Se você tem vontade de cursar um ensino superior, com certeza está ansioso para saber os detalhes acerca da inscrição para o Enem 2021, não é verdade? Bom, como esta avaliação acontece somente uma vez por ano, é bastante importante ficar de olho em algumas datas para não perder a oportunidade.

Por isso, a nossa equipe vai contar tudinho que você precisa saber, basta continuar a leitura!

Inscrição Enem 2021: Quando fazer?

A data para as inscrições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2021 abrange o período do dia 30 de junho até o dia 14 de julho, ou seja, são duas semaninhas para que você se inscreva com calma, mas não vai deixar tudo para a última hora, tá bom?

Onde fazer a inscrição para o Enem 2021?

Bom, para se inscrever no Enem 2021 e prestar a prova, é necessário efetuar a inscrição por meio do site do INEP (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), portanto, é tudo feito online! Você irá acessar uma espécie de formulário e preencher as informações de acordo com sua realidade. 

E atenção: neste momento, é importantíssimo que você seja verdadeiro e sincero, afinal, divergências nas informações fornecidas ao INEP podem te prejudicar futuramente ao assumir a vaga de graduação em instituições de ensino, sejam elas privadas ou públicas.

Veja o passo a passo para realizar a inscrição do Enem 2021:

  1. Acesse a página oficial do participante do Enem 2021 (enem.inep.gov.br/participante) durante o período de inscrição estipulado no edital;
  2. Na página do participante, resolva o desafio da imagem;
  3. Informe o número do seu CPF;
  4. Digite a data do seu nascimento;
  5. Clique em Iniciar inscrição;
  6. Informe o nome completo do seu pai. Se não quiser adicionar este dado, marque a caixinha Não quero declarar;
  7. Preencha os dados pessoais solicitados (sexo, cor/raça, estado civil e nacionalidade);
  8. Informe o estado e a cidade onde você nasceu;
  9. Digite o número do seu RG, o estado onde o documento foi emitido e o órgão expedidor;
  10. Digite o CEP do local onde você mora;
  11. Complemente as informações do seu endereço residencial;
  12. Informe se necessita de atendimento específico ou especializado e os recursos que precisará para os dias de provas. Preencha todos os dados solicitados pelo sistema e envie os documentos comprobatórios da sua necessidade;
  13. Escolha o idioma para a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol);
  14. Informe sua atual situação do ensino médio, qual tipo de escola frequentou e qual tipo de ensino (Regular, Educação Especial ou Educação de Jovens e Adultos);
  15. Responda honestamente às perguntas do questionário socioeconômico;
  16. Informe seus dados de contato (telefone fixo, celular e e-mail);
  17. Escolha entre o Enem Digital e o Enem Impresso e indique a cidade onde você irá realizar a prova;
  18. Envie uma foto atual e nítida (esta etapa é obrigatória);
  19. Revise todos os dados cadastrados e confirme sua inscrição;
  20. Em seguida, caso não tenha direito à isenção da taxa de inscrição, abra o arquivo do boleto e imprima-o para pagá-lo dentro do prazo.

Após realizar este passo a passo, é preciso validar a sua inscrição. Por isso, logo depois do preenchimento do formulário será gerado um boleto no valor de R$85 para pagamento. O não pagamento dessa taxinha invalida completamente sua inscrição, te desclassificando automaticamente do processo seletivo. Portanto, não se esqueça de pagar o boleto o quanto antes.

Como pedir isenção na inscrição do Enem 2021?

Alguns vestibulandos e vestibulandas não têm condições financeiras para arcar com a taxa de prova no valor de 85 reais. Afinal, este preço pode impactar na renda familiar ao fim do mês, além do mais, muitos alunos costumam prestar diversos vestibulares ao final do ano, ou seja, as isenções de taxa são sempre bem-vindas.

Para pedir a isenção da taxa do Enem 2021, é necessário solicitar abatimento do valor através do site do INEP. Entretanto, para ter direito a este benefício, é necessário corresponder a alguns critérios pré-estabelecidos. Que tal dar uma olhadinha  e ver se você se encaixa em algum destes perfis?

  • Ser um estudante, em 2021, que cursa a última série do ensino médio em uma escola pública declarada ao Censo da Educação Básica;
  • Ter feito todo o ensino médio em escola pública e ter renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo;
  • Ter realizado o ensino médio completo em uma escola privada como bolsista integral e ter renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo;
  • Estar inscrito no CadÚnico e declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda.

O que fazer com a nota do Enem 2021?

E aí, o que fazer depois da prova do Enem? Bom, muita gente chega até mesmo a achar que o Enem é um exame obrigatório para aqueles que terminaram de concluir o ensino médio. Entretanto, a realização desta prova é completamente opcional! Por isso, se você deseja obter o certificado de conclusão do ensino médio ou deseja cursar uma graduação em instituições públicas ou particulares de ensino, essa prova é para você.

No Enem, são cobrados conteúdos que foram aprendidos entre o primeiro e o último ano do ensino médio, além de uma redação com no máximo 30 linhas e na modalidade dissertação/argumentação.

Após a realização e correção das provas, o candidato ficará sabendo sua nota final. Em seguida, é o momento de decidir o que fazer com sua nota do Enem. Caso sua vontade seja entrar em universidades públicas federais ou estaduais, é possível concorrer a uma vaga por meio do SISU (Sistema único).

Mas, se você prefere universidades particulares, saiba que é super possível concorrer a uma vaga de graduação por meio do ProUni (Programa Universidade para Todos), o qual concede bolsas parciais – de 50% - ou totais, de 100%, em faculdades particulares.

Se ainda assim não foi possível aproveitar sua nota do Enem 2021 para o curso e faculdade escolhidos, existe ainda a possibilidade do FIES (Financiamento Estudantil). O FIES, assim como os dois acima citados, é um programa governamental, baseado na nota do Enem e que concede àqueles ingressantes no curso superior a possibilidade de financiar o valor total do curso.

Nenhuma destas opções deu certo? Calma que ainda tem jeito! Afinal, a gente está aqui para te motivar a nunca desistir dos estudos e permanecer em busca do sonho do diploma de curso superior, certo?

Bom, algumas faculdades particulares oferecem cursos reconhecidos pelo MEC (Ministério da Educação) e disponibilizam bolsas de até 100% com base na nota do Enem 2021. Não é o ProUni e sim um sistema de ingresso da própria faculdade.

Como exemplo, podemos citar instituições que oferecem essa possibilidade de forma presencial, como a Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)

Ou de forma online - se preferir, pode chamar de EAD (educação a distância)

E aí, o que você achou das nossas dicas? Conta aqui embaixo nos comentários!