Quem aí já está contando as horas para o Sisu 2020?

O programa é aquele que abre as portas para quem quer estudar em universidades públicas por todo o país!

Tem vaga em tudo quanto é curso que você possa imaginar, e a disputa começa daqui a pouco.

A seguir, descubra quando sai o resultado do Sisu 2020 e todas as alternativas para entrar na faculdade o quanto antes.

Como vai ser o Sisu 2020

O Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, é o programa do governo federal que permite acesso a universidades públicas e institutos federais de educação por todo o país.

São milhares de vagas todos os anos, distribuídas em duas edições – uma no primeiro e a outra no segundo semestre.

Para concorrer é necessário apenas ter feito o Enem 2019 e não ter tirado zero na redação.

A primeira edição do programa – que também é a maior – atrai, em média, cerca de 2,5 milhões de participantes. Eles estão de olho em uma das cerca de 240 mil vagas oferecidas, sempre em cursos presenciais.

No Sisu, você encontra todo tipo de curso, de Artes Plásticas até Medicina.

Somente os participantes que tiverem as maiores notas no Enem vão ganhar a vaga. Algumas graduações superconcorridas, como Engenharia Civil e Medicina, às vezes exigem notas acima de 750 pontos.

O Sisu é composto apenas de uma chamada principal e uma lista de espera.

Quando sai o resultado do Sisu 2020

O Sisu 2020 está previsto para acontecer em janeiro, pouco dias após a divulgação dos resultados finais do Enem 2019.

Assim que o processo seletivo abrir, você acessa o site oficial do Sisu, informa seu número de CPF e senha, e o sistema automaticamente avisa se você tem ou não condições de participar.

Lembrando que somente aqueles que fizeram todas as provas do Enem 2019 e não tiraram zero na redação podem participar.

O processo seletivo dura quatro dias, de terça a sexta. Cada candidato tem o direito de escolher até dois cursos diferentes.

Nesse período, dá para mudar de opções quantas vezes for preciso, até achar uma instituição e um curso que aceitem sua nota.

Os resultados saem três dias após o encerramento oficial do processo seletivo, ou seja, na segunda-feira pela manhã o candidato já poderá acessar o site do Sisu e descobrir se conseguiu ou não a vaga desejada.

Aqueles que conseguirem entrar devem preparar a documentação necessária para fazer a matrícula e correr à faculdade para fazer todos os trâmites burocráticos.

Quem não conseguir entrar terá que aguardar a abertura das inscrições para lista de espera, que acontecem poucos dias depois dos resultados.

Se ainda assim não rolar a vaga, o candidato terá várias outras alternativas.

Conheça cada uma delas a seguir!

Alternativas ao Sisu 2020

Que não se der bem no primeiro Sisu de 2020 poderá ainda tentar vaga na segunda edição que ocorre no meio do ano.

O problema é que essa segunda edição é menor, com menos vagas e menos variedade de faculdades e cursos disponíveis.

Quem tem pressa de entrar no ensino superior pode, portanto, optar por outros processos seletivos que acontecem logo após o Sisu 2020.

Conheça alguns:

Ingresso direto 2020 – Antes mesmo de o Sisu abrir inscrições, já dá para garantir vaga na faculdade privada pelo ingresso direto. O sistema utiliza a nota do Enem para permitir entrada de alunos em cursos presenciais e a distância sem vestibular. É uma forma rápida, prática e, sobretudo, tranquila de fazer um curso superior. Para passar basta ter nota igual ou superior à estabelecida pela faculdade para aquela graduação. Normalmente são bem mais baixas que as notas exigidas pelos demais processos seletivos.

ProUni 2020 – O ProUni, programa que distribui bolsas de estudos, também terá duas edições em 2020. Com ele é possível escolher entre milhares de vagas em faculdades privadas de qualidade em todo o território nacional. Outra vantagem importante é poder optar entre cursos presenciais e a distância! As bolsas podem ser parciais (de 50%) ou integrais (de 100%). Para participar o candidato precisa ter feito o Enem 2019 e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação. O programa é direcionado a estudantes que atendem a certos requisitos socioeconômicos determinados pelo governo. O critério de classificação é a nota obtida no Enem.

FIES 2020 – Com o FIES, alunos que precisam de ajuda para fazer um curso superior podem contar com um financiamento facilitado, a longo prazo, e juros abaixo dos praticados no mercado. Assim, dá para fazer cursos presenciais mais tranquilamente, já que a dívida só começa a ser cobrada apenas depois da formatura, em suaves parcelas mensais. Para obter o benefício é preciso ter feito qualquer Enem a partir de 2010, apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas, não ter zerado a redação e se enquadrar nos requisitos de renda familiar. O programa escolhe alunos com as melhores notas. Todo ano há duas edições.

Onde estudar com a nota do Enem

Com a nota do Enem você pode estudar em todo tipo de faculdade – sendo que as particulares têm uma oferta muito maior.

Por isso, seja para tentar vaga pelo ProUni, FIES ou ingresso direto, opte sempre pelas melhores instituições do Brasil.

A seguir, a gente tem algumas sugestões interessantes para você:

Veja também:

Saiba tudo sobre o Sisu do segundo semestre 2019

Pronto para encarar o Sisu 2020? Conte para a gente em qual curso você gostaria de entrar!