Após o atraso no calendário causado pela pandemia da Covid-19, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 está chegando!

Até aqui, foram muitas horas de dedicação aos estudos, certo? Neste momento, contudo, é importante você se informar sobre as regras estabelecidas pelo Inep para os participantes do Enem, além de conhecer as novidades da edição 2020.

Vamos lá!

Para que serve o Enem?

O Enem foi criado em 1998 para avaliar o aprendizado de estudantes de todo o Brasil ao concluir o Ensino Médio e, assim, mensurar a qualidade de suas escolas. A ideia, inicialmente, era que os resultados do exame se tornassem parâmetros úteis para a definição de políticas públicas educacionais.

Nos anos 2000, o Enem passou a adquirir novas funções. Com a criação do Programa Universidade para Todos (Prouni), em 2004, a nota do Enem passou a ser utilizada para a obtenção de bolsas de estudos em instituições de ensino superior privadas.

Depois, em 2010, com a  implementação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a pontuação do Enem tornou-se, também, critério de seleção para vagas em universidades públicas.

Além disso, a nota do Enem passou a ser utilizada pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), para a concessão de financiamentos estudantis.

Atualmente, o Enem é a principal porta de entrada para o Ensino Superior no Brasil, pois além de servir como critério de seleção para o Sisu, o Prouni e o Fies, tem sido amplamente aceito para o ingresso direto em instituições de Ensino Superior privadas, substituindo o vestibular.

Em resumo, o Enem serve para:

  • Abrir portas para o Ensino Superior;
  • Conceder acesso a oportunidades de bolsas de estudo e financiamentos;
  • Fornecer indicativos para o desenvolvimento de políticas públicas educacionais;
  • Autoavaliação dos candidatos.

Como funciona o Enem?

O Enem é composto de quatro provas objetivas, com 45 questões cada, e uma redação de, no máximo, 30 linhas.

Cada prova objetiva refere-se a uma das seguintes áreas do conhecimento:

  • Linguagens, códigos e suas tecnologias;
  • Ciências humanas e suas tecnologias;
  • Ciências da natureza e suas tecnologias;
  • Matemática e suas tecnologias.

A redação é sempre baseada em uma situação-problema, que a prova apresenta com um enunciado e textos de apoio. A partir disto, o candidato deve desenvolver um texto dissertativo-argumentativo sobre o tema proposto. 

Confira as principais novidades do Enem 2020

Enem digital

Pela primeira vez, as provas do Enem serão realizadas em dois formatos: impresso e digital. Nesta edição piloto, dos quase 5,8 milhões de candidatos inscritos, somente 96 mil farão a prova no computador. Contudo, a proposta do Ministério da Educação (MEC) é que o modelo digital substitua o impresso, gradualmente, até 2026.

Reaplicação em casos de doenças infectocontagiosas

Os participantes que estiverem com alguma das doenças infectocontagiosas previstas no edital do Enem, como Covid-19, poderão participar da reaplicação do exame, nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2021. Para isso, é preciso comunicar a condição, por meio da Página do Participante, antes da data de aplicação da prova que o candidato faria.

Melhorias nas condições de prova para participantes cegos, surdocegos e autistas

Participantes cegos e surdocegos poderão usar o leitor de tela, desde que tenham solicitado este recurso durante a inscrição, e terão suas redações, escritas em braile, corrigidas também em braile. Além disso, candidatos surdocegos terão banca especial para a correção de suas provas, assim como candidatos autistas.

Tempo adicional de prova para lactantes

Participantes lactantes que tenham solicitado atendimento especializado durante a inscrição e que levem o bebê lactente e um acompanhante para o local de prova, terão 60 minutos adicionais, para compensar os intervalos de amamentação.

Durante o Enem

Principais cuidados para não ser eliminado

Chegue cedo

Todos os anos acontece a mesma coisa: os atrasados do Enem, além de não conseguirem fazer a prova, ainda viram meme na Internet! Para não ser uma dessas pessoas, a dica é chegar cedo no local de prova!

Lembre-se que, embora o exame comece somente às 13h30, os portões são sempre fechados, pontualmente, às 13 horas (horário de Brasília). O mais recomendado é que você chegue às 12 horas, uma hora antes. Assim, você estará fora de risco!

Certifique-se de levar um documento aceito

Atenção! Certificado de Reservista e Certificado de Dispensa de Incorporação, embora sejam documentos oficiais com foto, não são aceitos pelo Enem. Documentos não oficiais, como identidades funcionais de qualquer natureza ou carteirinhas de estudante, também não. O mesmo ocorre com os documentos oficiais sem foto, como certidão de nascimento e título eleitoral.

Confira a lista dos documentos de identificação aceitos pelo Enem:

  • Cédulas de Identidade (RG), inclusive as expedidas pelo Ministério da Justiça para estrangeiros
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
  • Passaporte
  • Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que tenham, por lei, validade como documento de identidade
  • Carteira de Registro Nacional Migratório
  • Documento Provisório de Registro Nacional Migratório

Outro ponto importante é que o documento apresentado deve ser original. Cópias, ainda que autenticadas, não serão aceitas, assim como documentos digitais.

Saiba o que levar e o que não levar

Obrigatório levar:

  • Documento de identificação oficial com foto;
  • Máscara de proteção que cubra totalmente o nariz e a boca;
  • Caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Recomendado levar:

  • Cartão de Confirmação impresso;
  • Declaração de Comparecimento impressa, caso precise comprovar a sua presença no exame.

Proibido portar fora do envelope porta-objetos:

  • Óculos escuros;
  • Boné, viseira, gorro ou similar;
  • Caneta de material não transparente;
  • Lápis, lapiseira, borracha, régua, corretivo;
  • Anotações, livros, manuais e outros impressos;
  • Relógio de qualquer tipo;
  • Calculadora de qualquer tipo;
  • Fones de ouvido e protetores auriculares;
  • Dispositivos eletrônicos de qualquer espécie.

Proibido portar mesmo no envelope porta-objetos:

  • Armas de qualquer espécie.

Depois do Enem

Até o terceiro dia útil após a realização das últimas provas, os gabaritos oficiais das provas objetivas serão disponibilizados no portal do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Os resultados, entretanto, irão demorar um tempinho. Principalmente por causa da correção das redações, o Boletim de Desempenho costuma demorar cerca de dois meses para sair. Nesta edição, a data prevista para a liberação das notas é dia 29 de março de 2021.

Onde estudar com a nota do Enem 2020?

Atualmente, o Enem é a prova que mais abre portas para o ensino superior no Brasil!  As oportunidades são muitas, tanto para ensino presencial, quanto a distância (EaD).

Além de escolher a carreira e a modalidade de ensino que mais combinam com você, o importante é procurar uma faculdade reconhecida e bem avaliada pelo MEC que tenha o curso ideal! Selecionamos algumas opções que estão dentro deste padrão de qualidade e que oferecem diversos tipos de curso. Veja:

Veja também: Conheça os 15 cursos que oferecem os melhores salários

Agora que você já sabe quais são as regras do Enem 2020, conta pra gente nos comentários o que você pretende fazer com a sua nota quando o resultado sair!