Uma das grandes vantagens de fazer o Enem é poder tentar, sempre que quiser, uma vaga no ensino superior.

O FIES é um desses programas de acesso à faculdade que usa a nota do Enem como critério de classificação. Quem consegue o financiamento pode estudar com total tranquilidade, sabendo que só começará a pagar as parcelas do crédito estudantil depois da formatura, e com juros bem abaixo dos praticados pelo mercado.

Mas um benefício tão grande assim não vem de mão beijada. É preciso entrar na batalha por um lugar ao sol. E nessa corrida, uma boa nota no Enem conta muito a favor.

A seguir, descubra como funciona o FIES 2021 e o que fazer para assegurar sua vaga!

Como funciona o FIES 2021

O FIES é um programa de crédito estudantil que visa ampliar o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior.

Para você ter uma ideia de como funciona o processo seletivo, a gente preparou alguns tópicos essenciais.

Vamos lá:

1. Vai ter FIES em 2021?

Apesar da pandemia de covid-19, que bagunçou todo o calendário universitário, o FIES vai acontecer em 2021.

A primeira edição do ano aconteceu entre os dias 26 e 29 de janeiro e, excepcionalmente, aceitou apenas participantes que fizeram o Enem entre 2010 e 2019.

Quem pretende usar as notas do Enem 2020 na seleção vai ter de segurar a ansiedade até abril, quando acontece outra edição do programa.

No segundo semestre também haverá mais uma edição do FIES, a terceira e última de 2021.

Em todas elas, os critérios de participação são os mesmos. Confira a seguir.

2. Quem pode concorrer ao FIES 2021

Para se inscrever no FIES 2021 é necessário se encaixar em alguns critérios exigidos pelo MEC.

O primeiro deles é ter feito o Enem. O programa a nota de qualquer ano do exame, desde o de 2010 até o mais recente, contanto que o candidato atenda ao requisito de pontuação.

O segundo diz respeito à renda. Verifique essas condições no edital do FIES, no semestre em que você pretende participar, pois as regras às vezes mudam.

3. Quais são as datas do FIES 2021

Como a edição de janeiro do FIES 2021 já era, vamos às próximas.

É provável que o processo seletivo abra inscrição novamente em abril, já perto do meio do mês.

A data está vinculada aos resultados do Enem 2020, que devem ser divulgados a qualquer momento partir do final de março. O FIES deve começar depois do Sisu e do ProUni.

Antes disso, a partir da segunda quinzena de março, o edital do programa já estará disponível.

O FIES do segundo semestre de 2021 ainda não tem data definida.

4. É difícil conseguir vaga no FIES 2021?

Conseguir vaga no FIES 2021 depende de dois fatores: o curso que você quer fazer e a nota que você tem no Enem.

Graduações muito caras ou muito procuradas (ou ambas), como é o caso, por exemplo de Medicina, Odontologia e Engenharia, podem às vezes exigir pontuação acima de 700 pontos.

Em outras, como os tecnólogos e os cursos de licenciatura, é possível passar com a nota mínima exigida para participação, que é de 450 pontos.

Os cursos de concorrência intermediária pedem notas que variam de 550 a 630 pontos.

5. Como é a seleção do FIES 2021?

A seleção do FIES é automática e toda feita pelo site oficial do programa.

Os candidatos têm quatro dias para escolher até três cursos disponíveis no sistema e mudar as opções sempre que a nota de corte subir mais do que o esperado.

Os resultados saem na segunda-feira seguinte, em chamada única.

Quem for aprovado terá de correr para providenciar documentos necessários e ir ao banco abrir o financiamento.

Quem não passar vai automaticamente para a lista de espera. Nesse caso, é preciso acompanhar o site do FIES diariamente por algum tempo, uma vez que é possível ser convocado até 45 dias depois da divulgação dos resultados.

6. O que fazer se não passar no FIES 2021

Vale sempre lembrar: quem não conseguir se dar bem no FIES de abril de 2021 ainda poderá tentar vaga na edição do segundo semestre.

E se ainda assim a vaga não vier, dá para buscar algumas alternativas.

Uma delas é o ingresso direto em faculdades privadas com a nota do Enem. Nesse sistema, o candidato só precisa informar as notas obtidas em qualquer edição a partir de 2010 para garantir o acesso à vaga. Não tem vestibular nem qualquer requisito de renda envolvidos. E se o bolso estiver apertado, ainda há alternativas bem interessantes. Uma vez dentro da faculdade, o aluno pode sair em busca de uma bolsa parcial que ponde render um desconto de mais de 70% em cima do valor das mensalidades.

Em 2021 também teremos duas edições do Sisu, para quem sonhe em entrar numa universidade pública, e duas edições do ProUni, programa que concede bolsa de estudos em faculdades particulares.

7. As melhores faculdades do FIES 2021

Toda faculdade presente no FIES é boa. Está na lei: só podem participar do programa instituições com boa avaliação geral junto ao MEC.

Mas algumas são melhores que outras, por alguns motivos simples: têm mais relevância no mercado de trabalho, oferecem um sistema diferenciado de ensino e dispõe de cursos em diversos formatos.

Abaixo, a gente lista algumas faculdades que, além de estar presentes no FIES, também podem ser encontradas no ProUni ou pelo ingresso direto.

Conheça:

Veja também:

Conheça todos os cursos que aceitam o Fies

Tirou todas a suas dúvidas quanto ao FIES 2021? Conte para a gente nos comentários!