A organização da última edição do Enem enfrentou uma série de imprevistos decorrentes da pandemia do Covid-19. Além do alto índice de contágio, que causou um atraso no calendário, inúmeros outros problemas logísticos como falta de luz e salas superlotadas impediram que o exame fosse aplicado em cerca de 58 cidades brasileiras.

reaplicação do Enem 2021

O índice de abstenção no Enem 2020 foi de 51,5% e, por isso, fez-se necessária a reaplicação da prova àqueles que foram impedidos de realizá-la na data marcada. Apesar dos avanços na campanha de vacinação entre jovens e adolescentes, muito se tem especulado sobre as condições do Enem 2021 e a possibilidade de reaplicação da prova aos alunos que, porventura, estiverem doentes no período de aplicação do exame.

Quer saber mais sobre a replicação do Enem 2021? Leia até o final para ficar por dentro de todos os detalhes e descobrir como solicitar a reaplicação caso esteja impedido de realizar a prova!

Qual a data da reaplicação do Enem 2021?

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, também conhecido como Inep, ainda não divulgou as datas de reaplicação do Enem 2021. Na última edição, o exame foi reaplicado no mês seguinte às provas regulares, portanto a tendência é que o próximo exame siga esse padrão. Para não perder nenhuma atualização, é importante checar o site regularmente e ficar de olho no cronograma no Portal do Enem e nos Editais do Enem digital e do Enem Impresso.

Para quem é a reaplicação do Enem 2021?

O Inep discriminou no edital do Enem 2021 que, além dos candidatos com privação de liberdade, a reaplicação de provas poderá ser solicitada apenas por alunos que apresentaram doença infectocontagiosa durante os dias de prova, ou sofreram algum acidente após a inscrição, necessitando assim de assistência especial no local da prova. Veja a seguir um pouco sobre cada caso:

Doença contagiosa

Candidatos contaminados por doenças infectocontagiosas durante o período de prova poderão realizar a reaplicação da prova, mediante comprovação por laudo médico. O Inep analisará cada caso a fim de proporcionar uma nova chance a candidatos com:

  • Covid-19
  • Coqueluche
  • Difteria
  • Doença invasiva por Haemophilus influenza
  • Doença meningocócica e outras meningites
  • Influenza humana A e B
  • Poliomielite por poliovírus selvagem
  • Rubéola
  • Sarampo
  • Varicela
  • Varíola

Acidente se casos fortuitos

Para o Enem, são considerados acidentes e casos fortuitos qualquer situação que tenha ocorrido após o período de inscrições e que debilite o aluno, implicando a necessidade de atendimento especial no local de prova. 

Poderão ser contempladas com atendimento especializado e reaplicação da prova, pessoas com as seguintes deficiências:

  • autismo;
  • baixa visão;
  • cegueira;
  • deficiência física;
  • deficiência intelectual (mental);
  • déficit de atenção;
  • discalculia (pessoa que possui pouca habilidade em compreender e manipular números).
  • dislexia;
  • surdez; surdocegueira;
  • visão monocular;

PPL: Pessoas com privação de liberdade

Conhecido como o Enem PLL, a prova é destinada aos adultos privados de liberdade e jovens sob medida socioeducativa com privação de liberdade. Para este grupo a prova é aplicada em uma data posterior ao período regular.

Como se inscrever para a reaplicação do Enem 2021?

Para participar da reaplicação do Enem 2021 é preciso aguardar o período de inscrições e preencher o requerimento de reaplicação da prova, na Página do Participante.

Alunos com doenças infectocontagiosas devem apresentar, junto ao requerimento, um laudo médico que comprove a condição que o impediu de participar da prova na data regular. É preciso que o laudo contenha os seguintes dados:

  • Nome completo do candidato
  • Diagnóstico com a descrição da condição
  • Código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID)
  • Nome e assinatura do médico responsável pelo diagnóstico, além de seu registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), Ministério da Saúde (RMS), ou outro órgão competente
  • Data do atendimento médico

Confira o calendário de provas do Enem 2021

Antes de pensar na reaplicação da prova, é sempre bom relembrar todos os detalhes,  datas e horários da prova regular, não é mesmo? O Enem 2021 será aplicado em dois domingos seguidos, como de costume. O exame é composto por 180 questões objetivas e cada área do conhecimento abrange 45 questões. Veja a seguir as provas aplicadas no primeiro dia:

  • linguagens, códigos e suas tecnologias
  • ciências humanas e suas tecnologias
  • redação

Já no segundo dia, os alunos farão as seguintes provas:

  • ciências da natureza e suas tecnologias
  • matemática e suas tecnologias

Quais as datas do Enem 2021?

Em decorrência da pandemia, o volume de inscrições para o Enem 2021 foi 30% menor que o das edições anteriores. São apenas 3.109.762 participantes inscritos, o que de certa forma reduz a disputa na hora de tentar programas como o Sisu e o Prouni.

Apesar do baixo número de inscritos, até o momento as datas permanecem as mesas. Confira abaixo:

  • 1° dia de prova: 21 e novembro de 2021
  • 2° dia de prova: 28 de novembro de 2021

Quais os horários do Enem 2021?

Como você já deve saber, a prova do Enem é bastante longa. Cada aluno tem apenas cinco horas e meia para resolver todas as questões e passá-las para o cartão resposta. Veja a seguir o cronograma completo para se programar e não perder o Enem:

  • Abertura dos portões: 12h.
  • Fechamento dos  portões: 13h.
  • Início das provas: 13h30.
  • Término das provas no 1º dia: 19h.
  • Término das provas no 2º dia: 18h30.

Quando sai o resultado do Enem 2021?

Assim como a reaplicação de provas, a data de divulgação dos resultados ainda não foi informada pelo Inep. Os gabaritos das provas objetivas, no entanto, serão disponibilizados no Portal do Enem em até três dias úteis após a realização das provas.

Quanto o resultado for liberado, o candidato poderá acessar suas notas no Portal do Participante utilizando os mesmos dados da inscrição. 

Onde estudar com a nota do Enem 2021?

Apesar de contar com poucas inscrições na atual edição, o Enem ainda é a maior porta de entrada para o Ensino Superior público e particular no país. Com uma boa pontuação no Enem 2021 é possível tentar bolsas de estudos em programas governamentais como o ProUni, o Fies e o Sisu. As três modalidades são ideais para quem está em busca de bolsas de estudo parciais e integrais, ou de um financiamento em uma instituição de ensino particular, tendo a facilidade de arcar com os valores da mensalidade apenas após o fim do curso.

Outro método para começar a estudar em universidades particulares é por meio do Ingresso Direto. Esta modalidade independente aceita a nota do Enem e oferece diversas facilidades para quem busca alcançar o tão sonhado diploma.

Seja qual for a modalidade escolhida, o mais importante é encontrar instituições de Ensino Superior sérias, comprometidas e certificadas pelo MEC. Para te ajudar nesta busca por uma boa instituição, preparamos uma lista com algumas sugestões que podem ser interessantes para você ir pesquisando em quando a reaplicação do Enem 2021 não acontece. Veja só:

Veja também:

Saiba como, quando e onde fazer a inscrição para o Enem 2021

Inscrições Sisu 2021.2: Tudo o que você precisa saber antes de se inscrever

E então, já sabe qual curso deseja começar na faculdade? Enquanto a reaplicação do Enem 2021 não começa, que tal contar pra gente aqui nos comentários?