de preço também entre as unidades da mesma Instituição. Os valores podem variar de acordo com o período de estudos – há cursos matutinos que são mais caros do que os noturnos, por exemplo.

Vamos ver agora os resultados do levantamento que fizemos em cursos de Engenharia de Produção de universidades de todo o Brasil, divididos por faixas de preço. Todas as instituições da lista estão autorizadas pelo MEC.

Faculdades de Engenharia de Produção por menos de R$ 900

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Faculdades de Engenharia de Produção entre R$ 901 e 1.200

Universidade de Franca (UNIFRAN)

• Faculdade Batista Brasileira (FBB)

• Faculdade Cearense (FAC)

• Universidade Braz Cubas (UBC)

Faculdades Engenharia de Produção entre R$ 1.201 e R$ 1.500

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

• Faculdade de Tecnologia de Curitiba (FATEC-PR)

• Faculdade Capivari (FUCAP)

• Universidade Castelo Branco (UCB)

Faculdades de Engenharia de Produção por mais de R$ 1.500

• Faculdade de Ribeirão Preto (AFARP)

• Faculdade FASIPE

• Centro Universitário Carioca (UNICARIOCA)

• Centro Universitário Fundação Santo André – Fundação do ABC

Engenharia de Produção EAD

Uma forma de estudar Engenharia de Produção pagando mensalidades mais em conta é optar pelo Ensino a Distância (EAD).

O EAD é uma modalidade cada vez mais popular no Brasil e no mundo. As novas tecnologias possibilitam cursos que não deixam nada a desejar aos tradicionais: ministram conteúdos equivalentes, com a mesma profundidade e exigência e – importante! – emitem diplomas que valem tanto quanto os presenciais.

As graduações EAD oferecem ao aluno maior praticidade e comodidade, já que ele mesmo faz seu horário e pode acompanhar as aulas de qualquer lugar que conte com uma boa conexão à internet. Mas é preciso disciplina redobrada. Sem a presença constante dos professores, o aluno deve ter automotivação para cumprir todas as tarefas do curso dentro do cronograma.

Os cursos EAD também são mais econômicos em relação aos presenciais. Por não precisar de uma grande infraestrutura para receber diariamente os alunos, a faculdade pode reduzir custos, o que se reflete nos preços das mensalidades. É possível fazer uma excelente graduação a distância em Engenharia da Produção pagando mensalidades por volta de R$ 600.

Veja algumas opções de faculdade reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Engenharia de Produção EAD:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA) 

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Como pagar menos para estudar Engenharia de Produção?

Para pagar menos, o estudante pode ficar ligado nas oportunidades de bolsas de estudo, descontos e financiamentos. As próprias universidades, muitas vezes, oferecem programas de bolsas, geralmente direcionados a alunos de baixa renda ou com desempenho acadêmico destacado.

Para os estudantes que estão trabalhando, uma possibilidade é pesquisar se a empresa tem alguma política de incentivo para concluir uma graduação. Muitas firmas mantêm convênios com faculdades.

Existe também a opção dos sites especializados em divulgar bolsas de estudo, como o Quero Bolsa, que oferece descontos de até 75% em graduações de todas as áreas do conhecimento, inclusive Engenharia de Produção, em faculdades das cinco regiões brasileiras.

Por último, destacamos dois programas governamentais: o FIES e o ProUni.

O FIES financia as mensalidades durante a graduação, e o aluno só começa a quitar a dívida depois de formado. Para participar é preciso ter feito o Enem a partir de 2010, cumprir o requisito de pontuação mínima e estar dentro da faixa de renda exigida. O FIES vale apenas para cursos presenciais.

Já o ProUni distribui bolsas de estudo integrais e parciais em instituições de ensino de todo o país. Há bolsas para cursos presenciais e a distância. Os requisitos para participar do processo seletivo envolvem condições socioeconômicas e desempenho no Enem mais recente.

Veja também:

Descubra o que faz um engenheiro de produção e como se tornar um

A mensalidade de Engenharia de Produção vai caber no seu bolso? Já tem uma faculdade de preferência? Conte para nós aqui nos comentários!