Todos os anos, milhões de estudantes e egressos do ensino médio fazem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que pode colocá-los em universidades públicas e privadas de todo o país.

O Enem é obrigatório para os programas Sisu, Prouni e Fies. Algumas universidades também consideram a nota do exame para complementar a nota do vestibular.

O Sisu é o programa pelo qual o candidato pode ingressar nas universidades públicas, o Prouni é a seleção para bolsas em universidades privadas e o Fies é o financiamento estudantil.

Por esses motivos, é fundamental conseguir uma boa nota no Enem. Para você que está se preparando, temos dicas valiosas, que podem ajudar com o seu desempenho. Quer saber?

Dicas para o Enem: como se preparar para o exame

Vamos separar as dicas para o Enem em duas partes. A primeira está relacionada à redação e a segunda ao estudo e revisão das disciplinas.

10 dicas de como ir bem na redação do Enem

Dicas para quando você estudar para a redação

1. Você deve conhecer as cinco competências do Enem:

  • Competência 1: domínio da norma padrão da língua escrita, com relação à ortografia, regência, concordância e semântica. O que é avaliado aqui:

    • Ortografia e regras gramaticais

    • Uso de maiúsculas e minúsculas e divisão silábica

    • Diferença de uso entre o padrão oral e escrito

  • Competência 2: compreensão da proposta da redação e aplicação de conhecimentos. O que é avaliado:

    • Se o texto está estruturado como dissertativo

    • Conhecimentos em áreas diversas, como Biologia, Geografia, Cinema etc.

  • Competência 3: argumentos, fatos, opiniões e informações bem organizados. O que é avaliado:

    • O sentido entre as partes do texto

    • Ordem lógica entre as ideias apresentadas

    • Coesão e coerência

  • Competência 4: conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à criação de um texto dissertativo-argumentativo. O que é avaliado:

    • Estruturação dos parágrafos: uma ideia principal que desencadeia várias outras.

    • Uso de referências: dados, coisas, lugares, pessoas citados anteriormente retomados por meio de pronomes, artigos e advérbios.

  • Competência 5: elaboração de intervenção ou proposta para o problema levantado. O que é avaliado:

    • Detalhamento dos instrumentos que possibilitam a solução do problema/proposta.

    • A possibilidade de execução: foi apresentada uma solução viável?

    • Respeito aos Direitos Humanos.

2. Faça redações frequentemente, como forma de treinamento. Uma por semana, por exemplo. Depois de fazê-la, verifique se você atendeu às cinco competências. Caso seja possível, peça que outra pessoa revise suas redações. Lembre-se também de cronometrar o tempo, porque no dia da prova você divide o tempo entre a redação e outras disciplinas.

Dicas para o dia da redação

3. Leia com muita atenção a proposta de texto

4. Dê atenção também à leitura dos textos motivadores

5. Faça um planejamento do seu texto

6. Sempre utilize o rascunho, não se aventure a fazer o texto direto na folha de redação

7. Apresente suas ideias e defenda suas opiniões (considere as dicas das competências)

8. Dê um fechamento para o seu texto (considere as dicas das competências)

9. Jamais copie frases ou trechos dos textos motivadores

10. Faça uma revisão do seu texto

Atenção: erros que podem anular a sua redação

  • Fugir do tema proposto

  • Texto sem relação com o assunto do enunciado

  • Não fazer uma dissertação argumentativa

10 dicas para se dar bem na prova do Enem

1. Quando estiver estudando, utilize todos os recursos possíveis para assimilar os conteúdos, sempre optando pela forma como você melhor aprende:

  • Resumos

  • Flashcards

  • Mapas mentais

  • Gravações e anotações

  • Cartazes etc.

2. Fazer provas de edições anteriores do exame. Isso ajuda a acostumar com o tipo de avaliação, tipo de questões cobradas e o tempo para a realização da prova.

3. Com relação ao tempo, o ideal é cronometrá-lo. Afinal, são 90 questões para fazer em 4h30 ou 90 questões mais uma redação em 5h30.

4. Tenha em mente que prova do Enem é também uma prova de resistência, de exaustão física. Isso também deve ser considerado quando você estudar em casa. Pode parecer estranho em um primeiro momento, mas eventualmente você precisa preparar seu corpo para tudo, inclusive o cansaço e desconforto físico. Exemplo: usar uma cadeira não tão confortável em alguns dias de estudo ou enfrentar a maratona de 4h30 ou 5h30 de estudos direto, de vez em quando.

5. Montar um cronograma com tudo que precisa para o dia da prova:

  • Material necessário: documento oficial com foto, cartão de inscrição no exame, caneta de tinta preta (com tubo transparente), água e lanchinhos.

  • Deslocamento até o local da prova - se for de transporte público, estudar bem os horários e dar margem para não correr o risco de chegar atrasado.

  • Roupa para o dia: optar por peças confortáveis, para se sentir bem à vontade.

6. Dar um tempo nos estudos antes do dia da prova. Isso mesmo. O que você tinha que aprender, aprendeu. Não vão ser dois ou três dias antes do exame que farão a diferença — pelo menos não no sentido de aprender. Esses dois ou três dias farão a diferença para o seu corpo e mente. Relaxe, descanse e renove suas energias para estar firme e forte no grande dia.

7. Nervosismo é normal e acontece com todo mundo. Na hora da prova não será diferente. Quando isso acontecer, feche os olhos, respire fundo e solte o ar devagar. Enquanto faz o exercício de respiração, lembre-se do motivo pelo qual está ali e do quanto se preparou para o momento.

8. Saia cedo de casa. Imprevistos à vezes podem acontecer e a melhor coisa é garantir que no horário marcado você estará lá.

9. Alimente-se antes da prova, nada de ir sem comer nada e se sentir fraco. Aposte em frutas, sucos e lanches leves. Opte por almoçar por volta de 11h.

10. Durante a prova, fique atento:

  • O caderno de Língua Estrangeira tem as opções de Inglês e Espanhol. Preste muita atenção para usar o idioma que você escolheu na inscrição.

  • Siga a sequência de questões, não perca tempo escolhendo. Caso você não saiba, pule para a próxima e, ao final, volte àquelas que deixou em branco. Caso volte e não consiga, opte pelo chute consciente. Tente encontrar a resposta por eliminação.

  • Leia bem as questões antes de respondê-las. Muitas vezes uma leitura muito rápida não deixa entender o enunciado. Leia com calma e entenda bem o que é pedido.

Onde utilizar a nota do Enem

Seguir as dicas para o Enem dadas ao longo do texto ajudará você a fazer uma boa prova e garantir uma boa nota.

Essa nota pode ser usada para você ingressar tanto em universidades públicas quanto em universidades privadas, como estas:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais

Todas têm cursos aprovados e reconhecidos pelo MEC e em modalidades diversas, que atendem a sua necessidade, seja qual for.

Leia também:

Como usar a nota do Enem para entrar na faculdade

É possível conseguir uma bolsa de estudos para o EAD?

Agora é com você! Está se preparando para o Enem e gostou de nossas dicas? Conte pra gente nos comentários!