A Universidade destinará 440 vagas para atender as demandas do

Planejamento Territorial Participativo (PTP) e 1.210 para os cursos da

Universidade Aberta do Brasil (UAB), na modalidade ensino a distância.

Ao todo, 20 municípios serão contemplados. Provas acontecem dia 04 de

outubro. As inscrições para os Processos Seletivos Especiais 2009 da

Universidade do Estado do Pará (UEPA) abrem nesta quarta-feira, 26.

No

total, 440 vagas são destinadas às demandas do Planejamento Territorial

Participativo (PTP), que atenderá nove municípios com cursos de

licenciatura, e outras 1.210 são referentes ao convênio firmado com a

Universidade Aberta do Brasil (UAB), que chegará a 12 municípios

paraenses com cursos de licenciatura na modalidade a distância. Os

candidatos terão até 7 de setembro para efetuar as inscrições, feitas

somente pela internet.

A taxa de inscrição é de R$ 50 e deve ser paga

em qualquer agência bancária até 8 de setembro. A homologação será

realizada pela Diretoria de Acesso e Avaliação (DAA) de 26 de agosto a

10 de setembro. O candidato deverá acessar o site da UEPA de 21 a 22 de

setembro para imprimir o cartão de confirmação de inscrição. As provas

serão realizadas dia 04 de outubro, das 8 às 13 horas, nos locais

especificados no edital.

Pelo PTP, serão contemplados os municípios de

Acará, Anapu, Curuçá, Mãe do Rio, Novo Repartimento, Ponta de Pedras,

Rondon do Pará, Santa Bárbara e Xinguara. Os cursos funcionarão em

regime presencial, nos meses de janeiro, fevereiro e julho, contando

com até 20% de carga horária a distância. Pela UAB, serão contemplados

os municípios de Altamira, Barcarena, Belém, Bragança, Cachoeira do

Arari, Igarapé Miri, Itaituba, Jacundá, Marabá, Pacajá, Ponta de Pedras

e São Sebastião da Boa Vista. Os cursos funcionarão na modalidade a

distância, com 20% da carga horária na modalidade presencial.

"A UEPA

além de atender demandas regionais utilizando os recursos oriundos do

Tesouro Estadual também precisa captar recursos externos provenintes de

outras fontes estaduais e federais, para cumprir sua missão de formar

profissionais qualificados. Principalmente para preencher a enorme

demanda de formação de professores para a educação básica", explicou o

Pró-Reitor de Graduação da UEPA, professor Ruy Guilherme de Almeida.

Programas A Universidade Aberta do Brasil (UAB), criada em 2005 pelo

Ministério da Educação, tem como prioridade formar professores para

atuar na educação básica e, por meio da educação a distância, promover

o acesso ao ensino superior para camadas da população excluídas do

processo educacional. Do total de vagas para a UAB, 60% serão

destinadas a professores que já trabalham em escolas estaduais e

municipais e que não possuam formação superior. As demais vagas serão

destinadas a candidatos sem vínculo com o ensino público e sem formação

superior.

O incremento de vagas para atender as demandas do

Planejamento Territorial Participativo (PTP), criado pelo Governo do

Estado, consolida a presença da UEPA nas diversas regiões de integração

do Pará, em municípios onde não há campus da universidade. Faça sua

inscrição aqui.