Iniciaram, nesta sexta-feira, as aulas da primeira turma do polo da

Universidade Aberta de Blumenau (UAB). São 46 educadores que após cinco

meses de estudos receberão certificado de conclusão do curso Gênero e

Diversidade na Escola.

A inauguração do polo, que fica na Alameda Rio

Branco, foi oficializada em uma cerimônia que contou com representantes

do governo estadual e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Outros cursos estão com inscrições abertas. O Sistema Universidade

Aberta do Brasil foi criado pelo Ministério da Educação em 2005 e

funciona com o apoio de pontos chamados Polos de Apoio Presencial.

São

espaços físicos mantidos por municípios ou governos estaduais que

oferecem infraestrutura física, tecnológica e pedagógica.

A prioridade

é formar professores para a Educação Básica. Em Blumenau, o polo é

resultado de parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Regional e

UFSC. Para ingressar no sistema UAB, o processo de seleção segue o

modelo tradicional dos cursos de graduação presenciais: os candidatos

têm de ter concluído o Ensino Médio e prestar vestibular.

A realização

das provas fica a cargo das instituições públicas de ensino superior.

Alunos formados em cursos de graduação, na modalidade a distância,

terão direito a diploma equivalente ao dos cursos de graduação

presenciais.