O estudantes que quiserem pedir o FIES em 2015 têm até o dia 30 da abril para dar entrada no sistema, mas poucos estão conseguindo se inscrever.

Para quem vai renovar o contrato do FIES, o prazo foi prorrogado até o dia 30 de junho.

O MEC informou que, por causa da quantidade de acessos, o site do FIES está “instável”.

Entenda o que está acontecendo com o site do FIES e por que está tão difícil conseguir fazer a inscrição.

O FIES está fora do ar?

Para se adaptar às novas regras do FIES, que exigem um desempenho mínimo no Enem de 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na redação, o sistema para solicitação do Programa de Financiamento Estudantil do Governo Federal ficou fora do ar nas primeiras semanas do ano.

De acordo com o MEC, a página do FIES voltou a funcionar no dia 23 de fevereiro. No entanto, muitos estudantes não estão conseguindo fazer a inscrição para o Financiamento Estudantil.

Em reportagens veiculadas no Jornal Nacional, Bom Bia Brasil, Portal G1 e Estadão, entre outros, candidatos ao FIES relatam problemas para acessar o sistema e concluir a inscrição. Entre as principais queixas, estão:

  • Erros na página impedindo o acesso com o CPF.
  • O sistema cai antes de concluir a inscrição.
  • O sistema avisa que o limite de financiamentos para aquela instituição já foi atingido.
  • A página não carrega o próximo passo e o estudante precisa recomeçar todo o processo.

A informação oficial do MEC é que o site do FIES ficou fora do ar para manutenção e está disponível desde o dia 23 de fevereiro, apresentando “instabilidade”. 

O que fazer para conseguir concluir a inscrição do FIES?

Apesar dos problemas, é possível fazer a inscrição do FIES. De acordo com relatos dos estudantes que conseguiram se inscrever, foi necessário fazer várias tentativas e passar algumas horas “de plantão” na página do FIES para concluir o processo.

Aos poucos, o MEC está divulgando os critérios para a distribuição de financiamentos do FIES e já sinalizou que, por causa do corte no orçamento, é provável que o número de novos contratos do FIES em 2015 seja menor do que nos anos anteriores.

Em nota oficial, o Ministério salientou que “utiliza critérios de qualidade, distribuição regional e disponibilidade de recursos para liberar os financiamentos, e nos casos de cursos com nota 5 (avaliação máxima), serão todos oferecidos. Nos cursos com notas 3 e 4 são considerados alguns aspectos regionais, como cursos e localidades que historicamente foram menos atendidos”.

Com isso, quanto melhor for a avaliação do curso, maiores as chances de conseguir o FIES.

Veja algumas instituições que obtiveram nota máxima em pelo menos um dos critérios avaliados pelo MEC: Conceito do Curso (CC), Conceito Preliminar do Curso (CPC) e Enade.

Dicas para conseguir fazer a inscrição do FIES

Você conseguiu se inscrever no FIES? Conte como driblou a instabilidade do sistema e compartilhe suas dicas com outros estudantes aqui nos comentários!

Veja também:

Novas regras do FIES em 2015

*Artigo atualizado em maio de 2015.