Depois das provas, a divulgação do resultado é o momento mais aguardado por quem faz o Enem.

Não por acaso: quando as notas chegam, a gente já sabe que é hora de finalmente entrar na disputa por uma vaga na faculdade – o que pode mudar nosso futuro para sempre!

Muitos de nós estamos aguardando por esse momento há meses – e às vezes por anos!

Descubra a seguir quando sai a nota do Enem e tudo o que você pode fazer com ela (inclusive onde estudar)!

Quando sai a nota do Enem

A nota do Enem demora um pouco a sair. E isso é normal, acontece todo ano.

Depois de finalizadas todas as provas, que são aplicadas em dois domingos de novembro, são necessários dois meses até que finalmente a gente saiba como foi nosso desempenho nas cinco provas que compõem o exame.

A nota é divulgada sempre em janeiro. O dia exato varia de acordo com a edição, por isso é preciso estar ligado nos principais canais de notícias.

Assim que fica disponível, você pode acessar o site oficial do Enem com seu número de CPF e senha.

Depois de acessar o sistema, pode consultar a nota individual alcançada nas cinco provas: Linguagens e Códigos, Redação, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza.

Assim que sai a nota, você pode usar seu boletim individual de desempenho para participar de alguns dos principais processos seletivos de acesso ao ensino superior do Brasil – que vamos conhecer em detalhes a seguir.

Como usar a nota do Enem depois da divulgação dos resultados

A nota que você alcançou no Enem é capaz de determinar seu futuro. Uma boa pontuação pode garantir vaga naquele curso superior que quer tanto fazer, naquela faculdade tão conceituada na sua cidade.

A concorrência geralmente é alta, por isso é bom se preparar com bastante antecedência e caprichar nas provas.

Os processos seletivos começam poucos dias depois da divulgação dos resultados do Enem e oferecem diferentes maneiras de entrar na faculdade. Um forte ponto em comum entre eles é: quanto mais alto o desempenho, melhor.

Conheça abaixo algumas seleções que começam depois dos resultados do Enem:

Ingresso direto – Essa é, de longe, a forma mais simples de entrar na faculdade. Durante o período de seleção, você só precisa escolher a faculdade onde quer estudar e apresentar a nota obtida em qualquer edição do Enem a partir de 2010 para tentar sua vaga. Aqui não tem concorrência puxada ou requisitos socioeconômicos para preencher. No entanto, o ingresso direto só pode ser usado para entrar em faculdades privadas, em cursos presenciais ou a distância. A seleção abre todos os semestres – na maioria das vezes bem antes da divulgação das notas do Enem – e fica disponível por várias semanas. Cada faculdade é livre para determinar seus critérios de seleção, exigências e notas de corte.

Sisu – Esse é o processo seletivo pelo qual a maioria dos candidatos espera. Afinal, quem não quer ter a chance de estudar em uma universidade pública? O Sisu abre logo depois que saem as notas do Enem e distribui anualmente cerca de 300 mil vagas por todo o Brasil, em cursos presenciais de todas as áreas de conhecimento. Para participar basta ter feito o Enem mais recente (não valem os anteriores) e ter nota acima de zero na redação. A seleção é pela maior nota. Em cursos como Medicina, por exemplo, é necessário ter pelo menos 800 pontos no Enem para entrar na maioria das faculdades participantes. O programa tem duas edições, no início e no meio do ano. A primeira acontece logo depois que sai a nota do Enem e é a maior.

ProUni – Quem quer ter a chance de fazer uma faculdade particular com bolsa de estudos não pode deixar o ProUni passar. O programa cobre as mensalidades de cursos presenciais ou a distância em instituições de qualidade por todo o país. A participação é direcionada a alunos que atendem a determinados perfis de renda e formação escolar. Pode participar quem fez o Enem mais recente e obteve pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação. As inscrições para os futuros bolsistas abrem duas vezes por ano, logo após o encerramento do Sisu.

FIES – O programa de financiamento facilitado do governo federal permite fazer um curso superior hoje e pagar as mensalidades só depois da formatura, a juros baixíssimos e prazo a perder de vista – uma bela alternativa para quem não conseguiu entrar no Sisu ou no ProUni. Para participar é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, sem ter zerado a redação. São duas chances por ano. O programa contempla apenas cursos presenciais.

Onde estudar depois que sair a nota do Enem

Quando a gente diz que o Enem é a principal porta de acesso ao ensino superior, não está brincando.

Pelo Sisu, você pode tentar vaga em centenas de universidades pelo país.

Pelo ProUni, FIES ou ingresso direto, o número de opções é pelo menos 10 vezes maior que nas públicas! Por isso, é preciso saber escolher os melhores cursos nas melhores faculdades – uma garantia de que seu diploma será muito bem recebido no mercado de trabalho depois da formatura.

A gente tem algumas sugestões para você conhecer. São faculdades com uma ampla oferta de cursos e presença em praticamente todo o Brasil.

Dê uma olhada:

Veja também:

Veja como somar a nota do Enem e quais faculdades aceitam

Está contando as horas para conhecer a nota do Enem? Já sabe em qual faculdade e em qual curso vai tentar sua vaga? Conte para a gente nos comentários!