O que é

Malária?

É uma doença infecciosa, transmitida ao homem por

meio de picadas de insetos, transfusão de sangue e

compartilhamento

de seringas e agulhas infectadas.

Qual o microrganismo envolvido?

È causada por protozoários do gênero Plasmodium.

No Brasil, três espécies de plasmódios se

destacam: vivax, falciparum e malariae.

Quais os sintomas?

Febre alta, calafrios, suor excessivo e dor de cabeça,

intermitentes.

Como se transmite?

Por meio da picada da fêmea dos mosquitos do gênero

Anopheles, popularmente conhecidos como carapaña,

muriçoca,

sovela, mosquito-prego ou bicuda. Ou, ainda, por meio de

transfusão

de sangue infectado e compartilhamento de seringas ou

agulhas

com a presença do agente causador.

Como tratar?

É uma doença de tratamento bastante simples, quando

detectada precocemente. Cada espécie do plasmódio

deve ser tratada com medicamento ou associações

de medicamentos específicos em dosagens adequadas à

situação particular de cada doente.

O que é quimioprofilaxia

da malária?

A quimioprofilaxia é medida adotada por diferentes

países

para o controle e prevenção da malária, conforme

anexo do International Travel and Health da OMS

disponível

no site World

Health Organization

(em inglês). No Brasil a

quimioprofilaxia

para malária não deve ser medida adotada

indiscriminadamente

nem é exigida de viajantes e tripulantes de áreas

endêmicas da doença, conforme nota técnica

da Secretaria de Vigilância em Saúde de 15/12/2003

disponível no endereço: http://dtr2001.saude.gov.br/svs/not/not_16.htm.

Como se prevenir?

Ainda não existe vacina contra a malária, por isso,

a melhor forma de prevenção é evitar o contato

com o mosquito transmissor. Utilizar repelentes,

mosquiteiros

sobre as camas ou redes de dormir, telas nas janelas e

portas

e não permanecer ao ar livre nos horários de maior

concentração dos insetos (o amanhecer e o anoitecer),

são algumas das medidas indicadas para se evitar a

doença.

Situação da Malária

no Mundo

A recomendação

para qualquer viajante é evitar o contato com

o mosquito transmissor nas áreas dos países acima

indicados utilizando repelentes, mosquiteiros sobre as

camas ou

redes de dormir, telas nas janelas e portas e não

permanecer

ao ar livre nos horários de maior concentração

dos insetos (o amanhecer e o anoitecer).

Situação da Malária

no Brasil