Saiba o que diz o Inep sobre candidatos que contraírem a Covid-19.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a principal forma de acesso ao Ensino Superior do País, precisou passar por alguns ajustes por conta da pandemia do coronavírus.

O principal deles foi o adiamento da prova, que estava prevista para novembro deste ano e passará a ser nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021, para o Enem impresso, e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, no caso do Enem Digital.

Além disso, foram acrescentadas algumas regras no edital da prova, relacionadas à medidas de segurança para proteção dos candidatos contra à Covid-19. Com isso, é comum que surjam dúvidas nos participantes sobre o que muda na prova e de que forma eles devem proceder caso contraiam a doença.

Ao longo do texto, você encontrará respostas para essas questões. Fique de olho!

Estou com covid, vou perder o Enem?

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo desenvolvimento e aplicação do Enem, comunicou que os inscritos que estiverem infectados nos dias da prova, terão outra oportunidade de fazê-la.

Para isso, o candidato deve ligar para a central de atendimento do Inep, no número 0800 616161 e avisar sobre a doença até um dia antes da prova. Feito isso, o participante deve solicitar a participação em uma nova aplicação da prova, na Página do Participante, e anexar o diagnóstico médico que comprove a infecção.

Feito isso, o candidato poderá participar da reaplicação nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021, mesma data em que o Enem será aplicado para pessoas com privação de liberdade.

O que muda no Enem com a Covid-19?

O Inep publicou um novo edital para o Enem, no mês de julho, com informações sobre os protocolos de segurança que serão seguidos em relação ao Covid-19. Veja quais são eles: 

  • É proibida a entrada do participante no local de prova sem a máscara de proteção à Covid-19;
  • Durante a identificação do participante, será necessária a retirada da máscara sem tocar na sua parte frontal, prosseguida da higienização das mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador, antes de entrar na sala de provas;
  • O participante não poderá permanecer no local de provas sem máscara de proteção à Covid-19;
  • Caso o candidato precise aguardar o recebimento da máscara, deve aguardar do lado de fora;
  • O dado biométrico coletado dos participantes respeitará os protocolos de segurança da Covid-19;
  • Higienizar as mãos ao entrar e sair do banheiro e durante toda a aplicação do Exame;
  • A ida ao banheiro a partir da 13h só será permitida com acompanhamento do fiscal, de acordo com os protocolos de proteção à Covid-19;
  • A máscara deve cobrir totalmente o nariz e a boca do candidato, desde a entrada até a saída do local de provas. É permitido que o candidato leve mais de uma máscara para troca durante a realização da prova, desde que a máscara já utilizada seja descartada na lixeira da sala de prova;
  • Só será permitida a retirada da máscara para alimentação ou ingestão de líquidos, sem tocar na parte frontal e com higienização das mãos com álcool em gel logo em seguida.

Como se preparar para o Enem?

Apesar dos ajustes no calendário e nos protocolos de segurança da prova, o conteúdo seguirá o mesmo. 

No primeiro dia, os candidatos farão as provas de Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e a Redação. Já no segundo, eles realizarão as provas de Ciências da Natureza e Ciências Exatas. 

Para saber quais assuntos serão cobrados em cada área do conhecimento e orientar os estudos, basta acessar a Matriz de Referência do Enem, no site do Inep. O material contém todos os conteúdos cobrados na prova.

Como utilizar a nota do Enem?

A nota do Enem pode ser utilizada em programas do governo, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ela também pode ser usada em Instituições de Ensino Superior (IES) privadas, que aceitam o resultado do Enem como substituta do vestibular próprio e, em alguns casos, concede descontos nas mensalidades e bolsas de estudo para estudantes que tiraram notas altas no exame.

Abaixo, é possível conferir uma lista com algumas IES particulares que aceitam a nota do Enem e oferecem cursos com o reconhecimento e autorização do Ministério da Educação. Confira:

Veja também:

Quais são os assuntos mais cobrados no Enem?

Já escolheu como utilizar sua nota do Enem e em qual curso de graduação? Compartilhe sua decisão com a gente, pelos comentários depois do texto!