Só de falar em Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já dá um certo arrepio. O programa do governo que usa a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para distribuir vagas em universidades públicas em todo o país tem se tornado cada vez mais concorrido e difícil de entrar.

Atualização: Inep divulga as notas do Enem 2020! Saiba como ver a sua! 

No Sisu, o critério de seleção é somente o desempenho no Enem mais recente. Para se inscrever é preciso ter nota acima de zero na redação e não há limites de renda para participar. No entanto, algumas instituições de ensino possuem uma nota mínima para entrar, enquanto outras dão pesos diferentes para cada área do conhecimento da prova, que variam de acordo com o curso escolhido pelo candidato.

Nas universidades que não adotam nota mínima ou o sistema de pesos, quanto mais alta a pontuação no Exame, maiores as chances de conseguir uma vaga no programa. Sabendo disso, os participantes capricham nos estudos e obtêm desempenhos cada vez mais surpreendentes no Enem.

É por isso que hoje, em certas universidades, para passar em cursos mais disputados ? como Medicina e Engenharia, por exemplo ? é preciso apresentar acima de 850 pontos! Mas ainda bem que nem só de notas estratosféricas vive o Sisu.

Tem muita vaga dando sopa por aí, exigindo pontuação bastante inferior às notas de corte dos cursos mais concorridos. Para descobrir quais são, basta ficar atento neste texto. Vamos contar quais são os cursos mais fáceis do Sisu!

Porém, se antes você quiser ficar por dentro das principais informações sobre esse programa do governo, não deixe de assistir ao vídeo abaixo:

 

Quais são os cursos mais fáceis do Sisu?

No Sisu, o que define se um curso é fácil ou difícil de entrar é a relação entre o número de vagas ofertadas, o grau de interesse que a graduação desperta nos candidatos e o desempenho de quem concorre a essas vagas.

Se o número de vagas for relativamente pequeno, o desempenho dos alunos for bom e o interesse for grande, isso normalmente gera uma nota de corte nas alturas. É o caso de Medicina, por exemplo, que chega a ter notas de corte acima de 900!

Mas existem cursos que, embora sejam muito procurados, como Direito e Administração, têm oferta de vagas bem maior do que a de Medicina. Como resultado, há grande variação entre as notas de corte ? normalmente ficam muito altas em instituições mais conceituadas e mais baixas nas demais.

Existem, ainda, aqueles cursos que têm uma oferta razoável de vagas e são menos visados ? e esses sim são os mais fáceis de entrar mesmo.

Neles, dá para passar com pouco mais de 500 pontos no Enem. Para você ter uma ideia, a nota de corte média para conseguir vaga na maioria dos cursos do Sisu é de 660 pontos, aproximadamente.

Veja quais foram os 45 cursos mais fáceis de entrar na última edição desse processo seletivo:

Cursos do Sisu com nota de corte de até 540 pontos

  • Química - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Geografia - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • História - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Letras (Língua Portuguesa) - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Letras (Espanhol) - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Engenharia Elétrica - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Educação Física - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Engenharia de Produção- Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Ciências Biológicas - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Comunicação em Mídias Digitais - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Ciência da Computação - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Engenharia da Computação - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Química - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Manutenção Industrial - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia - Universidade Federal do Vale de Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Matemática - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Química - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Física - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Alimentos - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Geografia - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Matemática - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Informática - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Interdisciplinar em Ciências Ambientais - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Processos Químicos - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Sistemas para Internet - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Cursos do Sisu com nota de corte de até 600 pontos

  • Pedagogia - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Gestão de Cooperativas - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Engenharia de Alimentos - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Computação - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO)
  • Engenharia de Pesca - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Engenharia Têxtil - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Agroecologia - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Agronegócio - Universidade Estadual do Tocantins (UNITINS)
  • Zootecnia - Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Estatística - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Fabricação Mecânica - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Serviço Social - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Engenharia Ambiental - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Gestão de Turismo - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Ciências da Natureza - Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Letras (Inglês) - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Agronomia - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Agroindústria - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA)
  • Engenharia Eletrônica - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Ciências Exatas e Tecnológicas - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Gestão Pública - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Educação Especial - Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Turismo - Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPAR)
  • Engenharia Florestal - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Processos Gerenciais - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Gestão Ambiental - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Artes Visuais - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Sociologia - Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Eletrônica Industrial - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Ecologia - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Engenharia Agronômica - Universidade Estadual do Tocantins (UNITINS)
  • Engenharia de Transportes e Logística - Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Engenharia Agrícola e Ambiental - Universidade Federal do Vale de Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Filosofia - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Administração - Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Automação Industrial - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Teatro - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Comunicação Social - Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Sistemas de Informação - Universidade Estadual do Tocantins (UNITINS)
  • Logística - Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Redes de Computadores - Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Biblioteconomia - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

 Cursos do Sisu com nota de corte de até 630 pontos

  • Letras (Francês) - Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
  • Arquivologia - Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
  • Meteorologia - Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
  • Engenharia de Materiais - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Ciências Contábeis - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Ciências Agrícolas - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Sistemas de Energia - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Produção Multimídia - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Viticultura e Enologia - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IFSertão)
  • Engenharia de Bioprocessos - Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Gestão da Tecnologia da Informação - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IFSertão)
  • Gestão da Qualidade - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG)
  • Hotelaria - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Produção Cultural - Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Interdisciplinar em Ciência e Economia - Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)
  • Secretariado Executivo - Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Engenharia Cartográfica e de Agrimensura - Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Engenharia Metalúrgica - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ)
  • Moda, Design e Estilismo - Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Engenharia Acústica - Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Os cursos mais fáceis em outros processos seletivos

Existem outros processos seletivos que usam a nota do Enem como critério para selecionar novos alunos. Conheça os dois principais:

Programa Universidade para Todos (Prouni)

O Prouni oferece bolsas de estudo de 100% e 50% em instituições particulares de todo o Brasil. Para concorrer é obrigatório apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação do Enem mais recente.

O Ministério da Educação também exige que o candidato ao Prouni se encaixe em certos critérios de escolaridade e renda familiar, que não deve ultrapassar três salários mínimos por pessoa.

A disputa desse programa também é bastante acirrada, mas existem sempre aqueles cursos onde é possível entrar com a nota próxima ao mínimo exigido.

Veja a relação alguns dos cursos mais fáceis de entrar (com nota de 450 pontos ou pouco acima disso) pelo Prouni em faculdades bem conceituadas pelo MEC que escolhemos a dedo:

 

Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)

Com o Fies o estudante pode financiar o curso superior a juros baixos e prazo longo para quitar a dívida. É uma boa opção para quem não pode mais adiar o sonho de fazer uma faculdade, mas está com a grana curta.

No Fies, a nota mínima para participar do processo seletivo é igual a do Prouni: 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. A diferença aqui é que o candidato pode usar qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Também é preciso atender às exigências de renda familiar máxima.

Embora o programa esteja cada vez mais restrito, o que faz com que as notas para conseguir vaga subam bastante, ainda dá para financiar algumas graduações com a nota mínima.

Confira alguns exemplos recentes de cursos com nota de corte de 450 pontos ou um pouco acima disso para conseguir o FIES em faculdades bem conceituadas junto ao MEC:

Ainda não deu? Veja outra alternativa para entrar no curso desejado

Se o seu desempenho no Enem não foi lá essas coisas, não desanime. O que não falta é opção para entrar na faculdade.

Existe um processo seletivo que é mais simples que o Sisu, o Prouni ou o FIES e está se tornando bastante popular nas faculdades particulares de todo o país (ainda bem!).

Estamos falando de uma modalidade chamada ?ingresso direto?. Com ela, basta apresentar a nota do Enem e, caso tenha obtido a nota mínima necessária (que nunca é tão alta quanto a dos outros processos), é possível fazer a matrícula e garantir uma vaga. Essa facilidade vale tanto para cursos presenciais como a distância e geralmente sai de graça para o estudante.

Confira algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem essa possibilidade, além de trabalharem com programas variados de bolsas, financiamentos, convênios e descontos:

Veja também:
Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu?

O que achou dos cursos mais fáceis do Sisu? A lista está dentro daquilo que você esperava? Conte para a gente nos comentários a seguir!