Por meio de convênio firmado com as três

universidades estaduais paulistas – Unesp, USP e

Unicamp –, o Governo do Estado de São Paulo oferecerá cursos de

pós-graduação lato sensu aos professores da rede estadual de

ensino.

O decreto que institui a Redefor (Rede São Paulo de Formação

Docente), responsável pelo programa, foi assinado ontem (29/03) pelo

governador José Serra, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O

reitor da Unesp, Herman Jacobus Cornelis

Voorwald, destacou a importância da união das três

instituições universitárias em prol da melhoria da educação básica.

A Redefor

oferecerá cursos de especialização a distância com atividades

presenciais para 30 mil professores da rede pública de 2010 a 2012.

Serão 16 cursos com carga horária de 360 horas, no âmbito da Escola de

Formação e Aperfeiçoamento dos Professores do Estado de São Paulo, da

Secretaria da Educação.

A meta é contemplar as 13 disciplinas

dos currículos do segundo ciclo do Ensino Fundamental (5ª a 8ª séries) e

do Ensino Médio. O programa também oferecerá especialização em Gestão

da Escola para os diretores, Gestão de Currículo para

professores-coordenadores e Gestão da Rede Pública para supervisores de

ensino. O investimento estimado é de cerca de R$ 109 milhões.

De

acordo com o secretário da Educação, Paulo Renato Souza, a Redefor é uma

rede de aperfeiçoamento do professor já em exercício com cursos

preparados por instituições de excelência. O presidente do Cruesp

(Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas) e reitor da

Unicamp, Fernando Ferreira Costa, lembrou que Unesp, Unicamp

e USP  produzem cerca de 50% da pesquisa relevante do país.

Para

João Cardoso Palma Filho, professor do Instituto de Artes da Unesp

e presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Estadual de

Educação, o convênio com a Redefor é mais uma boa oportunidade para as

universidades contribuirem com a formação dos professores paulistas.

Previstos

em duas etapas, os cursos terão início já no segundo semestre de 2010. A

etapa 2010-2011 prevê a capacitação de 10 mil professores. Os demais

serão contemplados na etapa 2011-2012. 

A Unesp

oferecerá 5.750 vagas em cursos de especialização para professores de

Língua Inglesa, Filosofia, Arte, Química e Geografia, sendo 1,8 mil na

primeira etapa. A Unicamp disporá de 12.050 vagas em cursos de Língua

Portuguesa, Matemática, Física, História e Educação Física, das quais

4.050 na primeira fase. A USP ministrará cursos em Ciências, Biologia e

Sociologia, além das especializações em Gestão. Na primeira etapa a USP

oferecerá 4.060 vagas. Os critérios para seleção serão divulgados por

meio de resolução que será publicada no Diário Oficial do Estado.