Estudar no exterior é o sonho de muitos jovens aqui no Brasil. Seja pela qualidade de ensino, pela busca da independência, por novas experiências pessoais ou simplesmente para conhecer um novo país. 

Hoje, realizar uma graduação fora do Brasil não é tão difícil como antes, pois os processos ficaram mais acessíveis e rápidos.

Em algumas nações específicas, como Portugal, até a nota do Enem é aceita para ingressar em uma faculdade, facilitando com que muitos estudantes realizem esse sonho. 

Como fazer uma faculdade no exterior 

Para realizar uma graduação no exterior o estudante precisa a princípio dominar a língua da região onde pretende se matricular. Além disso, é preciso saber quais são os documentos necessários para poder realizar um curso superior na região. 

Algumas nações não exigem que o estudante passe por um novo processo seletivo se o candidato tiver sido aprovado em alguma instituição no Brasil, mas muitos possuem critérios próprios de seleção e exigem que o candidato passe por todo o procedimento novamente. 

Uma forma de procurar essas instituições e saber se é possível ingressar é por meio de agências de viagens: elas podem ser de grande ajuda em todo o processo, pois possuem prática nessas situações. 

Uma outra opção é se matricular em uma faculdade aqui no Brasil e realizar um ou dois semestres no exterior, através de um intercâmbio agenciado pela própria instituição de ensino. 

Dificuldades para estudar no exterior 

A maior dificuldade para muitos estudantes realizarem uma graduação no exterior é a língua. Hoje, países como os Estados Unidos exigem que o candidato realize, além de todo o processo do visto, um teste de proficiência para comprovar o seu domínio de escrita e fala. 

Os gastos anuais também costumam ser altos, dependendo do país.

Em um país como a França o teste de proficiência também é obrigatório, mas o candidato que tiver sido aprovado em uma universidade do Brasil já tem sua vaga praticamente garantida.

O custo de vida mensal nessa região é em torno de 600 a 1000 euros, estudando em uma universidade pública. 

Opções de boas faculdades no Brasil 

Você não precisa sair do Brasil para estudar em uma boa faculdade. Por aqui existem diversas instituições comprometidas com a qualidade do ensino e o bem estar do estudante. 

Você pode estudar aqui mesmo e realizar um intercâmbio durante o curso, incentivado pela própria instituição na qual estiver matriculado, ou até mesmo por programas de empresas privadas. 

As universidades públicas costumam ter diversos programas de intercâmbio, porém para ingressar é necessário ter realizado o Enem e obtido uma boa pontuação para concorrer a uma vaga pelo Sisu. 

Já as faculdades particulares possuem uma forma de ingresso mais facilitada (vestibular, ingresso direto pelo Enem, transferência, entre outros) e convênios com instituições de outros países, tornando mais rápida a realização de um intercâmbio. 

Conheça algumas instituições reconhecidas pelo MEC, que possuem mensalidades baixíssimas, convênios com faculdades de outros países ou programas de incentivo ao intercâmbio, além de bolsas, descontos e financiamentos próprios:

Veja mais:

Descubra como entrar no Sisu com a nota do Enem 

Tudo sobre o curso de Comunicação Social 

Qual graduação você quer fazer? Conte para a gente aqui nos comentários!