Aditamento é o procedimento de renovação do contrato de financiamento do FIES, que deve ser realizado todo semestre.

Por meio da renovação, o aluno confirma que está utilizando os benefícios do financiamento. O processo de aditamento é conduzido pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), e ocorre em cada instituição de ensino dentro de determinado período.

O prazo para solicitação do aditamento é definido pela própria faculdade, porém as regras são estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

Saiba o que é o aditamento do FIES, como funciona e qual o prazo para fazer o aditamento do FIES em 2020.

O que é o aditamento FIES 2020

O aditamento FIES 2020 é a renovação do contrato que é realizada todo semestre. Ou seja, o estudante que deixa de fazer o aditamento do FIES está informando à instituição em que estuda, como também ao agente financeiro, que não precisa mais do financiamento realizado pelo programa.

Porém, se o financiamento ainda é necessário, é imprescindível que se faça o aditamento para que se possa dar continuidade aos estudos com toda a tranquilidade necessária.

Mas, para isso, é preciso que os pagamentos estejam todos quitados, pois, se houver alguma pendência, o aditamento não pode ser realizado.

Agora, se os boletos do FIES estão em dia, o aditamento pode ser realizado de duas formas: simplificada e não simplificada.

Aditamento simplificado

Não há alteração de cláusulas no contrato do financiamento. Ele é renovado exatamente nas mesmas condições do semestre anterior.

Para fazer o aditamento simplificado, é preciso dirigir-se pessoalmente à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição e solicitar o aditamento do contrato para que o próprio CPSA entre com o devido pedido de renovação.

Em seguida, é preciso esperar a liberação da sua renovação, cujo comunicado deverá ser feito por e-mail. A mensagem enviada irá constar que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) informa que você poderá realizar seu aditamento.

Para fazer isso, você deverá acessar o site do SisFIES 2020, informar seu CPF e sua senha. Você terá acesso a todas as informações importantes sobre seu contrato, como aditamentos disponíveis.

Justamente nesse bloco será disponibilizado o novo contrato. Clique sobre ele e confira as informações apresentadas. Se tudo estiver correto, é só confirmar, imprimir e levar o documento até a CPSA da sua faculdade.

Por fim, será preciso requerer o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM) assinado pelo presidente ou pelo vice da CPSA.

Aditamento não simplificado

Esse tipo de aditamento deve ser realizado quando surge algum tipo de alteração nas cláusulas contratuais do financiamento.

Nesse caso, é preciso proceder da seguinte maneira:

Confirmar os dados no SisFIES 2020 e se dirigir até a CPSA para obter o DRM. A seguir, deve-se ir até a agência bancária onde o contrato foi assinado, juntamente com o seu fiador, e apresentar novos documentos exigidos no processo para que a situação do contrato seja regularizada.

É obrigatório fazer o aditamento FIES 2020?

Sim. Estudantes que obtiveram o financiamento do ensino superior pelo FIES precisam fazer o aditamento semestralmente, seja o simplificado ou o não simplificado.

Não fazer o aditamento dentro do prazo estipulado pelo FIES implica em grandes chances de perda do financiamento estudantil, fazendo, assim, com que o beneficiário pague a mensalidade integral estipulada pela instituição de ensino.

Prazo para fazer o aditamento FIES 2020

O Ministério da Educação (MEC) deixa estipulado quando serão realizados os aditamentos, ano a ano.

No primeiro semestre do ano, o processo de aditamento deverá ocorrer entre o primeiro dia de dezembro do ano anterior e o último dia de março do ano corrente.

Ou seja, ocorre entre os dias 1º de dezembro e 31 de março.

No segundo semestre, a renovação do contrato do FIES é realizada entre o primeiro dia de julho e o último dia de agosto.

Ou seja, ocorre entre os dias 1º de julho e 31 de agosto.

Lembrando que, caso você perca os prazos, o seu financiamento estudantil é cancelado automaticamente.

Como funciona o FIES?

Em geral, o FIES abre inscrições duas vezes ao ano.

Para participar do processo seletivo, o candidato precisa ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, tido um desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas objetivas do Enem e não ter zerado a redação. Além disso, é preciso se encaixar em determinado perfil de renda familiar.

A dívida só começa a ser cobrada após a formatura.

Onde estudar com o financiamento do FIES

Você sabia que apenas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC) podem participar do FIES? Conheça algumas dessas instituições que participam do programa do governo. 

Nesta lista, você ainda verá faculdades que possuem programas próprios de financiamento, além de oferecerem bolsas de estudos e descontos nas mensalidades: 

Veja também:

Saiba qual é a nota de corte do Fies 2020


E aí, ficou alguma dúvida sobre como fazer o aditamento do FIES? Deixe seu comentário aqui embaixo!