Todo mundo sabe que cada vez mais universidades estão adotando processos seletivos que utilizam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de classificação.

Os candidatos com melhor resultado nas provas do Enem têm vantagem na disputa por uma vaga nestas instituições. Por isso a ansiedade é grande entre aqueles que participam do Exame. Mas há algumas dicas importantes que podem fazer a diferença e melhorar o seu desempenho.

Confira o que você precisa fazer, antes e durante as provas, para enfrentar o Enem com segurança!

Antes das provas:

1 - Alterne as disciplinas na hora de estudar

Suas horas de estudo podem ser muito mais produtivas se você dividir o tempo em diferentes matérias. Muitas vezes é importante dar um descanso ao cérebro para que ele processe corretamente tudo o que foi visto.

Ao alternar as disciplinas você consegue fazer uma pausa em determinado conteúdo e absorver novas informações de forma mais eficiente.

2 - Acompanhe as notícias sobre o Brasil e o mundo

Muitas questões do Enem exigem mais do que conhecimento sobre o conteúdo do ensino médio. Os estudantes precisam entender também o que acontece no Brasil e no mundo para identificar a resposta certa.

É comum aparecerem nas provas questões de disciplinas como História, Geografia, Sociologia, Língua Portuguesa e Educação Física que têm alguma relação com notícias da atualidade. Sem falar no tema da Redação que, nas últimas edições do Enem, vem priorizando assuntos de destaque nos meios de comunicação.

3 - Exercite a interpretação de textos e gráficos

A correta interpretação do enunciado das questões é fundamental para se sair bem no Enem. É preciso entender bem a pergunta para identificar a resposta certa.

Leia todas as questões pausadamente e com muita atenção antes de assinalar uma alternativa. Os gráficos e tabelas também aparecem bastante em todas as provas, não só na de Matemática. Se você não tiver muita prática em interpretar essas imagens, com diferentes escalas, formatos e representações, pode se atrapalhar na hora de encontrar a resposta.

4 – Estude as provas anteriores

Uma das melhores formas de se preparar para o Enem é respondendo às questões das edições anteriores. Embora as perguntas sejam diferentes a cada ano, as provas seguem um padrão semelhante na forma de avaliar o conhecimento dos participantes.

É importante conhecer os tipos diferentes de questões que costumam aparecer e como são apresentadas as alternativas de respostas. Quanto mais você praticar, mais familiarizado estará com o Enem!

5 - Concentre esforços para se sair bem na redação

A prova de redação vale tantos pontos quanto as demais provas do Enem. Mas, de certa forma, ela pode ser considerada a mais importante do Exame. Se você zerar na redação, não poderá se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni), no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES). Estes programas, que dão acesso a vagas em universidades públicas e privadas, exigem nota maior do que zero na redação para participar.

Além disso, a nota da redação é o primeiro critério de desempate nos processos seletivos que usam o Enem. Isso significa que, se houver um candidato empatado com você na disputa por uma mesma vaga, aquele que tiver se saído melhor na redação levará vantagem!

Durante as provas:

6 - Esteja consciente do tempo disponível em cada prova

Administre bem seu tempo na hora da prova.

No primeiro dia do Enem você deverá responder às 90 questões objetivas em quatro horas e meia. Ou seja, terá três minutos para responder cada questão.

No segundo dia de prova os candidatos contam com uma hora a mais de tempo. Isso porque, além de resolver as 90 questões objetivas das provas daquele dia, deverão escrever uma redação. Então, você pode manter a estimativa de três minutos para responder cada questão e uma hora para redigir o texto.

7 - Resolva primeiro as questões mais fáceis

Diante do tempo tão apertado do Enem, especialistas recomendam que os candidatos respondam primeiramente as questões que consideram mais fáceis.

O objetivo é não perder tempo com os assuntos que você não domina. É melhor garantir o máximo de pontos com aquelas que você deve acertar e dedicar o tempo que sobrar às questões difíceis.

8 - Fique atento às pegadinhas (respostas com “sempre”, “nunca” ou textos extensos)

Os enunciados das questões do Enem dificilmente negam ou afirmam algo com certeza absoluta. Fique atento às alternativas de resposta com as palavras “sempre” ou “nunca”. Aquelas que trazem as palavras “geralmente” ou “alguns”, têm maior probabilidade de estarem corretas.

Desconfie também das alternativas de resposta com textos muito longos. As questões do Enem costumam ser bem objetivas, até porque o tempo de resolução de cada uma delas é curto.

9 - Faça bom uso do rascunho para a redação

O uso da folha de rascunho é essencial para o desenvolvimento de uma boa redação. Ao colocar as ideias no papel pela primeira vez você consegue ter uma noção da estrutura do seu texto e da construção dos argumentos, e assim pode fazer alguns ajustes para melhorar a versão final.

Um erro bastante comum é repetir ideias ao longo do texto - preste atenção neste detalhe importante. Por último, dê uma lida com atenção antes de passar a limpo para checar possíveis erros de ortografia.

10 - Mantenha-se tranquilo e confiante

Quanto mais calmo você estiver na hora das provas, maiores as chances de conseguir um bom resultado no Enem. O nervosismo é um dos piores inimigos de quem enfrenta um desafio desse tamanho!

Faça uma preparação mental para encarar o Exame numa boa. Pense em quanto você estudou, desde o início do ensino médio, e como essa bagagem de conhecimentos vai ajudar. Não basta ter estudado nas semanas anteriores ao Enem. Para resolver o Exame é preciso buscar um pouco de tudo o que você aprendeu nos últimos anos. Fique frio. Com certeza você sabe muito!

Veja também:

O que fazer com a nota do Enem

Como você vai utilizar sua nota do Enem? Em qual processo seletivo gostaria de participar? Conte para a gente nos comentários!