Conseguir uma bolsa de estudos do ProUni é uma vitória e tanto.

Com a concorrência lá nas alturas, só passa no processo seletivo tem que tira um notão no Enem.

Mesmo com bolsa, nem sempre dá para continuar no curso escolhido e os alunos acabam pedindo transferência, por diversos motivos.

Às vezes a graduação ou a faculdade não correspondem ao esperado; às vezes pinta uma mudança de cidade; às vezes é preciso trocar de turno e por aí vai.

Independentemente do motivo, é preciso fazer tudo com muita paciência e atenção aos detalhes para não perder o benefício.

A seguir, conheça faculdades que aceitam transferência de bolsa do ProUni.

É possível fazer transferência de bolsa do ProUni?

Sim, é possível fazer transferência de bolsa de estudos do ProUni.

Dá para mudar apenas o turno de estudos (de um curso noturno para um matutino, ou vice-versa) ou o campus, mas se mantendo na mesma faculdade.

Também dá para ser mais radical e mudar totalmente de curso ou de faculdade.

O processo, no entanto, é um pouco burocrático e vai exigir uma certa dose de paciência.

Veja o passo a passo a seguir.

Como fazer transferência de bolsa do ProUni

Antes de pensar em fazer transferência de sua bolsa, saiba quais são os impedimentos determinados pelo MEC:

  • Não dá para mudar o tipo de bolsa: é proibido transferir de integral para parcial ou vice-versa.
  • O MEC não vai aceitar que você se transfira para uma faculdade ou curso mal avaliado.
  • Quem teve a bolsa concedida por decisão judicial não pode pedir transferência.
  • Em caso de mudança de curso, a nova graduação não pode ter duração mais curta que a original (transferir de um bacharelado para um tecnólogo, por exemplo).

Se não há qualquer impedimento, então pode mandar ver.

  • Confira se a faculdade para onde você quer se transferir tem o curso que você deseja, participa efetivamente do ProUni e tem disponibilidade de vaga para transferência.
  • Veja se a nota que você tem no Enem comporta a entrada no curso desejado. Caso contrário, o MEC pode impedir a transferência.
  • Se estiver tudo certo, solicite a vaga e aguarde.

Se a nova faculdade conceder a vaga desejada, o estudante tem de pegar um documento chamado Termo de Transferência e Usufruto de Bolsa.

Com o papel em mãos, precisa se dirigir à secretaria da antiga faculdade e comunicar a intenção de se transferir.

Só depois disso é que dá para relaxar um pouco: o trâmite segue agora entre as duas faculdades.

Se a transferência der certo, o MEC irá descontar o tempo de bolsa já utilizado pelo estudante.

Nesse caso, fique ligado, pois se o novo curso for mais longo do que o atual, a bolsa só cobrirá o tempo original. O restante terá de sair do seu bolso!

É importante observar esse detalhe, por isso vamos repetir aqui: se o curso de destino for mais longo do que o de origem, o estudante terá de bancar o restante das mensalidades com dinheiro do próprio bolso.

Se você sonha em fazer transferência para uma universidade pública, saiba que será preciso primeiramente passar por um processo seletivo de vagas remanescentes, normalmente bastante concorrido e com poucas vagas.

Depois, o candidato terá de abrir mão do ProUni, já que, por lei, não dá para estudar em instituição pública de ensino superior – independentemente se é federal, estadual ou municipal – e ainda manter a bolsa.

E se não der para transferir a bolsa do ProUni?

Se não der para transferir a bolsa, dá sempre para tentar vaga mais uma vez nos próximos processos seletivos.

Se você não tiver feito o Enem mais recente, pode participar de apenas dois: do FIES e do ingresso direto.

O FIES permite financiar os estudos a juros baixos e aproveitar o longo prazo de pagamento oferecido pelo governo federal. Dá para usar qualquer nota do Enem a partir de 2010.

O ingresso direto permite conseguir entrar na maioria das faculdades privadas só apresentando a nota do Enem, sem precisar fazer vestibular. Mas aqui o candidato tem apenas acesso à vaga, sem bolsa ou financiamento envolvidos.

Quem tiver feito a edição mais recente do Enem tem também a chance de participar do Sisu, programa que distribui vagas em universidades públicas.

Faculdades que aceitam transferência do ProUni

Você já viu que não dá para transferir seu curso para uma faculdade mal avaliada pelo MEC.

Isso é uma grande vantagem, pois garante que o aluno não vai ser transferido para uma instituição com qualidade inferior.

No entanto, o processo de transferência é complexo e exige um estudo apurado da oferta, das grades curriculares dos cursos oferecidos, das modalidades de ensino (o ProUni trabalha com cursos presenciais e a distância), da infraestrutura da nova faculdade, da qualidade dos laboratórios e muito, muito mais – e, ao final de tudo, ainda garantir que a bolsa de estudos seguirá firme e forte, sem prejuízos!

A gente selecionou algumas faculdades participantes do ProUni, presentes na maioria dos estados brasileiros, para onde você pode tentar sua transferência.

Conheça:

Veja também:

Quantos pontos preciso tirar no Enem pra conseguir o ProUni

Está pensando em transferir seu curso? conte para a gente nos comentários!