Para fazer o Enem 2020, é preciso pagar a taxa de inscrição. Porém, alguns candidatos têm direito a fazer a prova de graça, obtendo a chamada isenção. Vamos explicar ao longo do artigo quem tem direito e como solicitar a isenção da taxa de inscrição do Enem 2020.

A nota do Enem pode ser usada em diferentes processos seletivos que dão acesso ao ensino superior, como Sisu, ProUni e Fies.

Então, se você puder fazer a prova de graça para assim aproveitar todas as oportunidades, melhor ainda, certo? Veja a seguir como funciona a isenção do Enem 2020!

Isenção da taxa de inscrição do Enem 2020

Antes de solicitar a isenção da taxa de inscrição no Enem 2020, é preciso verificar se você tem direito ao benefício.

Quem têm direito a pedir isenção no Enem 2020?

  • Estudantes de escolas públicas que estejam cursando o último ano do ensino médio em 2020.
  • Pessoas que tenham cursado todo o ensino médio em escola pública ou como bolsistas em escola particular e com renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa.
  • Pessoas em situação de vulnerabilidade econômica que possuam Número de Identificação Social (NIS) válido, além de ter renda familiar por pessoa de meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Se você se enquadra em alguma das situações que dão direito à isenção, o próximo passo é aprender a fazer o pedido.

Como fazer o pedido de isenção no Enem 2020

Os pedidos de isenção do Enem 2020 devem ser enviados pelo site oficial do Enem-Inep. Para fazer o pedido, é preciso informar o número do CPF e um e-mail válido.

O prazo para pedir isenção vai de 6 a 17 abril de 2020.

Justificativa de ausência no Enem 2019

Quem conseguiu a isenção no Enem 2019 e não compareceu nos dois dias de provas precisa justificar a ausência antes de pedir isenção em 2020. A justificativa de ausência também deve ser enviada pelo site do Enem, durante o período de solicitação de isenção, ou seja, de 6 a 17 de abril de 2020.

Resultado da isenção do Enem 2020

O resultado da isenção do Enem 2020 sai no dia 24 de abril de 2020 e pode ser consultado no site do Enem, utilizando a senha cadastrada no pedido de isenção.

Apresentação de recursos

Quem tiver o pedido de isenção ou justificativa de ausência negado, ainda poderá entrar com um recurso. Os recursos devem ser enviados pelo site do Enem e o prazo vai de 27 de abril a 1° de maio de 2020.

Datas do Enem 2020

Veja agora as datas estimadas de cada etapa do Enem 2020. Até o momento, somente a data de aplicação das provas foi confirmada pelo Inep.

  • Publicação do edital: 31 de março de 2020.
  • Prazo para solicitar isenção: de 6 a 17 de abril de 2020.
  • Prazo para justificar a ausência no Enem 2019: de 6 a 17 de abril de 2020.
  • Resultado da solicitação de isenção/justificativa de ausência: 24 de abril de 2020.
  • Período para apresentação de recursos: de 27 de abril a 1° de maio de 2020.
  • Resultado dos recursos: 7 de maio de 2020.
  • Prazo de inscrições: de 11 a 22 de maio de 2020.
  • Prazo para pagamento da taxa de inscrição: de 11 a 28 de maio de 2020.
  • Divulgação dos locais de provas: outubro de 2020.
  • Aplicação das provas digitais: 11 e 18 de outubro de 2020.
  • Aplicação das provas impressas: 1 e 8 de novembro de 2020.
  • Divulgação dos resultados individuais: janeiro de 2021.
  • Resultado dos treineiros: março de 2021.
  • Divulgação dos espelhos da redação: março de 2021.

Como o usar o Enem para entrar na faculdade

O Enem exige bastante estudo e dedicação dos candidatos. Mas, depois de fazer a prova, é hora de aproveitar seu resultado para entrar em uma faculdade pública ou privada. Conheça as alternativas:

Sisu

O Sisu oferece vagas em universidades públicas do Brasil inteiro, selecionando os candidatos pela nota do Enem. Quem não zerar na Redação do Enem 2020 poderá participar do Sisu em 2021 para tentar uma vaga.

Porém, a concorrência no Sisu costuma ser acirrada, exigindo nota mínima do Enem acima de 800 pontos para passar em alguns cursos.

As inscrições para o Sisu são gratuitas e devem ser feitas pela internet, no site do Sisu-MEC. 

ProUni

O ProUni oferece bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares, válidas para cursos presenciais e a distância. Assim como no Sisu, os candidatos são selecionados pela nota do Enem. As inscrições devem ser feitas no site oficial do ProUni.

Para se inscrever no ProUni 2021, é preciso ter tirado no mínimo 450 na média das provas do Enem 2020 e nota acima de zero na Redação.

Existem também critérios socioeconômicos para participar do ProUni, como ter feito todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola privada, devendo estar enquadrado nos limites de renda familiar mensal por pessoa.

Fies

O Fies oferece financiamentos a juros baixos em cursos superiores presenciais de instituições particulares, selecionando os candidatos pela nota do Enem. As inscrições ocorrem pelo site do Fies.

Para concorrer a um financiamento, é preciso ter feito alguma edição do Enem a partir de 2010, com no mínimo 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na Redação.

Entrar direto em faculdades particulares

Várias faculdades particulares aceitam a nota do Enem para ingresso direto, que é quando o candidato usa a nota do Enem no processo seletivo, ficando assim dispensado de fazer a prova do vestibular interno.

O melhor é que algumas faculdades dão bolsas de estudos de até 100% e descontos especiais aos novos alunos que ingressam com a nota do Enem, tanto em cursos presenciais quanto EAD.

Onde estudar com a nota do Enem

Conheça agora algumas faculdades autorizadas pelo MEC nas quais você pode entrar direto com a nota do Enem e ainda ganhar uma bolsa de estudos parcial ou integral. Clique nos links abaixo para obter mais informações:

Veja também:

Fique por dentro das notas de corte do Enem 2020

Descubra quais faculdades aceitam a nota do Enem

Depois de saber como funciona a isenção do Enem 2020, conte para a gente nos comentários: você vai usar a nota do Enem para entrar em qual curso?