Os habitantes

do continente americano descendem de populações advindas

da Ásia, sendo que os vestígios mais antigos de sua presença

na América, obtidos por meio de estudos arqueológicos, datam

de 11 a 12,5 mil anos. Todavia, ainda não se chegou a um consenso

acerca do período em que teria havido a primeira leva migratória.

Os povos indígenas que hoje vivem na América

do Sul são originários de povos caçadores que aqui

se instalaram, vindo da América do Norte através do istmo

do Panamá, e que ocuparam virtualmente toda a extensão do

continente há milhares de anos. De lá para cá, estas

populações desenvolveram diferentes modos de uso e manejo

dos recursos naturais e formas de organização social distintas

entre si.

Não existe consenso também, entre os arqueólogos,

sobre a antigüidade da ocupação humana na América

do Sul. Até há alguns anos, o ponto de vista mais aceito

sobre este assunto era o de que os primeiros habitantes do continente

sul-americano teriam chegado há pouco mais de 11 mil anos.

No Brasil, a presença humana está documentada

no período situado entre 11 e 12 mil anos atrás. Mas novas

evidências têm sido encontradas na Bahia e no Piauí

que comprovariam ser mais antiga esta ocupação, com o que

muitos arqueólogos não concordam. Assim, há uma tendência

cada vez maior de os pesquisadores reverem essas datas, já que

pesquisas recentes vêm indicando datações muito mais

antigas