Criado pelo governo federal em 2004, o Programa Universidade para Todos (ProUni) tem o objetivo de conceder bolsas de estudo parciais ou integrais aos alunos de baixa renda que não entraram na universidade pública nem podem bancar as mensalidades de uma faculdade particular.

Alunos e professores da rede pública, bolsistas integrais de colégios privados e pessoas com deficiência também podem participar do processo seletivo do ProUni 2020, cujas inscrições serão feitas de maneira totalmente informatizada.

Quem se enquadrar a algum desses públicos pode participar do ProUni tanto na modalidade de ampla concorrência ou pelo sistema de cotas. Saiba agora como funcionam as cotas do ProUni 2020 e tire suas dúvidas!

Quais são os tipos de cotas do ProUni 2020?

Como todos os anos, o ProUni 2020 terá vagas reservadas pelo sistema de cotas para pessoas que se autodeclararem:

  • Negras 
  • Pardas
  • Indígenas
  • Pessoas com deficiência

De acordo com o programa, o percentual de bolsas destinadas aos cotistas é igual ao de pessoas negras, pardas e indígenas de cada estado, segundo o censo mais recente do IBGE.

Como funcionam as cotas do ProUni 2020?

Assim como acontece na ampla concorrência, os candidatos que optarem pelo sistema de cotas do ProUni 2020 irão disputar a bolsa com outros cotistas que escolherem as mesmas opções de:

  • Faculdade 
  • Curso
  • Turno
  • Campus

É importante se manter atento às inscrições: isso porque as notas de corte das vagas reservadas por cotas muitas vezes são mais altas do que as de ampla concorrência. Assim, vale a pena verificar como anda a pontuação durante o processo seletivo.

O ProUni 2020 terá cotas para baixa renda? 

Não. Como o ProUni já é um programa voltado para alunos de baixa renda, as cotas são reservadas de acordo com critérios de raça/etnia e para pessoas com deficiência.

Pessoas de baixa renda que não se enquadrem nos grupos mencionados acima podem participar do ProUni 2020 na modalidade de ampla concorrência. Para isso, é preciso comprovar renda familiar mensal bruta de acordo com a bolsa desejada:

  • Bolsas integrais (100%): renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa. 
  • Bolsas parciais (50%): renda familiar de até três salários mínimos por pessoa.  

Quais são os documentos necessários para conseguir uma bolsa por cotas no ProUni 2020?

O aluno que for contemplado com uma bolsa de estudos pelo sistema de cotas do ProUni 2020 pelo critério de raça/etnia não precisa levar nenhuma comprovação, uma vez que o sistema funciona por meio da autodeclaração.

Candidatos com deficiência, para realizar a matrícula, devem apresentar laudo médico atestando o tipo e grau de deficiência, com o código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID).

Não é exigido dos candidatos nenhum comprovante durante o período de inscrições.

Quantas vagas do ProUni 2020 são reservadas para cotas? 

Não há um número fixo de vagas reservadas para cotas no ProUni 2020.

O percentual varia de acordo com:

  • A edição do processo seletivo (primeiro ou segundo semestre).
  • A quantidade de pessoas de cada etnia por região, de acordo com o censo mais recente do IBGE.

Quem pode concorrer a uma vaga reservada para cotas no ProUni 2020?

Para concorrer a uma vaga reservada para cotas no ProUni 2020, o candidato deve atender aos critérios de renda mencionados acima, ser pessoa com deficiência ou se autodeclarar negro, pardo ou indígena. Além disso, também é exigido que o aluno:

  • Tenha feito o Enem 2019 e alcançado nota mínima de 450 pontos, sem zerar a redação.
  • Não tenha diploma de ensino superior.
  • Tenha cursado todo o ensino médio em escola pública ou em escola particular como bolsista integral.

Professores que atuam efetivamente na rede pública podem concorrer a uma bolsa do ProUni sem a necessidade de comprovação de renda.

Quais faculdades participantes do ProUni 2020 aceitam a nota do Enem como forma de ingresso?

Para oferecer vagas pelo ProUni, as faculdades privadas precisam ser reconhecidas e bem avaliadas pelos rigorosos critérios do Ministério da Educação.

Pensando nisso, selecionamos algumas boas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos superiores presenciais e a distância e que participam do ProUni.

Além disso, todas elas também trabalham com o sistema de ingresso direto, no qual você pode se matricular com a nota do Enem, sem precisar prestar vestibular. Conheça:

As faculdades listadas acima oferecem ainda seus próprios programas de bolsas de estudo, financiamentos e descontos especiais.

Veja mais:

Principais bolsas de estudo oferecidas pelo governo e instituições

ProUni vale para EAD?

Pretende participar do sistema de cotas do ProUni 2020? Conte para a gente nos comentários qual curso pretende fazer!