Você sabia que o Enem existe há 20 anos? Em 1998, o exame começou pequeno e com uma taxa de inscrição de R$ 20.

Desde então, o Enem cresceu, se tornou o maior vestibular do país e fez parte da vida de milhões de jovens e adultos estudantes.

Você também pretende participar do Enem em breve? Fique por dentro do custo da inscrição, veja como se inscrever, descubra se é possível fazer o Enem de graça, saiba como usar o resultado da prova e onde estudar.

Quanto custa a taxa de inscrição do Enem

Atualmente, é necessário desembolsar cerca de R$ 85 para participar do Enem.

À primeira vista, esse valor parece alto. Mas, quando o comparamos com outros vestibulares do país, percebemos que o Enem custa bem menos. Dá uma olhada:

  • R$ 180 - PUC-Rio

  • R$ 170 - USP (Fuvest)

  • R$ 170 - Unicamp

  • R$ 170 - Unesp

  • R$ 150 - UNB

  • R$ 100 - PUCRS

  • R$ 85 - Enem

“Mas como esse valor é usado?” A taxa de inscrição do Enem cobre as despesas operacionais de produção e aplicação das provas em todo o Brasil.

É possível fazer o Enem de graça?

Sim! Segundo o Ministério da Educação (MEC), cerca de 70% dos participantes realizam a prova gratuitamente.

Para conseguir isenção da taxa de inscrição do Enem, é necessário ter um dos perfis abaixo:

  • Estar cursando a última série do ensino médio em uma escola pública declarada ao Censo da Educação Básica.

  • Ter cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e possuir renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio, conforme art. 1º, parágrafo único, incisos I e II, da Lei nº 12.799, de 10 de abril de 2013.

  • Declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, nos termos do art. 4º, do Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007, e inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer: renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Fonte: Edital do Enem 2019

Você se encaixa em um desses casos? Então, deve solicitar a isenção da taxa antes do período oficial de inscrição do Enem. Para saber a data exata, consulte o edital do exame.

Como se inscrever no Enem

Para realizar a inscrição, acesse o portal oficial do exame (enem.inep.gov.br/participante) dentro do prazo estipulado no edital do Enem.

O período de inscrição geralmente acontece durante 12 dias no mês de maio.

O que fazer com a nota do Enem

Com o seu resultado do Enem, é possível:

  • Obter uma bolsa Enem de até 100% de desconto na mensalidade diretamente em uma faculdade particular.

  • Obter uma bolsa de estudo por mérito acadêmico em uma faculdade privada.

  • Concorrer a uma bolsa de estudo integral ou parcial via ProUni.

  • Concorrer a um financiamento a juros baixos ou juros zero via FIES.

  • Concorrer a uma vaga em uma graduação de uma universidade pública em qualquer estado do Brasil.

  • Ingressar em uma graduação na Europa, participando do processo seletivo de universidades portuguesas conveniadas ao Inep.

Onde estudar usando a nota do Enem

Na hora de buscar por faculdades, escolha uma instituição reconhecida pelo MEC. Assim, você garante que terá uma boa formação e um diploma válido ao final dos estudos.

Para ajudar na sua pesquisa, listamos algumas boas faculdades reconhecidas pelo MEC. As instituições abaixo concedem bolsa de estudos, participam do ProUni e do FIES, oferecem descontos especiais e permitem financiar a graduação com crédito universitário privado sem burocracia:

Veja também:

Descubra por quanto tempo vale o Enem

7 dicas rápidas para ganhar bolsa de estudo para graduação

Pronto! Agora você está por dentro da taxa de inscrição do Enem. Que tal contar pra gente qual graduação deseja fazer? Deixe seu comentário e informe o nome do curso!