Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque uma bolsa

    Compare preços e escolha a bolsa de estudos que seja sua cara.


  2. Garanta a bolsa

    Pague a adesão para garantir sua bolsa.


  3. Tamo junto na próxima fase.

    Agora é só fazer o processo seletivo e se matricular na faculdade.


Português

Formação de palavras: quais são os processos e exercícios

30 de agosto
Formação de palavras
Imagem do autor
Escrito porMathias Sallit

A língua serve para proporcionar uma comunicação assertiva entre todos os seres humanos. Para isso, existe um processo de formação de palavras, ou seja, de códigos pré-definidos com significados correspondentes.

Encontre bolsas de estudo de até 80%
+ Não sabe que carreira seguir? Faça nosso Teste Vocacional!

No entanto, nos diferentes idiomas, existem códigos distintos para significados iguais ou parecidos. E, muitas vezes, alguns idiomas influenciam outros na sua própria formação de palavras, e também existem matrizes linguísticas das diferentes línguas faladas no planeta.

Dentro dessa lógica, também entende-se que a língua é dinâmica, e novas formas de usar palavras, e até mesmo novos códigos, surgem todos os dias. 

A cada vez que se utiliza a língua, ela é toda ressignificada. Assim, uma parte importante de entender a língua portuguesa é compreender quais são as formações de suas palavras. 

Essa parte da gramática costuma ser, também, recorrente nos vestibulares. Portanto, acompanhe, abaixo, as diferentes formas de formar palavras na língua portuguesa.

Veja também:
+
Processo de Formação das Palavras: Exercícios com Gabarito!

Processo de formação das palavras

As palavras têm uma história, e podem ter sido herdadas de outros idiomas, ou mesmo adaptadas. 

Além disso, novas delas podem vir da junção de outras já existentes, no processo de formação de palavras. 

As novas gerações e os sujeitos que utilizam a língua, com o tempo, vão transformando seus usos, atribuindo novos sentidos e significados, e, muitas vezes, até criando novas palavras.

Na língua, existem as palavras simples e as palavras compostas. As simples são aquelas que possuem origem em apenas uma palavra. E as compostas são aquelas que surgiram pela união de uma palavra com outro fragmento ou palavra. 

Além disso, existem as palavras primitivas, que são aquelas que existem como foram formadas, e dependem apenas de sua própria história, e as derivadas, que combinam mais de uma palavra para existir. 

Essas palavras podem ter ido se transformando com a convivência entre diferentes culturas, com o crescente número de pessoas no mundo, que são agentes transformadores da língua. Elas também podem ter sido originárias em outros idiomas mais antigos, como o latim, o grego e o romano. 

Exemplos

Uma forma de ver essa mudança que ocorre ao longo do tempo de forma clara é o uso da palavra ‘você’. 

Essa palavra nem está inclusa nos pronomes pessoais do português, mas ela é a mais usada entre os brasileiros para se referir à 2ª pessoa do singular. 

A origem dessa palavra vem lá do tempo colonial, em que se dizia “vossa mercê”, como um símbolo de respeito. Com o tempo, essas duas palavras foram se juntando, e se transformaram em “vosmecê”, e, depois, em “você”. 

Esse é um caso de composição, em que duas palavras se tornaram uma só.

Derivação

As palavras derivadas são aquelas formadas por apenas um radical. Geralmente elas vêm ligadas a um afixo, que são termos que quando unidos ao radical permitem a formação de novas palavras, eles podem acontecer de três maneiras: com prefixo, sufixo, ou com os dois (prefixo e sufixo).

Derivação prefixal

Quando o elemento vem anterior ao radical: infeliz (in – prefixo/feliz – radical)

Derivação sufixal

Quando o termo se liga posteriormente ao radical: felizmente (mente – sufixo/feliz – radical)

Prefixo-sufixo: Quando são afixados no radical um prefixo e um sufixo simultaneamente: infelizmente (in – prefixo/mente – sufixo/feliz – radical)

Derivação parassintética

Acontece quando não é possível retirar nem prefixo nem afixo sem que haja perda de sentido. empobrecer (em – prefixo / cer – sufixo / pobre – radical). As palavras empobre nem pobrecer existem, por isso não é possível retirar os afixos.

Derivação regressiva

Ocorre quando os verbos são substantivados, em que a palavra sofre diminuição: luta (de lutar)/ chuva (de chover).

Derivação imprópria

Há mudança da classe gramatical da palavra, sem, no entanto, mudar o sentido principal. Exemplos: 

  • O menino é um bom aluno. (bom – adjetivo).
  • Os bons sempre alcançam a vitória. (os bons – substantivo).

Nesse caso, a palavra bom sofreu derivação imprópria, pois mudou a classe gramatical de adjetivo (origem) para substantivo.

Composição

Na formação de palavras, a composição é formada pela junção de dois ou mais radicais. Existem duas possibilidades de composição: por aglutinação ou justaposição. 

Composição por aglutinação

Quando a união de radicais ou palavras acarretam a mudança fonética.

Exemplo: planalto (plano – radical + alto – radical), as palavras plano e alto quando unidas sofrem supressão da palavra e consequente alteração fonética. O mesmo ocorre com; planície, fidalgo, aguardente, etc.

Composição por justaposição

União de palavras, ou seja, de radicais sem provocar alteração fonética.

Exemplo: passatempo, (passa– radical+ tempo radical), as palavras passa e tempo quando unidas formam outra palavra. O mesmo ocorre com; pontapé, guarda-chuva, guarda-roupa, girassol, couve-flor, beija-flor. 

Outros processos de formação de palavras

Abreviação

Refere-se à diminuição da palavra com a intenção de facilitar a pronúncia e de dinamizar a língua. Constituindo, assim, uma forma mais curta.

  • Fotografia -> foto. 
  • Televisão -> TV

Hibridismo

São palavras formadas a partir da junção de radicais estrangeiros.

  • automóvel ( auto – radical grego) (móvel – radical latino)

Neologismo

Neologismo é quando cria-se uma nova palavra, que não existia, com o objetivo de preencher um significado que ainda não era sanado pela língua. Exemplos:

  • Deletar
  • Clicar
  • Blogueirar
  • Comível
  • Chipar
  • Linkar
  • Comedoria

Leia mais:
+ 8 neologismos da atualidade para conhecer


Reduplicação

A reduplicação ocorre quando se repete a mesma palavra numa expressão, para se dirigir a um objeto, som etc. Geralmente, elas dão origem às onomatopeias ou imitações. Exemplos:

  • BomBom
  • Quero-quero
  • Zum-Zum-Zum
  • Lero-lero


Combinação

A combinação é uma formação de palavras que geralmente fica fora da linguagem padrão, mas que é muito usada na linguagem popular. Esse tipo de formação ocorre na junção de duas palavras numa só.

Aborrecente (Aborrecedor + Adolescente)

Portunhol (Portugues + Espanhol)

Veja também:
+ O que é locução adjetiva?


Intensificação

Na intensificação, o sufixo (final da palavra) é alargado. Exemplos:

  • Inicializar
  • culpabilizar
  • Finalizar
  • Comercializar
  • Problematizar

Veja também:
+ Exercícios Processo de Formação das Palavras


Exercícios de formação de palavras

1. (IBGE) Assinale a opção em que todas as palavras se formam pelo mesmo processo:


a) ajoelhar / antebraço / assinatura

b) atraso / embarque / pesca

c) o jota / o sim / o tropeço

d) entrega / estupidez / sobreviver

e) antepor / exportação / sanguessuga

2. (BB) A palavra “aguardente” formou-se por:

a) hibridismo   

b) aglutinação    

c) justaposição

d) parassíntese

d) parassíntese

3. (AMAN) Que item contém somente palavras formadas por justaposição?

a) desagradável – complemente

b) vaga-lume – pé-de-cabra

c) encruzilhada – estremeceu

d) supersticiosa – valiosas

e) desatarraxou – estremeceu



4. (UE-PR) “Sarampo” é:

a) forma primitiva

b) formado por derivação parassintética

c) formado por derivação regressiva

d) formado por derivação imprópria

e) formado por onomatopeia

5. (EPCAR) Numere as palavras da primeira coluna conforme os processos de formação numerados à direita. Em seguida, marque a alternativa que corresponde à sequência numérica encontrada:

   ( ) aguardente    1) justaposição

   ( ) casamento 2) aglutinação

   ( ) portuário   3) parassíntese

   ( ) pontapé     4) derivação sufixal

   ( ) os contras  5) derivação imprópria

   ( ) submarino 6) derivação prefixal

   ( ) hipótese

a) 1, 4, 3, 2, 5, 6, 1

b) 4, 1, 4, 1, 5, 3, 6

c) 1, 4, 4, 1, 5, 6, 6

d) 2, 3, 4, 1, 5, 3, 6

e) 2, 4, 4, 1, 5, 3, 6

6. (CESGRANRIO) Indique a palavra que foge ao processo de formação de chapechape:
a) zunzum

b) reco-reco

c) toque-toque

d) tlim-tlim

e) vivido

7. (UF-MG) Em que alternativa a palavra sublinhada resulta de derivação imprópria?

a) Às sete horas da manhã começou o trabalho principal: a votação.

b) Pereirinha estava mesmo com a razão. Sigilo… Voto secreto … Bobagens, bobagens!

c) Sem radical reforma da lei eleitoral, as eleições continuariam sendo uma farsa!

d) Não chegaram a trocar um isto de prosa, e se entenderam.

e) Dr. Osmírio andaria desorientado, senão bufando de raiva.



8. (AMAN) Assinale a série de palavras em que todas são formadas por parassíntese:

a) acorrentar, esburacar, despedaçar, amanhecer

b) solução, passional, corrupção, visionário

c) enrijecer, deslealdade, tortura, vidente

d) biografia, macróbio, bibliografia, asteroide

e) acromatismo, hidrogênio, litografar, idiotismo

9. (FFCL SANTO ANDRÉ) As palavras couve-flor, planalto e aguardente são formadas por:

a) derivação

b) onomatopeia    

c) hibridismo

d) composição

e) prefixação

10. (FUVEST) Assinale a alternativa em que uma das palavras não é formada por prefixação:

a) readquirir, predestinado, propor

b) irregular, amoral, demover

c) remeter, conter, antegozar

d) irrestrito, antípoda, prever

e) dever, deter, antever



11. (LONDRINA-PR) A palavra resgate é formada por derivação:

a) prefixal

b) sufixal

c) regressiva

d) parassintética

e) imprópria


12. (CESGRANRIO) Assinale a opção em que nem todas as palavras são de um mesmo radical:

a) noite, anoitecer, noitada    

b) luz, luzeiro, alumiar    

c) incrível, crente, crer

d) festa, festeiro, festejar

e) riqueza, ricaço, enriquecer



13. (SANTA CASA) Em qual dos exemplos abaixo está presente um caso de derivação parassintética?

a) Lá vem ele, vitorioso do combate.

b) Ora, vá plantar batatas!

c) Começou o ataque.

d) Assustado, continuou a se distanciar do animal.

e) Não vou mais me entristecer, vou é cantar.



14. (UF-MG) Em todas as frases, o termo grifado exemplifica corretamente o processo de formação de palavras indicado, exceto em:

a) derivação parassintética – Onde se viu perversidade semelhante?

b) derivação prefixal – Não senhor, não procedi nem percorri.

c) derivação regressiva – Preciso falar-lhe amanhã, sem falta.

d) derivação sufixal – As moças me achavam maçador, evidentemente.

e) derivação imprópria – Minava um apetite surdo pelo jantar.

15. (UF-MG) Em “O girassol da vida e o passatempo do tempo que passa não brincam nos lagos da lua”, há, respectivamente:

a) um elemento formado por aglutinação e outro por justaposição

b) um elemento formado por justaposição e outro por aglutinação

c) dois elementos formados por justaposição

d) dois elementos formados por aglutinação

e) n.d.a



16. (UF-SC) Aponte a alternativa cujas palavras são respectivamente formadas por justaposição, aglutinação e parassíntese:

a) varapau – girassol – enfaixar

b) pontapé – anoitecer – ajoelhar

c) maldizer – petróleo – embora

d) vaivém – pontiagudo – enfurece

e) penugem – plenilúdio – despedaça



17. (UF SÃO CARLOS) Considerando-se os vocábulos seguintes, assinalar a alternativa que indica os pares de derivação regressiva, derivação imprópria e derivação sufixal, precisamente nesta ordem:

   embarque

   histórico

   cruzes!

   porquê

   fala

   sombrio

a) 2-5, 1-4, 3-6    

b) 1-4, 2-5, 3-6    

c) 1-5, 3-4, 2-6

d) 2-3, 5-6, 1-4

e) 3-6, 2-5, 1-4


18. (VUNESP) Em “… gordos irlandeses de rosto vermelho…” e “… deixa entrever o princípio de uma tatuagem.”, os termos grifados são formados, respectivamente, a partir de processos de:

a) derivação prefixal e derivação sufixal

b) composição por aglutinação e derivação prefixal

c) derivação sufixal e composição por justaposição

d) derivação sufixal e derivação prefixal

e) derivação parassintética e derivação sufixal

19. (FURG-RS) A alternativa em que todas as palavras são formadas pelo mesmo processo de composição é:

a) passatempo – destemido – subnutrido

b) pernilongo – pontiagudo – embora

c) leiteiro – histórico – desgraçado

d) cabisbaixo – pernalta – vaivém

e) planalto – aguardente – passatempo


PROCESSO DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS

Gabarito

1 – B

2 – B  

3 – B 

4 – C  

5 – E  

6 – E  

7 – D  

8 – A  

9 – D  

10 – E  

11 – C

12 – B

13 – E

14 – A

15 – C

16 – D

17 – C

18 – D

19 – B

+ Veja cursos e faculdades com até 80% de desconto

Facul sem treta? É aqui mesmo!
Facul sem treta? É aqui mesmo!

Estude nas melhores sem sair de casa

As melhores faculdades com ofertas super especiais para você começar a estudar sem sair de casa.