Neste próximo ano farei cursinho e prestarei vestibular pela quarta vez. Pretendo ingressar em uma boa faculdade pública de medicina. Neste último vestibular não fui aprovada novamente, apenas em faculdades particulares e em uma pública para o curso de biologia.

Meu objetivo é ser médica, mas não sei se desisto e sigo com a carreira de biologia ou se passo mais um ano estudando para medicina com a possibilidade de não ser aprovada novamente. Não aguento mais estudar tanto e só de pensar em voltar a fazer cursinho me dá arrepios.

O que eu faço? Tento novamente ou desisto e faço outra faculdade mesmo?

Obrigada

Vanessa a despesperada.

Amiga Vanessa desesperada

Não se desespere. O desespero nunca ajudou ninguém. Agora você precisa se acalmar, colocar a emoção de lado e pensar coma frieza de um neuro-cirurgião. Fazer outra faculdade lhe fará feliz?

É possível que sim, porém esta resposta está dentro de você. O curso de medicina é um dos mais concorridos em todo mundo e um dos mais exigentes, para ser aprovado é necessário muito esforço e dedicação. O vestibular de medicina é uma espécie de seleção natural da vida de qualquer vestibulando. Os que se dedicaram mais são aprovados, os que não ou desistem ou tem de tentar novamente.

Se seu objetivo for realmente fazer medicina, não fique tão focada nas dificuldades, mas sim no seu objetivo e em sua recompensa. Se você se decidir por fazer cursinho novamente e continuar com estes obstáculos em sua mente tornará seu ano muito mais penoso. Portanto, se escolher fazer mais um ano de cursinho, veja isso como mais um passo para atingir seu objetivo.

Muitas pessoas fracassaram muitas vezes até conseguirem seus objetivos. Thomas Edson, Abraham Lincoln, Newton... A lista é imensa. A diferença é que eles persistiram apesar das aparentes derrotas e com o tempo, dedicação e persistência, superaram os obstáculos e atingiram seus objetivos.

Pense que agora você está mais próxima da sua faculdade de medicina.

Não desanime, este pode ser o seu ano. Persista e um dia a vitória será alcançada.

Por: Linda Batista