Estudar Biologia pode ser divertido, pois envolve mais do que apenas ler bons livros. Visitar exposições bacanas como aquelas que versaram sobre Darwin no MASP em São Paulo e sobre o corpo humano ("Corpo Humano - Real e Fascinante") na Oca do Parque do Ibirapuera (também em São Paulo) podem ser excelentes opções de aprendizado e motivação para estudar Biologia.

Grandes metrópoles como São Paulo tornaram-se pós-industriais e especializaram-se na prestação de serviços culturais, educacionais, etc. Quase sempre há algum evento interessante para aprender certos tópicos biológicos.

Uma boa técnica para fixar Botânica é visitar parques e áreas verdes, tão escassos hoje em dia nas grandes cidades. Procure identificar as plantas. Você encontrou alguma briófita pelo caminho? Aquela árvore é uma angiosperma ou uma gimnosperma? Quais são as diferenças fundamentais entre os diferentes tipos de vegetais? A circunferência de uma árvore é realmente menor nas horas mais quentes do dia? Por que isso ocorre?

No ensino médio, estudei num colégio que ficava próximo ao Parque da Aclimação em São Paulo. Minha professora de Biologia era uma bióloga formada pela USP e adorava Botânica - era sua especialidade. Ela ministrou algumas aulas memoráveis ao ar livre, no Parque da Aclimação mesmo. Sempre guiando a turma, discorria prazerosamente sobre diversos tipos de plantas ali encontrados. Nunca me esqueço do que ela comentava sobre a seringueira "desperdiçadora de água", cujos estômatos ficavam abertos quase que o dia todo, pois, como era uma espécie originária da Amazônia, não havia uma adaptação para climas menos úmidos e, assim, a árvore realmente "desperdiçava" água na transpiração.

Livros fora-de-série

Assim como o marceneiro fino necessita de ferramentas especiais, o vestibulando esclarecido procura cercar-se de bons livros. Uma publicação notável de Biologia é a dos autores César e Sezar. Seus textos são concisos, práticos e gostosos de ler. Tem ilustrações muito boas e esclarecedoras, bem integradas ao texto. Trata-se de um material de primeira, com "readability", ou seja, é gostoso de ler. Você não estuda: flutua! Recomendo o livro em volume único para ganhar tempo.

Capa do livro "Biologia" dos ótimos César e Sezar

Como complemento, sugiro a obra "Biologia para o Ensino Médio", que segue um esquema de perguntas e respostas, sendo muito útil para estudar para as provas escritas da Unicamp, segunda fase da Fuvest, Vunesp, Unifesp, etc. É um livro muito prático e direto.

Capa do livro "Biologia para o Ensino Médio"

Assuntos "quentes", que são muito explorados nas provas

Os examinadores geralmente são biólogos que procuram basear as questões em notícias recentes veiculadas pela imprensa. Assim, há temas "quentes", importantes, que quase sempre são explorados nos vestibulares. Seria uma completa falta de bom senso não abordá-los.

Mas quais são esses assuntos ou temas?

Resposta: são aqueles ligados à Genética, Embriologia, Ecologia...

Com toda a polêmica refente às pesquisas envolvendo células-tronco embrionárias, é natural que Genética e Embriologia sejam mais interessantes do que a velha Zoologia, por exemplo, que, contudo, não deixa de ser importante.

Ecologia sempre cai, ainda mais com toda a polvorosa em torno do aquecimento global. Estudar com carinho os biomas (ecossistemas) brasileiros e estrangeiros é sempre uma boa idéia.

Revolução biotecnológica!

Em meu livro "Vestibular sem Medo", publicado em 1998, mas escrito no final de 1997, eu já previa que a biotecnologia seria cada vez mais importante e isso realmente aconteceu nos anos seguintes e continua a acontecer, graças a Deus. Naquela época, todo mundo comentava estrepitosamente sobre a Internet e a grande imprensa focalizava sua atenção em cima da rede mundial de computadores, e-commerce (comércio eletrônico), AOL (America On-Line) entrando no Brasil, novas empresas pontocom, Internet Explorer x Netscape Navigator, etc. Eu era um dos poucos a notar a chamada "revolução biotecnológica", conforme consta na página 102 de minha obra. Fiquei feliz por ter acertado essa previsão, pois tenho compromisso com os vestibulandos.