A nota de corte de um curso representa a pontuação mínima que o candidato deve acertar na prova do vestibular ou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para passar para a próxima etapa de um processo seletivo.

Para quem está estudando e se preparando para prestar uma prova, conhecer a nota de corte pode ser bem útil, pois dá uma noção do quanto terá que se esforçar.

Medicina é tradicionalmente um curso bastante concorrido e por isso tem uma das notas de corte mais altas em universidades de todo o País.

Confira a nota de corte para Medicina nos principais vestibulares e também para conseguir uma vaga no Sisu, ganhar uma bolsa do ProUni e obter um financiamento do FIES!

Nota de corte para Medicina em vestibulares do Brasil

Várias universidades no Brasil ainda mantêm vestibulares próprios, mesmo com o crescimento do Enem como método de seleção de alunos.

Um dos vestibulares mais concorridos do País é o da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que seleciona candidatos para o curso de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). São duas fases de seleção. Para passar para a segunda etapa, os candidatos ao curso de Medicina tiveram que obter a nota mínima de 73. A nota mais alta ficou em 90 pontos.

Outro vestibular concorrido é o da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que também possui duas fases. A nota de corte do curso de Medicina para a segunda fase foi de 696,3.

No vestibular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) a pontuação dos primeiros convocados foi de 86,25 e máximo de 93,50.

Já na região Sul, uma das universidades que ainda mantêm vestibular próprio é a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A última nota de corte para Medicina foi de 83,88 pontos.

Vale lembrar que os vestibulares possuem programas de ações afirmativas, que podem ser de renda familiar, grupos raciais ou estudantes de escolas públicas. Neste caso a nota de corte pode ser diferente – mas muitas vezes chega a ser tão alta quanto para as vagas de concorrência geral.

Nota de corte para Medicina no Sisu

Cada vez mais as universidades públicas oferecem suas vagas de Medicina para candidatos que prestam o Enem. O processo de seleção é feito através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). É lá que os candidatos se cadastram, conferem as vagas disponíveis em todo o País e participam da disputa, tendo como “arma” o seu desempenho no Exame.

O sistema é dinâmico, por isso a nota de corte de todos os cursos muda a cada dia. Ou seja, estar dentro da nota de corte não é garantia de vaga, pois ela pode aumentar de acordo com o desempenho dos outros candidatos que estão na disputa.

No Sisu de 2016, o curso de Medicina teve a maior nota de corte. Na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por exemplo, a nota de corte na primeira chamada dos calouros estava em 824,74 pontos. Já na quinta chamada, o estudante convocado para a última vaga de Medicina tinha conseguido 813,66 pontos no Enem.

Confira a pontuação necessária para entrar em um curso de Medicina em universidades de outras regiões do Brasil que participam do Sisu:

• Universidade Federal da Bahia (UFBA): 778,01 pontos

• Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS): 804,83 pontos

• Universidade Federal do Paraná (UFPR): 800,62 pontos

• Universidade Federal do Acre (UFAC): 765 pontos

Nota de corte para Medicina no ProUni

Para quem busca uma vaga de Medicina em uma instituição privada, mas não tem condições de bancar a mensalidade, uma boa saída é o Programa Universidade para Todos (ProUni). O programa é voltado a pessoas de baixa renda e oferece bolsas de 50% ou 100% em universidades particulares.

O estudante utiliza sua nota no Enem para disputar uma das milhares de bolsas disponíveis em universidades de todo o País.

Em 2016, a concorrência por uma bolsa do ProUni para o curso de Medicina teve as maiores notas de corte: na universidade com menor nota de corte, o número de pontos foi de 734,50. Já a maior chegou a 814,88.

Nota de corte para Medicina no FIES

Além de tentar uma bolsa do ProUni, o candidato pode também disputar uma vaga de Medicina pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

O FIES é um programa do Governo Federal que financia a faculdade a juros baixos e o estudante só começa a pagar a dívida depois de formado.  Recentemente o sistema passou por uma reestruturação e as vagas estão cada vez mais limitadas. Mas uma boa notícia para quem quer fazer Medicina é que o FIES está priorizando algumas áreas, entre elas a da Saúde.

Em 2016, as notas de corte para conseguir uma vaga de Medicina no FIES oscilaram entre 662,24 e 788,42.

Vale lembrar que estar dentro da nota de corte não garante automaticamente uma vaga. A nota de corte é o mínimo que mantém o candidato entre os potencialmente selecionados em um curso, com base no número de vagas disponíveis e no total de inscritos.

Onde estudar Medicina

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Medicina:

Universidades Privadas:

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA-UNIDERP)

Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)

Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) 

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Universidades Públicas:

Universidade de Brasília (UNB)

Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Veja também:

Conheça os cursos de Medicina mais baratos do Brasil

E então, o que você achou da nota de corte para o curso de Medicina? Compartilhe com a gente sua opinião!