Estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem buscar) encontraram um acesso irregular no banco de dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) e conseguiram baixar o boletim de desempenho. O caminho foi encontrado por meio dos links para as notas dos anos anteriores. No entanto, de acordo com o Inep, as pontuações são falsas e fazem parte apenas de um banco de testes.

A assessoria de imprensa do órgão informou que houve um acesso irregular aos dados e que ele leva a notas incorretas. Alunos que conseguiram o acesso baixaram boletins que contêm erros de percentuais e de notas. Até um vídeo foi lançado no Youtube ensinando a acessar os dados.

Fabrício Silva Pires de Camargo, de 19 anos, estudante de Ribeirão Preto, em São Paulo, foi um dos que baixaram o boletim. O documento que o jovem obteve continha sua nota, mas o percentual de acertos estava equivocado. "Entrei pelo link de acesso às notas dos anos anteriores", conta. "No Orkut [um dos sites de relacionamentos mais utilizados no país], várias pessoas alegam erros na nota", diz.

O Inep retirou do ar o acesso ao banco de dados com erros. Segundo a assessoria de imprensa, os resultados individuais serão divulgados na sexta-feira (23). Os candidatos receberão o boletim de desempenho pelos Correios, mas também poderão consultar os dados individuais no site.

A prova

A prova foi aplicada no dia 26 de agosto e registou 23,4% de abstenção. Na prática, isso significa que dos 3.580.667 alunos inscritos para fazer a prova em 2007, 2.742.548 compareceram e 838.119 deixaram de fazer o exame. Na edição de 2000, dos 390.180 inscritos, apenas 9,7% não fizeram a prova.

ProUni

O Enem é requisito obrigatório para quem quer tentar bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni), do Governo federal. É preciso o aluno ter média da prova objetiva e da redação de no mínimo 45 para poder pleitear vaga no programa. Como a concorrência é grande, quanto maior for a nota do candidato, maior a chance de ele conseguir uma bolsa.

O programa dá bolsas totais e parciais, de 50% ou 25% do valor da mensalidade, para estudantes de baixa renda que não tenham formação em curso superior. A bolsa integral é dirigida a estudantes que possuam renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 570). Já a parcial, é para aqueles que tenham renda familiar, per capta, de até três salários mínimos (R$ 1.140).

Há ainda uma bolsa que paga 25% da mensalidade do curso para alunos cuja renda da família seja de até três salários mínimos por pessoa, e que cursem graduações com mensalidade no valor máximo de R$ 200.

As inscrições para o processo seletivo do ProUni, do primeiro semestre de 2008, devem ser feitas na página do programa na internet a partir desta segunda-feira (26). No ato da inscrição, o candidato pode escolher até sete opções de instituições de ensino superior, cursos e turnos, dentre as disponíveis conforme o perfil sócioeconômico da pessoa.

Por: G1 - Simone Harnik