Apesar de a prova do Enem ser aplicada no mês de novembro, o processo de preparação teve início logo no início do ano. Isso porque, já no final do mês de março, foi divulgado o edital do exame. 

Mas a publicação do edital é apenas o primeiro passo de um longo processo. Por isso, hoje vamos relembrar as etapas que já foram realizadas e o que ainda é preciso ser feito por quem pretende fazer o Enem.

Vamos informar abaixo todo o calendário do Enem 2019. Assim, você não esquece de nenhuma data importante. Confira!

Calendário do Enem 2019: confira o que já foi publicado e o que ainda será divulgado 

Após a divulgação do edital, no mês de abril, o Inep, órgão responsável pelo Enem, abriu o período para solicitar a isenção da taxa de inscrição. No dia 10 de abril, esse período foi encerrado e no dia 17 saiu o resultado. 

Esse pedido é o primeiro passo do calendário o Enem (para quem vai solicitar a isenção) e sempre acontece antes da abertura das inscrições.

Sobre o pedido de isenção

Alguns candidatos que pediram a isenção esse ano já tinham solicitado em 2018, mas, por algum motivo, não compareceram no ano anterior. Por isso, precisaram justificar sua ausência. 

Como o resultado do pedido de isenção saiu no dia 17, o resultado da justificativa saiu na mesma data. Assim, os candidatos que tiveram suas justificativas aceitas, já foram informados também da isenção da taxa.

Porém, os alunos que não concordaram com o resultado puderam recorrer em ambos os casos. No dia 22 de abril, o Inep abriu o período para a entrada com recurso e, em 2 de maio, saiu o resultado do pedido. 

Inscrições

Todos os interessados em realizar a prova, sejam os candidatos que tiveram os pedidos aceitos ou não e os demais que não solicitaram a isenção, precisaram fazer a inscrição, que começou no dia 6 de maio e se encerrou no dia 17 de maio. 

Durante esse mesmo período, os inscritos que precisam de atendimento especializado puderam solicitá-lo. 

Solicitação de atendimento pelo nome social

Bom, agora que as inscrições já foram encerradas, é o momento do candidato solicitar a atendimento por nome social, caso queira. A solicitação deve ser feita no dia 20 de maio, pois no dia 22 sai o resultado.

Se você solicitar atendimento pelo nome social, mas o pedido for negado, é possível recorrer até o dia 3 de junho. 

Prazo para pagamento da taxa de inscrição

Não se esqueça de que o prazo para pagar a inscrição termina no dia 23 de maio. Não se esqueça de efetuar o pagamento dentro do prazo, senão sua inscrição é automaticamente cancelada. 

Divulgação dos locais onde acontecerá a aplicação da prova

Em outubro, sai a divulgação do cartão de confirmação, com os locais de prova. Ainda não se sabe a data, apenas o mês. Sendo assim, é bom ficar atento às novas divulgações do Inep. 

Data e conteúdo das provas

Primeira prova: Três de novembro é o grande dia! Nessa data será aplicada a primeira prova do Enem: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Redação.

Segunda prova: No dia 10 de novembro, o candidato deverá fazer a segunda prova: Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias.

Divulgação dos resultados

Divulgação do gabarito: Depois disso, o mais difícil será aguentar a ansiedade para saber os resultados, mas fique tranquilo: apesar de o resultado oficial demorar um pouco para sair, o Inep apresentará no dia 13 os gabaritos e os cadernos de questões

Divulgação oficial dos resultados: A divulgação oficial dos candidatos sai apenas em janeiro de 2020. Já os treineiros vão ter que esperar um pouquinho mais para saber o resultado oficial, pois será liberado apenas em março. 

Início dos processos seletivos que usam a nota do Enem 2019

Assim que o candidato descobrir sua nota oficial, é o momento de começar a usar essa pontuação para conquistar uma vaga na universidade. 

Existem várias formas de fazer isso. Você pode, por exemplo, concorrer a uma vaga na universidade pública pelo Sisu.

Mas, se você prefere ingressar na faculdade particular, é possível concorrer a uma bolsa pelo ProUni ou ainda a um financiamento estudantil pelo FIES. 

Todos esses programas foram criados para facilitar a entrada de pessoas na faculdade, principalmente aquelas com baixa renda, e selecionam os candidatos com base na nota do Enem. 

Abaixo, explicamos um pouco melhor sobre cada um deles. Confira!

Sisu: trata-se de uma plataforma onde diversos institutos federais e universidades públicas de todo o país divulgam suas vagas. Os candidatos podem se inscrever nos cursos que eles desejam fazer e aqueles com maior pontuação são selecionados. 

ProUni: é um programa criado pelo governo que oferece bolsas de 50% e 100% para que alunos de baixa renda consigam ingressar em universidades privadas.

FIES: é um programa de financiamento estudantil que conta com parceiros como os bancos públicos e privados. Essas instituições oferecem um empréstimo aos candidatos e, assim que estes finalizarem o curso superior e começarem a trabalhar na área, devem devolver esse valor em juros baixos.

Ingresso direto: tem ainda a opção de tentar conquistar uma vaga em faculdades particulares de todo o país por meio do ingresso direto. Esse tipo de ingresso permite que o candidato entre na faculdade sem precisar fazer o vestibular da mesma. 

Essa é a maneira mais simples de iniciar o ensino superior, pois não tem nenhuma burocracia. Abaixo mais informações sobre essa forma de entrar na universidade!

Onde estudar por meio do ingresso direto com a nota do Enem 2019

Sabemos que todas as faculdades particulares possuem vestibular próprio, mas algumas delas têm a opção de o candidato iniciar o curso superior usando apenas a nota do Enem, ou seja, por meio do ingresso direto. 

Esse tipo de ingresso consiste exatamente nisso: o candidato pula a etapa do vestibular, sendo necessário apresentar apenas a pontuação obtida no Enem. 

Muitas vezes as pessoas ficam com receio de entrar na faculdade dessa forma, pois têm medo das mensalidades serem muito altas. 

Se esse é o seu caso, fique tranquilo! Existem muitas faculdades bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC) que possuem parcelas bem acessíveis. 

Além disso, muitas delas possuem programas de bolsas e descontos, o que pode facilitar ainda mais o pagamento das mensalidades. 

Abaixo, selecionamos algumas opções de faculdades, que, além de serem reconhecidas pelo MEC, oferecem todos esses benefícios. Confira!

Você que está se preparando para o Enem, também poderá se interessar por:

Dicas para obter um bom desempenho no ENEM

Teste vocacional online - Descubra sua vocação

Como você pode perceber, depois de fazer o Enem, tem várias opções para entrar na faculdade. Se uma não der certo, você terá ainda várias cartas da manga. 

Então, acompanhe certinho o calendário do Enem 2019 para não perder nenhuma data importante, mas já pense no que você vai fazer depois da prova. 

Assim que sua nota sair, terá muitas opções. Aproveite e comente abaixo o que você pretende estudar na faculdade, estamos curiosos!