O secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio, apresentou no Distrito Industrial de Santa Cruz,

Zona Oeste da capital, o projeto arquitetônico do campus do Centro

Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo).

O projeto do campus da

Uezo é do arquiteto Paulo Casé. O terreno, que foi doado pela Codin,

tem 132 mil m² e fica na Avenida Brasil, nº 45.825, no Distrito

Industrial de Campo Grande.

Na primeira fase, serão construídos 16 mil

m² de salas e laboratórios, além da urbanização do terreno, com um

investimento de R$ 40 milhões. A Faperj já liberou R$ 1,06 milhão para

o licenciamento do empreendimento, o

que será feito pela Empresa de Obras Públicas (Emop). A previsão é de

que até o segundo semestre de 2013 a primeira fase das obras esteja

concluída.

Não está incluída, nesta etapa, a

construção de alojamentos e laboratórios para cursos ainda não

previstos. Ao todo, o projeto prevê 80 mil m² de obras, sendo 26 mil m²

de prédios e o restante de urbanização do terreno. A Uezo funciona,

atualmente, em parte do prédio do Instituto de Educação Sarah

Kubitschek, em Campo Grande.

A instituição oferece os cursos de

Tecnologia em Biotecnologia, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de

Sistemas, Tecnologia em Produção de Fármacos, Tecnologia em Processos

Metalúrgicos, Tecnologia em Polímeros e Tecnologia em Construção Naval.

A

duração dos cursos de graduação tecnológica é de três anos, A Uezo

também oferece os cursos plenos, com formação de bacharel e duração de

quatro anos, em Ciências Biológicas (modalidade Produção

Químico–Biológica), Ciência da Computação, Farmácia e Engenharia de

Produção.