Está querendo entrar em um curso de Engenharia de Alimentos e quer saber quais são as notas de corte para conseguir uma vaga nas principais universidades?

Já tem algum tempo que a alimentação das pessoas conta com profissionais dedicados a trabalhar com tecnologia para que a comida chegue de forma mais nutritiva e ecologicamente sustentável nos pratos da população.

O papel do engenheiro de alimentos é bastante relevante com todos os processos, por isso é uma carreira que atrai muita gente. Isso gera uma certa concorrência nas faculdades que oferecem o curso de Engenharia de Alimentos do Brasil.

Para ingressar pelos principais vestibulares do Brasil e pelos programas do governo que usam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio, os estudantes precisam se dedicar aos estudos para buscar a aprovação.

Confira a nota de corte e veja o quanto é preciso ir bem nas provas para entrar na faculdade de Engenharia de Alimentos. 

Qual é a nota de corte para Engenharia de Alimentos?

A Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA-USP), em Pirassununga, tem seu processo seletivo por meio da Fuvest.

Para que um candidato para o curso de Engenharia de Alimentos seja aprovado na primeira fase e avance para a segunda fase do vestibular, é preciso tirar pelo menos 33 pontos na prova objetiva da Fuvest 2020, realizada em 2019.

Qual a nota de corte para Engenharia de Alimentos no Sisu?

Para ingressar em uma faculdade pública, seja estadual ou federal, muitas vezes é necessário ser aprovado pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para se inscrever neste processo seletivo, o estudante usa a nota do Enem e estará apto a concorrer às vagas caso não tenha zerado na redação.

De acordo com a plataforma Quero Bolsa, as principais notas de corte para Engenharia de Alimentos nas vagas de ampla concorrência oferecidas pelo Sisu foram essas:

  • Maior nota de corte de Engenharia de Alimentos no Sisu: 792.32, na Universidade de São Paulo (USP)*
  • Menor nota de corte de Engenharia de Alimentos no Sisu: 563.13, na Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat)
  • Nota de corte média para o curso no Brasil: 656.06

*Além da Fuvest, a USP reserva vagas para ingresso também pelo Sisu.

Qual a nota de corte para Engenharia de Alimentos no Prouni?

O Programa Universidade para Todos (Prouni) oferece bolsas de estudo integrais (100%) e parciais (50%) em cursos de universidades particulares de todo o Brasil. 

Para se inscrever no Prouni, o estudante deve estar de acordo com os critérios socioeconômicos de seleção, ter tirado acima de 450 no Enem e não ter zerado na redação.

Abaixo, você vê as principais notas de corte para o curso de Engenharia de Alimentos para bolsas de ampla concorrência pelo Prouni:

  • Maior nota de corte para bolsas de 100% em Engenharia de Alimentos no Prouni: 617.74, no Centro Universitário Da Fundação Educacional De Barretos (Unifeb)
  • Maior nota de corte para bolsas de 50% em Engenharia de Alimentos no Prouni: 717.86, no Centro Universitário Regional Do Brasil (Unirb)
  • Menor nota de corte para bolsas de 50% de Engenharia de Alimentos no Prouni: 471.76, no Centro Universitário Fanor Wyden
  • Nota de corte média para bolsas de 50% de Engenharia de Alimentos no Prouni: 601.65

Qual a nota de corte para Engenharia de Alimentos no Fies?

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa que dá financiamento em faculdades privadas para que o aluno consiga custear as mensalidades ao longo e após a formação.

Para se inscrever no Fies, o candidato precisa ter tirado nota acima de 450 pontos no Enem e ter renda familiar de até três salários mínimos per capita.

Veja as notas de corte para Engenharia de Alimentos no Fies, de acordo com o Quero Bolsa:

  • Maior nota de corte de Engenharia de Alimentos no Fies: 619.00, no Centro Universitário Da Fundação Educacional De Barretos (Unifeb)
  • Menor nota de corte de Engenharia de Alimentos no Fies: 495.00, no Centro Universitário de Adamantina
  • Nota de corte média para o curso no Brasil: 553.87

Preciso ter feito o Enem para estudar engenharia?

Ter feito o Enem não é pré-requisito para entrar em uma faculdade. Há diversas faculdades que possuem seus próprios processos seletivos e contam com diversas formas de ingressar nas suas graduações de diversas engenharias.

Algumas faculdades, inclusive, oferecem bolsas de estudo que também não dependem do Enem ou da nota obtida no exame para que os alunos possam ingressar e começar os estudos.

Veja alguns exemplos dessas instituições:

Todas as faculdades acima possuem o certificado do Ministério da Educação (MEC), que autoriza o funcionamento dos cursos e dá validade ao diploma de ensino superior no mercado de trabalho.

Veja também:

Curso de Engenharia de Produção

E então, sua nota é suficiente para ser aprovado em Engenharia de Alimentos? Conte para a gente nos comentários abaixo!