Passar para uma boa faculdade é o grande sonho dos inúmeros jovens brasileiros que prestam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) anualmente ao fim do 3º ano do ensino médio.

A prova, que atualmente é a principal porta de entrada para o ensino superior, se tornou o método aceito nas principais universidades públicas e privadas brasileiras, garantindo, inclusive bolsas de estudos parciais e integrais em programas sociais como Sisu, Prouni e Fies, oferecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

Encontre bolsas de estudo de até 80%

Muitos alunos fazem cursos preparatórios e dedicam horas de estudos para ir bem na prova, mas o que nem todo mundo sabe, é que é possível fazer a prova mesmo sem ter chegado à 3ª série. Conhecidos como treineiros, os alunos do 1º e do 2º ano que decidem testar seus conhecimentos ganham experiência e saem na frente de muitos candidatos de primeira viagem.

Quer saber como isso funciona? Neste artigo vamos te explicar tudo sobre o processo e se vale a pena fazer o Enem no 1ª ano do ensino médio. Confira!

Como funciona a prova do Enem

O Enem é uma prova organizada todos os anos pelo Ministério da Educação (MEC) que tem como objetivo avaliar a qualidade do ensino médio de todas as escolas brasileiras. O exame ocorre simultaneamente em todo território nacional, possui dois dias de prova e é composto por 180 questões e uma redação.

O conteúdo da prova segue a base curricular do Ensino Médio e avalia as seguintes áreas de conhecimento:

  • Ciências da Natureza: Biologia, Química e Física;
  • Ciências Humanas: História, Geografia, Filosofia e Sociologia;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Português, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação;
  • Matemática e suas tecnologias;

Posso fazer o Enem no 1ª ano do Ensino Médio?

Por ser um exame que garante acesso às universidades brasileiras, o Enem avalia o aprendizado dos alunos que estão concluindo o ensino médio, seja na modalidade regular ou de cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Entretanto, a participação na prova é livre para qualquer pessoa, inclusive os alunos que estão nos primeiros anos do ensino médio.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC) todo aluno que já finalizou o ensino fundamental, tem menos de 18 anos e está na 1ª ou 2ª ano do ensino médio é qualificado para realizar a prova como treineiro.

O que um treineiro e quais as diferenças para os demais participantes do exame?

O treineiro e o aluno que realiza o Enem apenas para testar seus conhecimentos. O que difere um concorrente que está concluindo o ensino médio e um treineiro, é que o segundo não pode usar a nota obtida no exame para ingressar em um curso de graduação. Sua nota servirá apenas como um treino e não para sua aprovação, esta regra vale tanto para o ano da realização da prova quanto para os próximos anos. Isto ocorre porque para o treineiro o desempenho no Enem não é cumulativo, por isso, mesmo com uma boa nota, ao concluir o ensino médio será necessário se inscrever novamente e realizar outra prova do Enem.

Além disso, os resultados dos alunos treineiros são divulgados apenas algumas semanas após a divulgação dos demais candidatos. Isso acontece, pois neste momento a prioridade da banca é corrigir as provas dos candidatos que precisam utilizar a nota do Enem para concorrer a uma vaga na universidade.

O que é preciso para ser um treineiro no Enem?

Assim como para qualquer aluno, para participar do Enem como treineiro é preciso se inscrever pelo site oficial do Enem e seguir as instruções na portal do Inep. Os treineiros também precisam pagar a taxa de inscrição do exame, entretanto jovens que estiverem enquadrados em um dos critérios abaixo podem pedir isenção:

  • Estudantes de escolas públicas ou bolsistas de colégios particulares com renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa (Lei Federal nº 12.799/2013: Decreto nº 6.135);
  • Inscritos no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal.

Quais as vantagens de ser um treineiro?

De modo geral, o aluno que realiza a prova como treineiro sai na frente dos demais candidatos pois já experimentou na pele como é fazer o exame e pode se preparar melhor para quando for realizar o exame para valer. Listamos abaixo algumas vantagens de fazer o ENEM no 1º ano do ensino médio:

  1. Aprender a gerenciar o tempo

Um dos maiores trunfos de fazer a prova como treineiro é aprender a gerenciar o tempo disponível para resolver todas as questões com calma. Resolver 90 questões por dia, uma redação, passar a limpo e marcar o cartão resposta em um período de 5 horas não é para qualquer um. É preciso muito treino e habilidade.

  1. Desenvolver controle emocional

Em uma prova tão extensa e densa como o enem, não é só o tempo que precisa ser controlado, o fator emocional conta muito, e fazer a prova em anos anteriores pode ajudar bastante a controlar o nervosismo e a ansiedade. Além disso, fazer a prova sem a intenção de passar pode te ajudar a lidar melhor com as próprias expectativas, afinal é só um teste.

  1. Identificar onde é preciso melhorar

Ao receber o resultado, o aluno tem a oportunidade de analisar seus pontos fortes e fracos a fim de descobrir quais as disciplinas que precisa estudar mais para mandar bem na próxima prova.

  1. Se familiarizar com o formato da prova

Apesar de as questões mudarem todos os anos, ao realizar o exame como teste o aluno conhece o formato da prova, os tamanhos das questões e fica a par do que a banca costuma pedir. Assim, quando for fazer a prova para valer, não terá surpresas.

Vale a pena fazer o Enem como treineiro?

Se você ainda duvida se vale a pena fazer o Enem no 1ª ano do Ensino, a resposta é com certeza absoluta! O Enem é um exame que exige capacidade de alinhar conhecimento e estratégia de prova, além de muito preparo emocional, portanto nada melhor que adquirir experiência para ter um bom resultado na prova oficial.

Por já conhecerem o formato da prova, os os alunos que fazem o Enem no 1ª ano do ensino médio costumam ter mais calma e confiança na hora de prestar o exame, o que faz toda a diferença. Por isso, fazer o Enem como treineiro é uma grande vantagem competitiva e vale muito a pena.

E quando a prova for para valer, onde estudar com a nota do Enem?

Fazer o Enem para valer com calma e confiança é o primeiro passo para garantir um bom desempenho e sair na frente na disputa por vagas.

Quando a prova for pra valer, você poderá utilizar sua nota para se inscrever em processos seletivos como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas gratuitas em universidades públicas; o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em faculdades particulares e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), que financia o valor do curso com juros baixos e possibilita o pagamento só depois da formatura.

Seja qual for o processo seletivo escolhido, a dica é encontrar uma instituição com boa reputação e certificada pelo MEC, como as que separamos a seguir:

Mas até esse dia chegar, se puder, faça o enem no 1º ano do ensino médio e teste seus conhecimentos. Pode ter certeza que a experiência vai valer a pena.

Leia mais:

Saiba como estudar em Portugal com a nota do Enem

Como se preparar para o Enem do zero?

Agora que você já sabe que vale a pena fazer o Enem no 1º ano do ensino médio, que tal contar aqui nos comentários qual graduação você deseja cursar quando fizer a prova oficialmente?