O que é o Fies? 

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa criado pelo MEC em 2001 para ajudar quem quer cursar o ensino superior em uma instituição particular e não tem como pagar. 

É um financiamento que existe para que o estudante possa arcar com os custos da mensalidade somente após concluir o curso. 

A boa notícia é que, desde o segundo semestre de 2019, o estudante que tenha uma renda familiar mensal de até 3 salários mínimos por pessoa tem taxa real zero de juro.

Isso significa que você pode realizar todo o curso superior e, quando começar a pagar as parcelas, não haverá juros nesse valor, o que ajuda bastante na hora de honrar o compromisso. 

Como funciona o Fies? 

O programa tem como principal foco ser um incentivo para que o aluno possa seguir seu curso sabendo que terá um auxílio para arcar com as despesas de mensalidade.

O Fies funciona da seguinte forma: o estudante precisa pagar, mensalmente, um valor de coparticipação que diz respeito à parcela dos encargos educacionais que não está financiada. 

Depois que o curso já estiver concluído, o aluno realizará o pagamento do saldo restante (conhecido como amortização do saldo devedor) de acordo com suas possibilidades financeiras.

 

Isso significa que a parcela a ser paga (amortizada) será calculada de acordo com a renda do ex-aluno. No caso de o beneficiado ter se formado e ainda não ter conseguido uma renda ele fará somente o pagamento mínimo. 

Como se inscrever no Fies

Para se inscrever no processo seletivo do Fies o estudante precisa ter participado de alguma edição do Enem a partir de 2010, ter tirado nota igual ou superior a 450 na somatória das provas e nota superior a 0 na redação. 

Além disso, é preciso comprovar uma renda familiar mensal bruta de até 3 salários mínimos por pessoa. 

Desde 2019 também é possível concorrer ao P-Fies, com os mesmos critérios relativos ao Enem, além da comprovação de renda familiar bruta mensal, por pessoa, de 3 a 5 salários mínimos. 

E atenção: é muito importante que o estudante tenha todos os documentos de comprovação de elegibilidade para participar do processo seletivo para não correr o risco de ficar sem a vaga. 

Isso significa que não basta se inscrever para participar, precisa comprovar toda a documentação que é exigida como obrigatória pelo edital. 

E por falar em edital, fique atento ao período de inscrição. O processo seletivo do Fies acontece duas vezes ao ano, normalmente nas últimas semanas dos meses de janeiro e de julho. 

Passo a passo para realizar a inscrição 

Para participar do processo seletivo do Fies você precisa obedecer aos seguintes passos: 

  • Acesse o sistema Fies e clique em "minha inscrição".
  • Em seguida, clique em "primeiro acesso".
  • Insira seu CPF e data de nascimento.
  • Aguarde até que o sistema identifique sua participação no Enem.
  • Em seguida, insira um e-mail para receber o link de ativação do cadastro.
  • Acesse seu e-mail e ative o link (se não recebê-lo, confira a caixa de spam).
  • Retorne ao sistema do Fies e clique na opção "já sou cadastrado".
  • Insira seu CPF e sua senha.

Agora que você acessou o sistema, é preciso preencher os dados solicitados, inclusive com as informações sobre os membros da família. 

Na aba "grupo familiar" é fundamental que você informe os dados dos membros acima de 14 anos, como o CPF, por exemplo. 

Se algum campo obrigatório deixar de ser preenchido você será informado por mensagens nas cores amarelas e vermelhas.

Depois de tudo certo e preenchido, marque o grupo de preferência para sua seleção e opte por até 3 opções de curso com vagas disponíveis para o grupo que você escolheu. 

Posso fazer o Fies com o nome sujo? 

Uma das boas novidades do Fies é que o aluno que está com “nome sujo” (restrição de crédito) pode fazer o Fies com o Fundo de Operações de Crédito Educativo (o Fgeduc). 

Esse fundo funciona como um fiador, uma garantia para os contratos dos estudantes que são beneficiados pelo ProUni com bolsas parciais e também para estudantes com renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo. 

Com o Fgeduc, o estudante não precisa contar com um fiador, que nem sempre é fácil de conseguir, e ainda tem a oportunidade de realizar o curso com mais tranquilidade. 

Universidades e faculdades com vagas para o Fies

Selecionamos para você algumas faculdades que participam do Fies. Os cursos que são contemplados e as vagas disponíveis podem mudar a cada edição, por isso fique atento às seleções. 

Além disso, algumas instituições também oferecem bolsas de estudo com descontos progressivos pelas notas do Enem, por mérito acadêmico ou parcerias. 

Veja também: 

Descubra o que acontece se não pagar o Fies

Descubra como usar o Fies para pagar a faculdade

Deixe um comentário relatando se você já solicitou o Fies e como foi a experiência!