Quanto ganha um Economista

O salário mínimo inicial para um economista, é de R$ 4.915,00*.

Setor público

No setor público é possível destacar as oportunidades no setor de ensino superior. É possível atuar como professor em uma universidade federal, com plano de carreira e diversos benefícios. As remunerações iniciais com dedicação exclusiva são (Valores Edital Público):

  • Com mestrado: R$5.736,27
  • Com doutorado: R$8.344,64

Setor privado

No setor privado são inúmeras as especialidades no mercado financeiro, institutos de pesquisa, empresas de assessoria e consultoria assim como na indústria, agroindústria, comércio, universidades e entidades classistas. Confira a faixa salarial de acordo com o tempo de experiência:

  • Economista Junior - com até 3 anos de experiência na área: R$3.000,00 a R$6.000,00
  • Economista Pleno - de 3 a 5 anos de experiência na área: R$6.000,00 a R$10.000,00
  • Economista Sênior - mais de 5 anos experiência na área: R$10.000,00 a R$20.000,00

É no setor privado que o economista estabelece metas a serem alcançadas pela empresa e, desta forma, medidas para implementar tais objetivos, ou seja, ele elabora o planejamento estratégico empresarial através de estudos relacionados com a microeconomia. O trabalho exige ainda que se conheçam os ambientes internos e externos da empresa ou entidade. Confira as faixas salariais para determinadas operações de acordo com o SINDECON-SP (Sindicado dos Economistas no Estado de São Paulo):

  • Operações financeiras (de simples até complexas): de R$2.400,00 até 12.000,00
  • Fundo de Comércio - laudo ou parecer: R$12.000,00 até R$90.000,00
  • Crimes de Gestão - laudo ou parecer: R$13.500,00 até 60.000,00
  • Administração Judicial - remuneração mensal: R$9.000,00 até R$27.000,00
  • Perícia Trabalhista - cálculos e pareceres: R$1.200,00 até R$15.000,00
  • Crimes contra a Ordem Pública - laudo ou parecer: R$13.500 até R$45.000,00
  • Execuções Fiscais - estadual, federal e municipal: R$6.000,00 até R$72.000,00

Mercado de trabalho

A necessidade do setor público de atuar sempre com uma visão ampla e

global requer um profissional formado com a visão holística - própria

dos economistas, pela sua formação generalista adquirida nos estudos das

Ciências Econômicas. Isto qualifica os economistas

como profissionais sensíveis e preparados para gestão de resultados –

prontos para atuar em ambientes multiprofissionais tanto no nível

federal quanto estadual e municipal.

Nas economias capitalistas, seu

objetivo é examinar como funciona o setor público em uma economia de

mercado, analisando quais funções primordiais que o governo deve

exercer, comparando isso com a real situação do ambiente em que esteja

inserido.

De todas as áreas que um economista pode vir a atuar, uma que possui sempre muito destaque é no Planejamento das Políticas Governamentais, que tem

como meta auxiliar nas condições de vida da população.

Exterior

O economista tem um amplo mercado de oportunidades no exterior, principalmente por dominar a matéria de comércio exterior. Representando o Brasil ou fazendo pesquisas internacionais, o economista tem facilidade por causa da área de atuação.

O curso de Economia

O economista é o profissional que estuda fatos históricos, dados e estatísticas, a fim de detectar tendências na atividade econômica, níveis de confiança na economia e atitudes do consumidor.

Essas informações são acessadas por meio de avançados métodos de

análise estatística, matemática e programação e também por meio de

análises históricas, as quais dão base para recomendações de como

encontrar maneiras para melhorar a eficiência de um sistema ou obter

vantagens de tendências assim que se estabelecem.

Ele ajuda a construir, a ampliar e a preservar o patrimônio de

pessoas, empresas e governos e desenvolve planos para a solução de

problemas financeiros, econômicos e administrativos nos diversos setores

da atividade econômica.

A profissão

de economista foi regulamentada no Brasil em 1951, com a Lei n° 1.411.

Para ser economista é necessária a formação superior em bacharel em

Ciências Econômicas bem como ser registrado em um dos Conselhos

Regionais de Economia.

Saiba mais sobre o curso de Economia!

O que você achou da remuneração do economista? Conte pra gente nos comentários!

*Salariômetro da FIPE - fevereiro 2015.