Todos sabem da importância da nota da redação na prova do Exame Nacional do Ensino Médio.

Chutar uma questão ou outra até passa, mas deixar de fazer a redação ou fazer de qualquer jeito é inaceitável para quem leva o Enem a sério e busca bons resultados.

Se você está entre os candidatos que investem tempo e estudo preparando-se para conquistar uma boa nota, acompanhe nossas dicas sobre a redação do Enem!

A redação do Enem 2018

A redação acontecerá no primeiro dia de prova do Enem, no dia 4 de novembro, com duração de 5h30 (tempo total para conclusão das provas objetivas e da redação). O assunto é sempre apresentado por uma frase-tema, que deverá ser discorrido num espaço máximo de 30 linhas.

O texto, em prosa, deverá ter a forma dissertativa-argumentativa, apresentando uma tese e sua defesa ao longo da redação, sem ferir os direitos humanos.

O assunto central será de ordem política, cultural, social ou científica. Junto à frase-tema, o Exame disponibiliza textos e fontes de apoio para a construção e exploração das ideias que o candidato deseja abordar em sua redação.

Um texto dissertativo-argumentativo deve respeitar os seguintes passos:

  • Tese: opinião a ser defendida no texto, referente ao tema apresentado;

  • Argumentos: exploração das ideias que fundamentam a opinião, deve ser feita de forma coerente, estruturada e com unidade textual (coesão);

  • Proposta de intervenção: fechamento da redação, com a proposta de uma intervenção social que respeite os direitos humanos.

O candidato precisa ser capaz de, por meio da redação, contextualizar o tema apontando suas causas e consequências, que deve culminar na proposta de intervenção. Se essas etapas não são conclusivas ou apresentadas, a redação não está completa e pode não atender a todos os critérios de avaliação. Conheça abaixo cada um deles, segundo a cartilha do Enem 2018:

Competência 1: Domínio da escrita formal da língua portuguesa.

Competência 2: Compreensão da proposta de redação e aplicação dos conceitos aprendidos no ensino médio, em diferentes áreas de conhecimento, ao desenvolver o tema, dentro do tipo de redação proposto (texto em prosa em formato dissertativo-argumentativo).

Competência 3: Organização e interpretação das informações ao defender o ponto de vista.

Competência 4: Demonstração do conhecimento dos mecanismos linguísticos essenciais para a construção e apresentação dos argumentos.

Competência 5: Elaboração de uma proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos.

ATENÇÃO: Cada competência é avaliada segundo uma escala que vai de 0 a 200 pontos. No Enem 2018, a Competência 5, quando não respeitada, pode representar uma perda entre 200 e 1000 pontos na nota final da redação.

A nota da redação

Com correção totalmente manual, a redação do Enem passar por critérios específicos para avaliação.

Para o melhor resultado e crítica no momento da correção, cada redação passar por dois avaliadores - sem que um veja a análise do outro e não passe por influências.

Caso a nota dada pelos avaliadores apresente divergências relevantes, a redação é encaminhada para uma terceira análise e avaliador para o resultado final. Se mesmo assim não for possível chegar na nota, uma bancada de profissionais promove a última avaliação.

O espelho da redação será divulgado em março de 2019 para que o candidato tenha a oportunidade de verificar os resultados e desempenho em cada uma das competências analisadas no texto de acordo com a vista pedagógica dos avaliadores.

E os possíveis temas?

O Exame sempre traz assuntos atuais e comentados no cenário brasileiro. Neste ano, especialistas levantaram possíveis temas para a redação do Enem 2018. Veja alguns deles e fique por dentro das informações:

  • Bullying nas escolas

  • Legalização do aborto

  • Fake news

  • Consumo e sustentabilidade

  • Desmatamento

  • Refugiados e imigrantes

  • Situação dos presídios brasileiros

E onde estudar com a nota das provas e redação do Enem 2018?

Com a nota do Enem, o candidato poderá concorrer a vagas em inúmeras instituições, públicas e privadas, sem precisar prestar o vestibular na maioria dos casos! Vale a pena, não é?

Veja algumas das faculdades reconhecidas pelo MEC que, além de aceitarem a nota do Enem, participam dos programas de incentivo do governo federal, como ProUni e Fies:

Veja também:

Qual o melhor curso para quem quer ter o próprio negócio/ser empreendedor?

ProUni: tipos de bolsa

Principais bolsas e financiamentos estudantis

Já sabe em qual faculdade irá se inscrever? Conte nos comentários como você tem se preparado para o Enem!