O objetivo do curso de Biomedicina é super nobre: pesquisar e encontrar cura e tratamento para os males que afligem o ser humano.

O estudante conhecerá a fundo os universos da Biologia e da Medicina, e vai sair da faculdade com a habilidade de diagnosticar doenças, interpretar exames, pesquisar soluções biológicas para grandes problemas e muito mais. É uma das profissões mais quentes do momento.

Só que fazer parte do seleto time de biomédicos vai exigir um esforço danado. O curso é denso e não pode ser feito assim, a toque de caixa. É preciso dedicar bastante tempo aos estudos, mesmo para quem optar por fazer esta graduação a distância (sim, é possível fazer Biomedicina no formato EAD!).

Se você está a fim de entrar nessa área, não perca nem mais um minuto: descubra agora mesmo quanto tempo será preciso investir na formação de biomédico, o que você vai encontrar pelo caminho e algumas faculdades bem legais onde estudar.

Vamos lá?

Duração do curso de Biomedicina

Por lei, o curso de Biomedicina deve ter uma carga mínima de 3.200 horas – o que dá exatos quatro anos de estudos (ou oito semestres).

Cerca de 640 horas dessa carga – ou 20% do total – devem ser reservadas às práticas de estágios e atividades complementares.

Nenhuma faculdade está autorizada a oferecer uma carga horária menor do que a prevista por lei – é bom ficar ligado neste detalhe, pois isso pode fazer toda diferença.

Por quê? Bom, se uma faculdade oferece um curso de Biomedicina com carga horária menor do que a mínima obrigatória, provavelmente não tem autorização do Ministério da Educação para funcionar. E só com um diploma reconhecido pelo MEC você vai poder atuar na área. Fique de olho nisso e escolha uma faculdade que faça valer a pena todo o seu investimento em dedicação, tempo e dinheiro!

O curso de Biomedicina a distância pode ser mais curto?

As facilidades que o ensino a distância são tantas que muita gente fica até meio perdida. Ora, se eu posso fazer boa parte do curso de casa, em qualquer lugar do planeta, no meu ritmo de estudos, por que eu não posso terminar o curso mais rapidamente?

A verdade é que os cursos superiores a distância têm a mesma carga horária dos presenciais e seguem uma ordem de disciplinas muito similar. Os alunos EAD precisam que passar pelos mesmos conteúdos e realizar as mesmas atividades de laboratório estabelecidas pelo MEC para o curso presencial.

Aliás, por falar em laboratório, esse é um ponto muito importante aqui. Por ser um curso com inúmeras atividades práticas, Biomedicina não pode ser feito totalmente a distância.

Os alunos que estudam nessa modalidade têm que se deslocar para a faculdade ou para algum polo de apoio presencial e acompanhar as atividades de forma presencial. Isso pode ocorrer várias vezes ao longo do semestre. Na maioria dos casos, a frequência é semanal.

A parte a distância está reservada apenas para as disciplinas mais teóricas, ou para a parte teórica das disciplinas práticas.

Os alunos estudam pela internet, com a ajuda de um ambiente virtual que contém todo o material didático necessário para conhecer a fundo cada matéria. São vídeos, apresentações, apostilas digitais, textos, imagens e muito mais.

Eles contam ainda com ferramentas de comunicação direta com professores e tutores, para garantir que nenhuma dúvida vai ficar em aberto. Há ferramentas de conversação e interação com outros alunos também.

O melhor de tudo é que, ao final da graduação, o aluno recebe um diploma válido e aceito no mercado de trabalho. Com ele, o profissional poderá atuar legalmente como biomédico, disputar vagas de emprego na área, fazer concursos públicos ou entrar em pós-graduações.

O curso ainda é relativamente recente neste formato, e por isso está disponível em poucas faculdades. Mas a tendência é que essa opção se popularize bastante nos próximos anos.

Sobre o curso de Biomedicina

Biomedicina é oferecido em grau de bacharelado. Isso significa que o curso forma profissionais versáteis, capazes de atuar em diversas áreas do seu campo do conhecimento.

O foco do curso está no atendimento às necessidades de saúde atuais. Isso envolve pesquisa, identificação e classificação de microrganismos que causam enfermidades e no desenvolvimento ou aperfeiçoamento de tratamentos, remédios, diagnósticos e vacinas.

Ao longo dos quatro anos de estudos, os alunos terão acesso a conhecimentos das seguintes áreas:

• Física

• Química

• Matemática

• Estatística

• Ciências Biológicas

• Ciências Humanas e Sociais – com foco em Comunicação, Informática, Economia e Gestão Administrativa

• Ciências da Biomedicina – doença e meio ambiente, Citopatologia, Genética, Biologia Molecular

• Diagnóstico laboratorial

Para se formar em Biomedicina o aluno deve elaborar e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Depois que sai da faculdade, o profissional recém-formado tem à disposição uma boa quantidade de opções de trabalho.

As áreas mais quentes no momento estão em:

• Laboratórios de análises clínicas e toxicológicas

• Clínicas e hospitais

• Indústrias de bioderivados

• Empresas de bioengenharia

• Laboratórios de análise de alimentos

• Indústria farmacêutica

• Empresas de análise ambiental

• Empresas de radiologia

• Como professor em universidades públicas e privadas (desde que tenha a formação necessária)

Onde estudar Biomedicina?

O curso de Biomedicina é encontrado atualmente em quase 250 faculdades espalhadas pelo Brasil. Mas com um detalhe: 90% delas estão na rede particular de ensino.

Por ano, são oferecidas mais de 40 mil vagas no curso.

Se você está pensando em fazer essa graduação em uma universidade pública, prepare-se. Como o número de vagas é bem menor do que nas particulares, a concorrência nacional atinge a impressionante média de 31 candidatos por vaga. É preciso estudar muito, mas muito mesmo, para garantir um lugar ao sol aqui.

As particulares têm uma concorrência bem menor e outro super diferencial: só elas oferecem, por enquanto, o curso de Biomedicina no formato a distância.

O segredo aqui é buscar uma faculdade que seja reconhecida e tenha uma boa avaliação junto ao Ministério da Educação. Essa é a maior garantia de que você irá investir num ensino de qualidade e terá um diploma bem aceito no mercado de trabalho.

Para ajudar no seu trabalho de pesquisa, a gente foi atrás de algumas instituições que oferecem o curso de Biomedicina e atendem aos principais requisitos de qualidade impostos pelo MEC.

Conheça algumas faculdades legais que encontramos:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA) 

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Veja também:

Qual é o salário de Biomedicina?

E aí, vai fazer Biomedicina? Conte para a gente aqui nos comentários!