Entre os cursos da área médica, Odontologia é o segundo mais procurado – perde apenas para Medicina.

Motivos para isso não faltam: a carreira está entre as mais bem pagas do Brasil e o campo de trabalho é muito maior do que você imagina. Fora que sempre há espaço para novos dentistas!

É que cada vez mais os brasileiros estão preocupados em ter um sorriso bonito e saudável. A demanda por esses profissionais, que já é grande hoje, deve continuar alta nos próximos anos.

Só que entrar neste mercado não é tão simples. As vagas em Odontologia são super disputadas e passar no vestibular é apenas o primeiro – e mais fácil – desafio que o futuro dentista irá encontrar.

O curso é bem puxado e vai exigir dedicação triplicada durante todo o tempo de formação – que não é pouco!

E por falar nisso, você sabe quantos anos são necessários para se formar em Odontologia?

Será que com bastante disposição dá para terminar o curso antes dos outros alunos? Fazer esse curso a distância pode acelerar a entrada no mercado de trabalho? Onde tem uma boa faculdade onde dá para entrar sem precisar sofrer tanto com a concorrência?

Temos as respostas para todas essas perguntas logo a seguir. Basta rolar a tela!

Quanto tempo dura o curso de Odontologia?

Odontologia é um bacharelado com cinco anos de duração. A carga horária mínima que o aluno terá que encarar é de 4.000 horas ao longo de toda a formação.

Esses números são definidos por lei. As faculdades até podem oferecer uma carga horária maior, mas jamais menor do que essa.

Se você está pensando em atuar como dentista, isso significa que terá que reservar cinco anos de estudos, no mínimo, até conseguir seu diploma. Se encontrar alguma faculdade que oferece fórmulas mágicas e cursos em um tempo mais curto, fuja. É furada. Provavelmente a instituição nem sequer é reconhecida pelo MEC – e o diploma emitido não terá validade no mercado de trabalho.

Mas será que não existe alguma alternativa mais rápida para quem tem pressa de entrar no mercado de trabalho de Odontologia?

Fazer um curso a distância, por exemplo? Diz a lenda que, estudando de casa, os alunos podem adiantar os conteúdos e reduzir bastante o tempo de curso.

Será que isso é verdade?

Veja a seguir.

Quanto tempo dura o curso de Odontologia a distância?

Toda a facilidade de estudar a distância leva muita gente a acreditar, de forma equivocada, que dá para adiantar o curso – qualquer que seja – e terminar a graduação em menos tempo que o previsto em lei.

Mas não dá não. Os cursos a distância têm apenas um formato diferente dos presenciais. Quesitos como tempo de formação, grade curricular, diretrizes pedagógicas, etc., são os mesmos para ambos.

Ou seja, um curso que leva quatro anos para ser feito no formato tradicional levará também quatro anos para ser feito a distância. O que muda é apenas a forma como o aluno estuda.

No curso a distância ele conta com ferramentas virtuais que dão suporte aos estudos. Há um ambiente digital com todo o conteúdo das aulas, textos, vídeos, imagens e demais recursos pedagógicos. Professores e tutores estão sempre on-line para tirar dúvidas e dá para fazer até novas amizades com as ferramentas de contato com outros alunos da turma.

Só que tem um detalhe importante: não existem, ainda, cursos de Odontologia a distância reconhecidos pelo MEC.

Por quê? Bom, talvez por se tratar de uma graduação com muitas atividades práticas, aulas em laboratório, técnicas cirúrgicas, etc. Quem sabe no futuro, quando tivermos evoluído ainda mais a tecnologia...

O que eu preciso saber sobre o curso de Odontologia?

Fazer Odontologia é para os fortes. O curso prepara profissionais com visão generalista para atuar em tudo o que diz respeito à saúde bucal da população.

Ao longo dos cinco anos de formação, o aluno fará uma verdadeira imersão em matérias das Ciências Biológicas, Odontológicas e Médicas. Também irá lidar com muitas disciplinas da área social, para sair da faculdade com uma visão dos componentes comportamentais, psicológicos, éticos e legais da profissão.

A atuação de um profissional de Odontologia é bem diversificada, ao contrário do que muita gente costuma pensar. Eles podem trabalhar em clínicas especializadas, hospitais, empresas privadas, órgãos públicos ou abrir consultório próprio.

Além disso, o Conselho Federal de Odontologia (CFO) reconhece nada menos que 19 campos de atuação da profissão. Dentre as mais conhecidas, podemos destacar a endodontia (tratamento de canal), a odontopediatria (atende crianças), a cirurgia e a ortodontia (realiza tratamentos para corrigir a posição dos dentes e da arcada dentária).

O curso funciona em período integral. Nos primeiros semestres os alunos estudam algumas matérias teóricas e, a partir do segundo ano, começam a dar os primeiros passos nos procedimentos básicos de saúde bucal. Muitas faculdades contam com uma clínica odontológica real. É lá que os estudantes farão seus primeiros atendimentos à população.

As aulas práticas são frequentes, inclusive aquelas que usam manequins odontológicos. Há muitas atividades em laboratório também. O aluno de Odontologia não pode ter medo de dissecar músculos, dentes e ossos da face.

O estágio ocupa cerca de 20% da carga horária total da formação – o equivalente a 800 horas.

Onde estudar Odontologia?

Odontologia pode ser encontrada em mais de 200 instituições de ensino pelo país – sendo boa parte delas, 75%, na rede particular.

O curso conta com mais ou menos 100 mil matriculados no momento, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior. Isso já dá uma prévia da concorrência que você terá que encarar no mercado de trabalho mais adiante.

Se a ideia é tentar vaga em universidade pública, prepare-se para encarar uma concorrência média nacional de 26 candidatos por vaga. Esse número pode ser bem maior, dependendo da instituição escolhida.

Nas faculdades particulares o problema pode ser o valor da mensalidade, que normalmente é alto. Para resolver essa questão, o aluno pode recorrer a programas do governo federal, como o ProUni, que distribui bolsas de estudos parciais e integrais, e o FIES, um fundo de financiamento estudantil a juros baixos.

Todo bom profissional se desenvolve com ajuda de uma boa faculdade. Por isso a dica é procurar instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) e que ofereçam uma estrutura de ponta para seus alunos.

Para facilitar sua vida, a gente já selecionou alguns destaques para você:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) 

Universidade Estácio de Sá (UNESA) 

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) 

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade de Franca (UNIFRAN) 

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Veja também:

Que nota preciso tirar no ENEM pra passar em Odontologia

Vai tentar entrar em Odontologia? Está pronto(a) para encarar os cinco anos do curso? Aproveite e conte para a gente onde você gostaria de estudar!